Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

    Letra   Sempre que o amor me quiser  Basta fazer-me um sinal  Soprado na brisa do mar  Ou num raio de sol  Sempre que o amor me quiser  Sei que não vou dizer não  Resta-me ir para onde ele for  E esquecer-me de mim  Sempre que o amor me quiser  Sei que a razão vai perder  Que me hei de entregar outra vez  Como a primeira vez  Sempre que o amor me quiser  Sei que não vou dizer não  Resta-me ir para onde ele for  E esquecer-me de mim  Sempre que o amor (...)
    Letra   Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, à desfilada Canta rouxinol canta não me dês penas, cresce girassol cresce entre açucenas Afoga-me o corpo todo se te pertenço, rasga-me o vento ardendo em fumos de incenso Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, (...)
Mais de trinta artistas portugueses juntaram-se em torno da voz e da guitarra para um álbum "que revela a enorme capacidade artística" de uma nova geração, disse à Lusa um dos directores artísticos, António Guimarães.O duplo álbum "Voz e guitarra 2", a editar na segunda-feira, reúne 34 canções - quase todas do repertório português - feitas apenas com aqueles dois instrumentos, por músicos como Samuel Úria, Nuno Prata, JP Simões, Ana Bacalhau, Sara (...)
  Letra   Já vejo o mar a crescer Onda gigante a varrer Só vejo corpos a boiar   Vejo a cidade a ruir E o chão que se está a abrir Só oiço gente a gritar   Ai, que eu estou a delirar O que é que eu estou a inventar? Não vos quis impressionar São tudo fantasias que o cinema projectou no meu olhar São as velhas profecias que o vidente deixou escrito para assustar Já vejo a vida a fugir Da força de resistir Já não consegue respirar Do céu eu vejo descer O (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email