Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra


Lentamente o entardecer
Doura os campos sobre a serra
Deixa o mundo adormecer
Numa promessa que o luar encerra

Hora de maior encanto
Quando se aconchega a vida
E as aves no seu canto
Ensaiam um louvor de despedida

Tranquilamente escurece
Cessam todos os rumores
A estrela d'alva aparece
Enquanto desmaiam as cores

Nas casas da aldeia
Pouco a pouco
Fecham-se as portas e as janelas de madeira

A luz de uma candeia
No silêncio
Desenha silhuetas
na parede branca

A noite já vai alta
Canta o galo
Numa vigília
Que aguarda pela manhã

E enquanto o sono avança
Ao longe
Toca o sino da igreja
E marca
O tempo que passeia

 

Letra: Teresa Salgueiro
Música: Teresa Salgueiro | Rui Lobato, Óscar Torres, Marlon Valente | Graciano Caldeira

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email