Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

[Intro - STK]
Se eu estiver no meu sitio, e sentileio
Gravei o primeiro CD da city, e senti-me bem
Ganhava sem recibo visível, e assim vinguei
Se alguém fosse cínico eu era cínico e meio

[Realpunch]
Deixei de ser humilde, agora sou sincero
Porque há muita gente que fala quando abre o esfíncter
Ainda canto como quero, o que quero, com quem quero
Porque no meu processo criativo sou eu que impero
Desde há muito que existem inúmeros obstáculos
Mesmo assim conseguimos sempre dar espectáculo
Mesmo com as pernas agarradas por tentáculos
Mesmo sem cantar a usar o vernáculo
"Mas Punch, Algarve?!" existem tantos apartes
'Tamos já fartos de vos mostrar o que damos à arte
Faço a música nada estúpida, autêntica marca única
Mas vem uma alma púdica e julga em praça pública
Quem vive pela espada, morre pela espada
Vivo pelo que digo, morrerei pela palavra
Eu ensino a insígnia na perspectiva de um estilista
Tentando criar tendências sempre linha após linha
Tenho cantado pelo país fora
Sempre retornado na zona onde a raiz mora
Trabalho árduo desde do tempo do rádio a pilhas
O que antes era um presságio, hoje é um estágio de vida
Não me tiram daqui, eu cravo e meto estaca
Sou o mesmo de sempre, talvez com menos paka
Tudo é temporário e só quero ver se consigo
Livrar-me deste peso e sentir-me, vivo!

[Hook - Sam the Kid, David Cruz e Mariana Norton]
Estive cá ontem, e hoje ainda estou aqui
Rimas doutros tipos
Tropas doutros tempos
Mas a longo prazo
Nem todos temos a mesma sorte
Nada foi fácil, mas o que eu aprendi
Foi em convites
Alguns com guito
Deram-me ouvidos
E assim eu fiquei maior

[Kristóman]
Hoje ainda sinto a sua essência
Não é preciso ciência para se ver que foi feito com inocência
E se conhecesse[?] mostrei o meu potencial
Vesti o avental e tirei-a do forno com competência
Guardei experiências p'a ter lições futuras
Sucesso vem quando menos esperas, não quanto mais procuras
A K abriu-me a porta e a kima deu-me um futuro
Agarrei tudo, dei tudo p'a hoje ter um tudo(?)
Eu dei concertos e davam-me agua da torneira
Gente forasteiro, muitos tentavam dar a rasteira
Ingenuidade era da idade levava na brincadeira
Ganhei imunidade e boas amizades p'a vida inteira
Girava discman azul sem anti-choque
Crachava bués mas só passava do bom hip-hop
Guardava posteres dos meu rappers favoritos
Queria ser com'ó Sam, rimar fora dos limites
Entretido sem muitos spots que hoje são o habitual
Mas fiquei de olhos postos em ser fora do normal
Eu tive quem me motivasse, e que dissesse: Vais ser o tal!
São motivos para continuar ativo e ser igual
Aquele prazer na radio tenho de agradecer ao Sojas
Freestyle [?] e um gajo fazia mossas
Curtia voltar aquele concerto que fizeram torça
E dizer isto nao da para todos como na [?]

[Hook - Sam the Kid, David Cruz e Mariana Norton]

[Sam the Kid]
Levaste-me à dormida com eu estava a leste
Um cartaz na avenida avisa o teu palestro
Mudaste a minha vida com o que tu me deste
E ficaste agradecida quando fui honesto
Tinha vergonha da família a ver-me a ser o mestre
E agora pai e filho estão no sudoeste
Por isso investe mesmo que alguém te inveje
Porque o move está viúvo e ele assim cresce
Um par de malas é normal o desmazelo
A tua engalas e não sei escalas como o Rebelo
E ouço o que falas mas não igualas o modelo
Fiz um álbum nas aulas e dei aulas a falar dele
Com 17 anos, um rato a fazer partilhas
Trocavas cassetes com o pac de barco até Cacilhas
Sem boas intenções, depois só te humilhas
A divagar se vai longe, e hoje eu estou a milhas
Imitei o obey, e pintei um muro
Ultrapassei o que sei, e agora sei o que duro
Passei do recreio ao conceito maduro
Eu não premeio o primeiro premeio o puro
Mesmo que alguém goze eu reforço-me e
Ponho tudo apoteose, o teu carma só se ri
Muitos querem que eu rime com eles, e eu não posso be
Como querem ser lideres se nem conhecem o [?]
Por isso não me desapontem e fiquem com azias
Apontem qual o homem com mais parcerias
Talvez ainda te contem isso se não sabias
Sou o amanhã de ontem, todos os dias

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email