Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

tia graça.png

 

 

“Tia Graça – toda a gente devia ter uma”


d’Orfeu AC estreia nova criação esta sexta-feira! Últimos bilhetes à venda.

http://www.dorfeu.pt/tiagraca

“Tia Graça – Toda a gente devia ter uma” é a nova criação da d’Orfeu AC, que estreia na próxima sexta–feira 5 maio, às 22h00, na recém-inaugurada Latada do Espaço d’Orfeu, em Águeda. Os bilhetes estão à venda e a lotação é limitada.

Depois da inauguração a 21 de abril, com lotação esgotada, num concerto que assinalou o regresso d’Os CantAutores, a nova Latada do Espaço d’Orfeu prepara-se agora para receber a estreia da nova proposta criativa da d’Orfeu AC: “Tia Graça – Toda a gente devia ter uma”.
 
Esta nova criação da d’Orfeu AC eleva, para novo patamar, a sua matriz músico-teatral. “Tia Graça” é um espetáculo de autor, concebido e interpretado por Luís Fernandes, no papel mais maduro do seu percurso criativo, a par de um extraordinário trio de jovens instrumentistas da nova vaga: Joana Soares (oboé), Inês Moreira Coelho (fagote) e Inês Luzio (eufónio). O inusitado naipe de sopros que acompanha, ao vivo, as canções originais, traz ao espetáculo as reminiscências filarmónicas que ilustram o contexto familiar da vida da personagem central, a Tia Graça, mas com uma transversal e sofisticada linguagem musical para todas as idades.

Depois de "Reportório Osório”, este novo espetáculo de Luís Fernandes aprofunda as ligações, gratas para o autor, entre tradição e contemporaneidade, passando uma forte mensagem com ternura e a necessária inteligência, num registo estimulante para o consumido espetador dos nossos dias. Em “Tia Graça”, reconhece-se a valorização tardia destes entes mais discretos, aqui trazidos à ribalta, retratando os temas da velhice e da solidão com muito humor. Uma lição de vida em palco.

Com músicas de Manuel Maio e cenografia de enVide neFelibata (do Teatro e Marionetas de Mandrágora), “Tia Graça” é um espetáculo que homenageia as mulheres que vivem nos bastidores das vidas de tantos músicos, a lavar, a coser, a passar, a cozinhar, a mimar. E sempre à espera. Toda a gente devia ter uma Tia Graça.

http://www.dorfeu.pt/tiagraca

http://www.facebook.com/events/456516864681126

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.