Segunda-feira, 02.11.15

wack.jpg

 

 

“Dias de Sol” é o que os WACK prometem no seu novo video, já disponível em wack.pt ou no canal de youtube /HipHopSouEu. Depois do single “Carta de Amor” que ganhou destaque em vários meios de comunicação a nível nacional, WACK aposta em “Dias de Sol”, um dos temas com maior aceitação nas atuações ao vivo do grupo. O vídeo, realizado pelo emergente Shaun Michael, revela um pouco do dia a dia do grupo entre paisagens do guincho e sessões de ensaio ao ar livre. Trata-se de uma mensagem consciente em sonoridades funky que nos trazem “Dias de Sol”, mesmo em tempos de chuva.

 

WACK podia ter nascido entre amigos à volta de uma fogueira numa das praias da Ericeira mas não. WACK nasceu regado em cerveja, improvisos e discussões sobre preocupações sérias, entre irmãos criados por concertos e festas Hip-Hop underground na zona de Lisboa.

 

WACK, um projecto fusion de música RAP com Funk, Soul e Jazz, nasce em 2012, formado por TANB e Dikas (Rappers), Raw Muzik(Produção) DJ Ketzal (Scratch), César Correia (Baixo), Pedro Rodrigues (Bateria) e André Gomes (Teclas).

 

Em 2015, editam o seu segundo EP – Sem Pés Nem Cabeça, produzido apenas pelo projecto e editado pela Music In My Soul. O EP, misturado pelo Zé “X-Acto” Caeiro, fala-nos sobre “ser WACK”. WACK para os próprios simboliza o fugir das expectativas, o quebrar de conceitos e o assumir de individualidades. De palco em palco, seja pequeno ou grande, a Família WACK tem vindo a multiplicar-se provando que estes WACKs não são os únicos a não respeitar os critérios de “bem parecer” impostos na sociedade.

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.07.15

 

WACK levam o seu Hip Hop a Cascais e ao Porto

 

O Hip Hop dos WACK continua a ser a banda sonora de algumas noites deste verão. O grupo lisboeta vai passar pelo palco da FNAC do CascaiShopping para um showcase já amanhã, dia 17 de julho, às 22h00. E no dia 25 é o Armazém do Chá, no Porto, quem os recebe a partir das 23h00. A promoção ao EP “Sem Pés Nem Cabeça” continua, assim, em marcha. Editado em janeiro pela Music In My Soul, este trabalho tem “Carta de Amor” como single de apresentação.

 

WACK, palavra “hiphopiana” para algo mau ou sem qualidade, é um projeto musical que surgiu de improvisos e discussões sobre preocupações sérias entre irmãos, criados por concertos e festas Hip Hop underground na zona de Lisboa.

 

Esta fusão de música Rap com Funk, Soul e Jazz nasceu em 2012, após a edição do álbum “Dia e Noite” por TANB e João “Dikas” Paiva (vocalista). A dupla juntou-se a David Neves (DJ Ketzal) e ao produtor/beatmaker Rui “Raw Muzik” Colaço e editou, em 2013, o EP “Contra Fracos Não Há Argumentos”. Este trabalho, misturado e masterizado por Michael Ferreira (MIC) na Sine Factory, simboliza a busca do som WACK e introduziu este projeto nos espetáculos ao vivo.

 

César Correia (baixista) foi convidado a juntar-se à família em 2014, levando consigo Pedro “Mosca” Rodrigues (baterista) para completar a secção rítmica do projeto.

 

Fruto desta junção, em janeiro de 2015 nasceu o EP “Sem Pés Nem Cabeça”, produzido apenas pela banda e editado pela Music In My Soul. A gravação dos temas teve lugar na LXPRO por Orlando Costa, no Headstart Studio por David Neves e no Dubai por TANB. Misturado por Zé Caeiro (DJ X-Acto), este trabalho fala sobre "ser WACK" – que, para os próprios, simboliza o fugir das expectativas, o quebrar de conceitos e o assumir de individualidades. O single de apresentação, “Carta de Amor”, fala sobre uma relação amorosa, cheia de paixão e drama, através de rimas diretas e de um groove entre o romantismo e a desilusão. A sonoridade vem da mistura de gostos pessoais. Os ambientes Jazz, Funk e Rock presentes não fazem com que se perca a verdadeira essência do grupo. Neste EP, pode-se ainda ouvir a voz já indispensável de Joana Campelo.

 

De palco em palco, a família WACK tem vindo a multiplicar-se, provando que estes músicos não são os únicos que não cedem a uma cultura de aparências imposta pela sociedade. 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 30.06.15

wack.png

 

WACK: Noite de Hip Hop no B.Leza

 

O Hip Hop dos WACK vai invadir o B.Leza, em Lisboa, na próxima quarta-feira, dia 1 de julho. O grupo continua a promoção ao seu EP “Sem Pés Nem Cabeça”, editado em janeiro pela Music In My Soul, trabalho do qual “Carta de Amor” é o single de apresentação. O concerto terá início às 22h30.

 

WACK, palavra “hiphopiana” para algo mau ou sem qualidade, é um projeto musical que surgiu de improvisos e discussões sobre preocupações sérias entre irmãos, criados por concertos e festas Hip Hop underground na zona de Lisboa.

 

Esta fusão de música Rap com Funk, Soul e Jazz nasceu em 2012, após a edição do álbum “Dia e Noite” por TANB e João “Dikas” Paiva (vocalista). A dupla juntou-se a David Neves (DJ Ketzal) e ao produtor/beatmaker Rui “Raw Muzik” Colaço e editou, em 2013, o EP “Contra Fracos Não Há Argumentos”. Este trabalho, misturado e masterizado por Michael Ferreira (MIC) na Sine Factory, simboliza a busca do som WACK e introduziu este projeto nos espetáculos ao vivo.

 

César Correia (baixista) foi convidado a juntar-se à família em 2014, levando consigo Pedro “Mosca” Rodrigues (baterista) para completar a secção rítmica do projeto.

 

Fruto desta junção, em janeiro de 2015 nasceu o EP “Sem Pés Nem Cabeça”, produzido apenas pela banda e editado pela Music In My Soul. A gravação dos temas teve lugar na LXPRO por Orlando Costa, no Headstart Studio por David Neves e no Dubai por TANB. Misturado por Zé Caeiro (DJ X-Acto), este trabalho fala sobre "ser WACK" – que, para os próprios, simboliza o fugir das expectativas, o quebrar de conceitos e o assumir de individualidades. O single de apresentação, “Carta de Amor”, fala sobre uma relação amorosa, cheia de paixão e drama, através de rimas diretas e de um groove entre o romantismo e a desilusão. A sonoridade vem da mistura de gostos pessoais. Os ambientes Jazz, Funk e Rock presentes não fazem com que se perca a verdadeira essência do grupo. Neste EP, pode-se ainda ouvir a voz já indispensável de Joana Campelo.

 

De palco em palco, a família WACK tem vindo a multiplicar-se, provando que estes músicos não são os únicos que não cedem a uma cultura de aparências imposta pela sociedade. 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 24.06.15

YoungSummerFestival_Flyer.jpg

WACK no cartaz do Young Summer Festival 2015

 

A edição deste ano do Young Summer Festival, no Fundão, recebe os WACK para um concerto no Parque do Convento já no dia 27 de junho, por volta das 22h30. Depois da presença no Belém Art Fest, o grupo lisboeta continua a promoção ao EP “Sem Pés Nem Cabeça”, editado em janeiro pela Music In My Soul, trabalho do qual “Carta de Amor” é o single de apresentação.

 

WACK, palavra “hiphopiana” para algo mau ou sem qualidade, é um projeto musical que surgiu de improvisos e discussões sobre preocupações sérias entre irmãos, criados por concertos e festas Hip Hop underground na zona de Lisboa.

 

Esta fusão de música Rap com Funk, Soul e Jazz nasceu em 2012, após a edição do álbum “Dia e Noite” por TANB e João “Dikas” Paiva (vocalista). A dupla juntou-se a David Neves (DJ Ketzal) e ao produtor/beatmaker Rui “Raw Muzik” Colaço e editou, em 2013, o EP “Contra Fracos Não Há Argumentos”. Este trabalho, misturado e masterizado por Michael Ferreira (MIC) na Sine Factory, simboliza a busca do som WACK e introduziu este projeto nos espetáculos ao vivo.

 

César Correia (baixista) foi convidado a juntar-se à família em 2014, levando consigo Pedro “Mosca” Rodrigues (baterista) para completar a secção rítmica do projeto.

 

Fruto desta junção, em janeiro de 2015 nasceu o EP “Sem Pés Nem Cabeça”, produzido apenas pela banda e editado pela Music In My Soul. A gravação dos temas teve lugar na LXPRO por Orlando Costa, no Headstart Studio por David Neves e no Dubai por TANB. Misturado por Zé Caeiro (DJ X-Acto), este trabalho fala sobre "ser WACK" – que, para os próprios, simboliza o fugir das expectativas, o quebrar de conceitos e o assumir de individualidades. O single de apresentação, “Carta de Amor”, fala sobre uma relação amorosa, cheia de paixão e drama, através de rimas diretas e de um groove entre o romantismo e a desilusão. A sonoridade vem da mistura de gostos pessoais. Os ambientes Jazz, Funk e Rock presentes não fazem com que se perca a verdadeira essência do grupo. Neste EP, pode-se ainda ouvir a voz já indispensável de Joana Campelo.

 

De palco em palco, a família WACK tem vindo a multiplicar-se, provando que estes músicos não são os únicos que não cedem a uma cultura de aparências imposta pela sociedade. 



publicado por olhar para o mundo às 19:27 | link do post | comentar

Sexta-feira, 01.05.15

wack.png

 

 

WACK atuam no Belém Art Fest 2015

 

Os WACK vão marcar presença na edição deste ano do Belém Art Fest, com um concerto no Palco Mini (Museu Coleção Berardo), por volta das 22h00. O grupo lisboeta dá assim continuidade à  apresentação do EP “Sem Pés Nem Cabeça”, editado em janeiro pela Music In My Soul.

 

WACK, palavra “hiphopiana” para algo mau ou sem qualidade, é um projeto musical que surgiu de improvisos e discussões sobre preocupações sérias entre irmãos, criados por concertos e festas Hip Hop underground na zona de Lisboa.

 

Esta fusão de música Rap com Funk, Soul e Jazz nasceu em 2012, após a edição do álbum “Dia e Noite” por TANB e João Paiva “Dikas” (vocalista). A dupla juntou-se a David Neves (DJ Ketzal) e ao produtor/beatmaker Rui Colaço “Raw Muzik” e editou, em 2013, o EP “Contra Fracos Não Há Argumentos”. Este trabalho, misturado e masterizado por Michael Ferreira (MIC) na Sine Factory, simboliza a busca do som WACK e introduziu este projeto nos espetáculos ao vivo.

 

César Correia (baixista) foi convidado a juntar-se à família em 2014, levando consigo Pedro Rodrigues “Mosca” (baterista) para completar a secção rítmica do projeto.

 

Fruto desta junção, em janeiro de 2015 nasceu o EP “Sem Pés Nem Cabeça”, produzido apenas pela banda e editado pela Music In My Soul. A gravação dos temas teve lugar na LXPRO por Orlando Costa, no Headstart Studio por David Neves e no Dubai por TANB. Misturado por Zé Caeiro (DJ X-Acto), este trabalho fala sobre "ser WACK" – que, para os próprios, simboliza o fugir das expectativas, o quebrar de conceitos e o assumir de individualidades. O single de apresentação, “Carta de Amor”, fala sobre uma relação amorosa, cheia de paixão e drama, através de rimas diretas e de um groove entre o romantismo e a desilusão. A sonoridade vem da mistura de gostos pessoais. Os ambientes Jazz, Funk e Rock presentes não fazem com que se perca a verdadeira essência do grupo. Neste EP, pode-se ainda ouvir a voz já indispensável de Joana Campelo.

 

De palco em palco, a Família WACK tem vindo a multiplicar-se, provando que estes músicos não são os únicos a não respeitar os critérios de "bem parecer" impostos pela sociedade. 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 11.04.15

 

 

Letra

 

A letra está no vídeo

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu 'tava certo, queria um filho para nos dar um neto,
Partilhar um tecto e um destino até ficar velho...
Um T0 com kitchnett com um decor bem kitch, né?
Eu adoro e se isto és, tudo aquilo que eu quero
Sala grande, dividida por biombos,
Com duas secretárias, granda vista e tecto esconso,
Planear as nossas viagens... a Barcelona e Londres,
Trocar várias palavras da vontade do nosso amor
Estarmos juntos quando queremos sem preocupações,
E quando temos mais problemas arranjar soluções
Nós os dois, o nosso esforço, a nossa casa, nosso lar,
Quando queremos, nós podemos, sem precisar de falar
Fazer amor a lareira, corpos suados,
Abraçar-te a noite inteira no nosso quarto perfumado
Ir-te buscar ao trabalho p'ra jantarmos no ritz
Depois passear na praia e não ficar p'lo kiss...

Refrão:
Viajar contigo, passear contigo ou chillar contigo
Só nós dois...
Quero morar contigo, quero casar contigo, educar um filho
Só nós dois...

Domingos de cinema no sofá da sala,
Uma tarde serena, edredon e a abraçá-la, chocolate...
Um bom filme, aconchegados, sempre a rirmos.. disparates,
Bem perdidos e apaixonados, os dois sozinhos... tu sabes...
Nós a cruzarmos vidas, diz-me tudo o que imaginas
Eu passear na linha abraçado ao meu pilinhas.
Tu com outra na barriga, agora vinha uma menina
Porque no fundo eu sei que querias ter um casal maravilha
Sem rotinas... um trabalho que gostas...
Chegares a casa e teres o quarto cheio de rosas
E pétalas espalhadas, velas iluminam escadas
Uma banheira perfumada,muita espuma mergulhada
Passear com a tua mana, aconselhares-te com a minha mãe
Dar um beijo a tua momma, Prometer tratar-te bem
Mas hoje sei, de coração, que não posso ‘tar triste
Tu fizeste a tua opção e espero que sejas feliz...

Refrão:
Viajar contigo, passear contigo ou chillar contigo
Só nós dois...
Quero morar contigo, quero casar contigo, educar um filho
Só nós dois...

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 07.04.15

wack.png

 

 

WACK dão concerto em Loures e gravam videoclipe

 

Os WACK estão de volta à estrada com um concerto no Heritage Live Act Café, em Loures, no próximo dia 19 de abril, domingo, às 16h30. É desta forma que o grupo de Hip Hop lisboeta dá início à tournée de apresentação do EP “Sem Pés Nem Cabeça”, editado em janeiro passado pela Music In My Soul. O concerto servirá de pretexto para os WACK gravarem o videoclipe do novo single, “Once You Go Back”.

 

WACK, palavra “hiphopiana” para algo mau ou sem qualidade, é um projeto musical que surgiu de improvisos e discussões sobre preocupações sérias entre irmãos, criados por concertos e festas Hip Hop underground na zona de Lisboa.

 

Esta fusão de música Rap com Funk, Soul e Jazz nasceu em 2012, após a edição do álbum “Dia e Noite” por TANB e João Paiva “Dikas” (vocalista). A dupla juntou-se a David Neves (DJ Ketzal) e ao produtor/beatmaker Rui Colaço “Raw Muzik” e editou, em 2013, o EP “Contra Fracos Não Há Argumentos”. Este trabalho, misturado e masterizado por Michael Ferreira (MIC) na Sine Factory, simboliza a busca do som WACK e introduziu este projeto nos espetáculos ao vivo.

 

César Correia (baixista) foi convidado a juntar-se à família em 2014, levando consigo Pedro Rodrigues “Mosca” (baterista) para completar a secção rítmica do projeto.

 

Fruto desta junção, janeiro de 2015 nasceu o EP “Sem Pés Nem Cabeça”, produzido apenas pela banda e editado pela Music In My Soul. A gravação dos temas teve lugar na LXPRO por Orlando Costa, no Headstart Studio por David Neves e no Dubai por TANB. Misturado por Zé Caeiro (DJ X-Acto), este trabalho fala sobre "ser WACK" – que, para os próprios, simboliza o fugir das expectativas, o quebrar de conceitos e o assumir de individualidades. O single de apresentação, “Carta de Amor”, fala sobre uma relação amorosa, cheia de paixão e drama, através de rimas diretas e de um groove entre o romantismo e a desilusão. A sonoridade vem da mistura de gostos pessoais. Os ambientes Jazz, Funk e Rock presentes não fazem com que se perca a verdadeira essência do grupo. Neste EP, pode-se ainda ouvir a voz já indispensável de Joana Campelo.

 

De palco em palco, a Família WACK tem vindo a multiplicar-se, provando que estes músicos não são os únicos a não respeitar os critérios de "bem parecer" impostos pela sociedade. 

 

Vídeo de Carta De Amor:

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Wack apresentam o single ...

WACK levam o seu Hip Hop ...

WACK - Noite de Hip Hop n...

WACK no cartaz do Young S...

WACK atuam no Belém Art F...

WACK - Olhó Gordo

WACK - Carta De Amor

WACK dão concerto em Lour...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
blogs SAPO
subscrever feeds