Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

tradiio.jpg

 

Tradiio lança a maior campanha
portuguesa de sempre de Equity Crowdfunding


Plataforma de streaming de música inaugura a maior campanha de investimento de uma empresa portuguesa feita até agora através da Seedrs. Objetivo é captar 600 mil euros.


A Tradiio, plataforma portuguesa de streaming de música, lança hoje aquela que é, até agora, a maior operação de financiamento de sempre feita por empresas portuguesas através do equity crowdfunding.

A startup portuguesa recorre à Seedrs, a maior plataforma de equity crowdfunding europeia, com o objetivo de angariar financiamento por parte de investidores em todo o mundo.

A ronda de financiamento tem como objetivo de angariar 600.000 euros por 13% de equity, avaliando a empresa em 4 milhões de euros, um encaixe que irá servir para lançar a Tradiio nos Estados Unidos e escalar o modelo a milhões de artistas. A campanha, que atingiu 37% do objetivo no primeiro dia, está ativa durante os próximos 60 dias, em https://www.seedrs.com/tradiio

Para Álvaro Gomez “não há melhor forma de mostrar que o crowdfunding funciona do que fazer o nosso próximo round através do mesmo modelo. “Esta é a oportunidade perfeita para envolvermos a comunidade portuguesa na internacionalização do Tradiio nos Estados Unidos a partir de Los Angeles”, revela o CEO da Tradiio.

A Tradiio é uma plataforma portuguesa de descoberta e lançamento de novos projetos musicais, permitindo-lhes ganhar vida e financiamento, e que conta no seu catálogo com mais de 30 mil artistas emergentes registados, de uma centena de países. A plataforma permite aos utilizadores subscreverem diretamente os artistas, através de um determinado valor mensal, para ajudar os projetos musicais que gostam a atingirem um objetivo predefinido e, em troca, terem acesso a conteúdo exclusivo.

A startup portuguesa, fundada em 2014 por Álvaro Gomez, André Moniz e Miguel Leite, tem por missão descobrir e apoiar a melhor música, oferecendo ao talento musical emergente a hipótese de ganhar credibilidade e exposição. A empresa tem operado em Portugal, Brasil e Inglaterra e prepara-se agora para lançar o modelo nos Estados Unidos e mudar a vida de milhões de artistas em todo o mundo.

Este anúncio é feito semanas depois do Tradiio ser anunciado como uma das melhores startups da Europa pela Wired. Já no início do ano foi considerada a décima startup mais disruptiva do mundo, segundo o ranking da Disrupt 100 que distingue os negócios com maior potencial para modificar ou inovar, ou até mesmo criar novos mercados.

Entre as empresas portuguesas que já conseguiram completar com sucesso campanhas de financiamento na Seedrs estão a Coacher, a Agroop (que já realizou duas operações), a Climber Hotel e, mais recentemente, a eSolidar que angariou 200.000 libras através de uma emissão de ações convertíveis junto de mais de 180 investidores.

Para Filipe Portela, diretor de desenvolvimento de negócios da Seedrs, "é cada vez maior e significativo o interesse de empresas portuguesas em captar financiamento através do equity crowdfunding, assim como é, igualmente, cada vez mais expressivo o interesse da parte dos investidores em startups. A Tradiio é disso exemplo e, esperemos, mais um caso de sucesso”.

O Tradiio é uma plataforma de streaming de música que permite aos fãs descobrir e apoiar novos artistas. Esta startup portuguesa permite, através de uma subscrição, que os fãs façam donativos para ajudarem os projetos a alcançar os seus objetivos e, em troca, têm acesso a conteúdo exclusivo. Desta forma, o Tradiio serve não só para lançar a carreira de novos artistas, mas também para providenciar uma forma sustentável de assegurar o acesso ao conteúdo.

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email