Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

28 Mai, 2016

Tim - A Estrada

 

Letra

 

Já faz tempo
Oh tanto tempo
Tanto nem dá para contar
Que eu consegui sair de casa
E comecei a tocar
Apanhei o barco das 9
Na margem esquerda do Tejo
De um lado ficava a fome
Do outro ardia o desejo
Subi Lisboa de elétrico
E era de noite e chovia
O mês seria Dezembro
Mas já não me lembro o dia
Lá estava um de galochas
Com a gabardina do pai
Tinha alfinetes na boca
E vinha dos Olivais
O outro eu já conhecia
Foi quem me desafiou
Foi um cantor arrojado
Foi ele quem me guiou
E oterceiro chegou tarde
Veio direto do quartel
Tinha a vespa avariada
Para o táxi não há papel
E com a banda formada
Mas sem canções para tocar
Em binário ou quaternário
Puseram-se a inventar
E a banda não parou mais de tocar
E a estrada não parou mais de os chamar
E assim lá foram andando
Tocando aqui e ali
Até que num belo dia
Entraram o João e o Gui
Finalmente já completos
Chegaram ao primeiro lugar
Mas nem eles imaginavam
O que ainda tinham para tocar
E é assim que reza a lenda
Cantada aqui para vocês
Por mim que sou o Tim dos Xutos & Pontapés
E a banda não parou mais de tocar
E a estrada não parou mais de os chamar

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

1 comentário

Comentar post