Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

marco rodrigues.jpg

 

Marco Rodrigues

Vídeo de “O Tempo”, de Marco Rodrigues, ultrapassa o meio milhão de visualizações

Fadista atuou recentemente em Angola, na Rússia e na Letónia

Em pouco mais de um mês o vídeo do mais recente single de Marco Rodrigues, “O Tempo”, retirado do novo álbum “Copo Meio Cheio”, ultrapassou o meio milhão de visualizações no YouTube/VEVO. O vídeo foi realizado por Marcos Cosmos e o tema foi escrito e composto por Diogo Piçarra, tendo a canção sido escolhida para a nova telenovela da TVI, “A Herdeira”.

 

Esta é mais uma conquista num ano repleto de sucessos para o fadista, que recentemente apresentou as novas canções de “Copo Meio Cheio” em vários palcos internacionais, desde o Festival Caixa Fado em Benguela e Luanda - Angola, à Rússia ou Letónia.

crítica não se tem poupado nos elogios a esta nova aventura de Marco Rodrigues. A revista Time Out Lisboa deu 4 estrelas ao disco e escreveu: “O quinto disco de Marco Rodrigues revela um artista plenamente seguro de si, capaz de ignorar todas as fronteiras e ficar à vontade na mesma.” Já a Blitz, que também distinguiu “Copo Meio Cheio” com 4 estrelas, escreveu: “Sempre fadista, e com voz de ouro, Marco ‘cria’ aqui excelentes novas canções.” 

Em “Copo Meio Cheio”, Marco Rodrigues desafiou uma série de novos compositores e letristas da música pop nacional como: Diogo Piçarra, Guilherme Alface e João Direitinho, dois membros dos ÁTOA que compuseram o primeiro single “Fado do Cobarde”, CarlãoLuísa SobralCapicuaAgirPedro da Silva Martins (Deolinda), Tiago Pais Dias e Marisa Liz (Amor Electro), ou Boss AC.

Com produção de Tiago Machado, “Copo Meio Cheio” não é um disco de fado, não é um disco de pop, é um disco de Marco Rodrigues, onde a sua identidade e a sua incrível capacidade interpretativa se encontram mais definidas do que nunca.

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.