Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Deitado num frio colchão
oiço o silêncio das outras celas
Estou aqui em Moscavide
À direita, como quem vai p´ra Odivelas...
Sinto-me tão só nesta cela sem condições
Nem tem wi-fi pró meu Magalhões!

Sexta à noite - dez e meia
Aterrei e fui alvo de detenção
Nem consegui buscar as malas
Fui p´ra a PSP só com a bagagem de mão
Isto não é tanga
Ainda estava na manga
E fui para a prisão.

Diizem que há um esquema
de correio do qual eu faço parte
Tenho um advogado anafado que não quer que o filmem
porque diz que fica ridículo a entrar no seu Smart.
Quero sair daqui e ir para outro lado qualquer
Mas prenderam-me o chófér!

Segunda à noite - dez e meia
Fui alvo de medida de coacção
Preso preventivamente
depois de um fim-de-semana passado no Ticão
Tem nome de sítio de rodízio
Mas dizem que há indício
E fui para a prisãããão.
Alguém que vá dar de comer ao meu cão!
Porque eu estou na prisão!

 

 Letra : Vasco Palmeirim.
Música : Lady Antebellum " Need You Now"

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.