Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Dá-me abrigo por esta noite
dá-me abrigo por esta noite
procuro conforto no teu cobertor
a noite prepara jogos de amor
febre que sobe e acende a fogueira

Dói-me cá dentro, ao certo não sei
dói-me cá dentro, ao certo não sei
dói-me o inferno da minha arte
dói-me o silêncio da tua carne
feito sossego nas minhas mãos
é quente o silêncio das tuas mãos.

Dá-me um bilhete pro inferno

São línguas de fogo que entram no corpo
são línguas de fogo que entram no corpo
são noites de assombro e descoberta
em busca da vida estou de passagem

Parto contigo na minha bagagem
Parto sozinho pra longa viagem.(3x)

Dá-me um bilhete pro inferno

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email