Terça-feira, 31.10.17

flordesal.jpg

 

FLOR DE SAL COM VITORINO
CINE-TEATRO LOULETANO
31 OUT. 21H30

 

O Cine-Teatro continua a apostar no lançamento de novos desafios a projetos musicais locais, juntando-os a reconhecidos nomes do panorama nacional. Desta vez, privilegiamos o universo da música tradicional e da world music ao propor o encontro entre o duo Flor de Sal e o prestigiado intérprete Vitorino Salomé, num diálogo em que será reinventado o repertório de ambos, bem como afinidades e influências comuns.

Composta por cristais leves, em forma de palheta, de uma brancura extrema, esta flor forma-se na superfície das pequenas peças da salina. A sua grande vantagem é o sabor que desperta nos alimentos (em vez do insípido sal refinado), afinando temperos e apurando prazeres. Trazida à luz da nossa realidade, e inspirada por esta paisagem intemporal espalhada pelas terras algarvias, nasce o projeto Flor de Sal. Um duo que começou em 2014 e que dois anos depois fez a apresentação oficial do seu primeiro disco Flor de Sal no Cine-Teatro Louletano.

Zé Francisco, assumindo-se como cantautor e contador de histórias ligadas ao mar, à sua faina, à nostalgia e ao amor que ele inspira, faz-se acompanhar da flautista Ana Figueiras, que com a sua experiência na área da música clássica e antiga, seu talento e afeto, contribui para uma interpretação fresca e inspiradora, não só da música de cariz tradicional portuguesa, mas também desta miscelânea de sabores que resulta na fusão entre diferentes géneros de músicas do Mundo.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Domingo, 30.10.16

vitorino.jpg

 

 
"Não sei do que é que se trata, MAS NÃO CONCORDO"
40 Anos de Edição
 
Novo espectáculo de Vitorino, que será apresentado dia 18 de Novembro, no S. Luiz Teatro Municipal, Lisboa com a presença de ilustres convidados:
Manuel João Vieira
Camponeses de Pias
Ana Bacalhau 
Samuel Úria
 
PREÇOS
 
1ª Plateia - 17€ |2ª Plateia - 13€ |1º Balcão Central - 17€ |2º Balcão - 11€ |Frisas - 13€ |Frisas - 13€ |Frisas - 13€ |Camarotes 1ª Central - 17€ |Camarotes 1ª Central - 17€ |Camarotes 1ª Central - 17€ |Camarotes 1ª Lateral - 11€ |Camarotes 1ª Lateral - 11€ |Camarotes 2ª - 9€
 
Coapresentação : Ampla Portugal e São Luiz Teatro Municipal
 
  www.amplaportugal.pt
info@amplaportugal.com


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.10.16

vitorino.jpg

 

 

"Não sei do que é que se trata, MAS NÃO CONCORDO"

 

Inevitavelmente um nome à parte no panorama cultural português.

 

VITORINO - "Não sei do que é que se trata, MAS NÃO CONCORDO",

dia 18 de Novembro às 21h00 no S. Luiz Teatro Municipal.


Se fosse produzida uma lista com 10 nomes da música portuguesa, que fossem embaixadores dessa mesma música, Vitorino teria de lá estar, ao lado da Amália, do Zeca Afonso e de uma outra mão cheia das personalidades que foram produzidas em cima da ideia poética do que é Portugal. Não há uma única pessoa em Portugal ou que ame Portugal que não saiba quem ele é e que não tenha já cantado uma das suas canções. Mas a sua obra e o seu contributo, visto ser um artista multi-dimensional, vai muito além do conhecimento geral. Já trocou colaborações com Fausto, Sérgio Godinho, João Gil, Rui Veloso, Tim, Jorge Palma, Carminho, entre tantos outros nomes da música portuguesa. Todos lhe reconhecem o mérito de cancionista extraordinário. Com o espectáculo “Não sei do que é que se trata, MAS NÃO CONCORDO”,  é lançado o ano em que Vitorino comemora os 40 anos da edição do seu primeiro disco.
 

Um espectáculo que será único, onde participarão Manuel João Vieira (Ena Pá 2000 e Irmãos Catita), Camponeses de Pias ..... e outras surpresas.



publicado por olhar para o mundo às 20:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 03.10.16

vitorino.jpg

 

 

"Não sei do que é que se trata, MAS NÃO CONCORDO"

...É o título do novo espectáculo de Vitorino, que será apresentado dia 18 de Novembro, no S. Luiz Teatro Municipal, Lisboa.


Nós então já sabemos bem do que se trata e até concordamos muito: o cantor alentejano comemora 40 anos de carreira discográfica e faz a ponte com novas canções que serão editadas em 2017 num novo disco... E também sabemos que vai haver muitas surpresas e muitos convidados, mas mais não podemos dizer.
Outras novidades muito em breve.

 

Vitorino - " Não sei do que é que se trata, MAS NÃO CONCORDO" -

S. Luiz Teatro Municipal dia 18 de Novembro às 21h00



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Domingo, 04.10.15

 

 

A Junta de Freguesia de Olivais, em Lisboa, no âmbito das comemorações do 5 de Outubro e da implantação da República em Portugal, promove um concerto que junta Vitorino Salomé e a banda da Sociedade Filarmónica União e Capricho Olivalense (SFUCO), atualmente uma das mais prestigiadas bandas filarmónicas civis do país.

Sob o mote “Olivais vive a República”, o concerto, agendado para o dia 11 de outubro, às 18h e junto ao edifício sede da Junta de Freguesia, pretende juntar a voz e as melodias das músicas de Vitorino com o virtuosismo dos mais de 60 instrumentistas que compõem a banda da SFUCO.

 

Retirado de Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.05.14

 

Vitorino, Carlos Tavares e Manuel Rebelo juntam-se em palco

 

Vitorino, Carlos Tavares e Manuel Rebelo juntam-se em palco

O concerto reverte a favor da Banda Visconde de Salreu que acompanha os músicos num serão a três vozes, banda filarmónica e coro dirigido por Afonso Alves. Sábado, dia 17 de maio, a jornada que atravessa “O Douro, o Tejo e o Guadiana” tem início às 21h30, no Cine-Teatro de Estarreja.

 

A velha lenda dos três rios “O Douro, o Tejo e o Guadiana” serve de guia para este momento musical que junta três vozes distintas da música portuguesa, simbolizando as também distintas paisagens que enquadram os rios.

O concerto tem início às 21h30 e do alinhamento sobressaem temas que percorrem o norte, centro e sul de Portugal, pertencendo ao mais memorável reportório nacional.
Os bilhetes a 12,5€ e 10€ podem ser adquiridos na Bilheteira do Cine-Teatro de Estarreja e no site da Bilheteira Online.

Concerto com babysitting

O serviço de babysitting do Cine-Teatro de Estarreja acolhe crianças entre os 4 e os 10 anos. É gratuito e requer marcação até dois dias úteis antes do evento. Com lotação limitada a 8 crianças, o serviço não é garantido caso não existam inscrições dentro do prazo referido. Usufrua do serviço de babysitting e tire o máximo partido do espetáculo.

SAB 17 MAI 21H30
“O Douro, o Tejo e o Guadiana”
Carlos Tavares, Vitorino e Manuel Rebelo com a Banda Visconde de Salreu

Vitorino, Manuel Rebelo e Carlos Tavares voz
Afonso Alves e Filipe Raposo 
arranjos
Afonso Alves direção
 musical
[MUSICA] 12,5€ Plateia | 10€ Balcão

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 12:14 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.03.13

 

 

letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:27 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.11.12

Cantar ou não cantar em inglês? Eis a questão debatida por Vitorino e Paulo Furtado em Lisboa

Vitorino afirmou, em agosto deste ano e em declarações ao Jornal de Leiria, que "quando um português canta em inglês fica tristemente ridículo". A opinião foi mal acolhida por vários músicos portugueses, entre os quais Paulo Furtado (Wraygunn, The Legendary Tigerman). Depois da polémica, Vitorino e Paulo Furtado juntam-se para falar sobre a música portuguesa na Baixa-Chiado PT Bluestation, em Lisboa.


O debate, que conta ainda com a presença do etnomusicólogo Pedro Felix, vai acontecer na segunda-feira, 3 de dezembro, pelas 18:30, e faz parte da programação do projeto “A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria” (MPAGDP) para a Baixa-Chiado PT Bluestation, que acontece durante todo o mês de dezembro.

 

A agenda inclui ainda a realização de bailes e contos tradicionais portugueses, sessões explicativas sobre como se constrói um adufe ou uma flauta de tamborileiro, concertos de grupos de norte a sul do país e projeções-vídeo com tradições de Natal e Passagem de Ano em aldeias do interior.

 

O lema da Baixa-Chiado PT Bluestation em dezembro é “Celebrar a Tradição do Futuro”, porque, como diz Tiago Pereira, mentor do projeto MPAGDP, “um povo sem memória não existe".

 

"Queremos fazer a memória do futuro, dando a conhecer cada vez mais culturas e músicas esquecidas, remisturando-as e contaminando-as”, acrescenta o mentor do projeto.

 

A entrada é livre.


Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:52 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.11.12

 

 

letra

 

Adeus ó serra da Lapa
Adeus que te vou deixar
O minha terra ó minha enxada
Nao faço gosto em voltar
Companheiros de aventura
Vinde comigo viajar
A noite é negra a vida é dura
Nao faço gosto em voltar
Dou-te o meu lenço bordado
Quando de ti me apartar
Eu quero ir ao outro lado
Nao faço gosto em voltar
O meu dinheiro contado
É para quem me levar
O meu caminho está traçado
Nao faço gosto em voltar
Moirar a terra insegura?
Fugir da serra e do mar?
Meus companheiros de aventura
Tudo farei para salvar



publicado por olhar para o mundo às 17:42 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Terra do fogo
No sul da Argentina
Oito da matina e um frio de rachar
Sai a patrulha para militar

Estendendo a roupa toda remendada
Usada pelos seus irmãos
Sonha com um tango
Dançado com as mãos

Conchita Morales
Viu los federales
E logo ali temeu
Pelas lindas formas que sua mãe lhe deu

Anda Conchita
Carita bonita
Vais ter de agradar
Ao senhor militar

Ela não sabia
Se era noite ou dia
Se ainda chovia
Quando acordou
No chão da caserna onde ele a deixou

Ela andou cansada
Rota e usada
Pela tropa que lhe traçou
Negro destino que ela abraçou

Anda Conchita
Carita bonita
A vida não espera
Tu foge daí

Em Buenos Aires
são seis de la tarde
Conchita anda a trabalhar
Tem outras bocas para sustentar

Conchita Morales
Viu los federales
Garbosos e não resistiu
Mandou todos à puta que os pariu

Anda Conchita
Carita bonita
Dá-me a tua mão
Viva a revolução



publicado por olhar para o mundo às 08:39 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.10.12

Vitorino e a partilha de música na net:

Cantor alentejano considera "ignorante" o despacho do Ministério Público. 

 

"Copiar e partilhar música na internet é lícito", diz um despacho recente do Ministério Público. Em declarações à BLITZ, Vitorino considera que os autores deste parecer "são ignorantes musicais". 

"O Ministério Público não percebe nada de música, nem da estrutura da música. Se calhar também não fazem a menor ideia como se faz um pão, não sabem que se tem de ceifar o trigo, e depois moer. É provável que não saibam que, para uma música chegar aos ouvidos das pessoas, [há] um processo complicadíssimo e à custa de um talentoso criador. Eles não criam nada, só leem leis e memorizam-nas, são homem da memória, não são homens da criação nem da criatividade. Ignorantes musicais". 

"As consequências passam por deixamos de fazer discos. Deixamos de fazer música. Não temos incentivos. Em Portugal não gostam muito [de saber isto], mas sabe que os músicos e os artistas têm um tubo digestivo, não têm um tubo de cristal. [As pessoas] aham que ganhar dinheiro é escandaloso. Há esse preconceito ainda, um preconceito medieval do trovador que não faz nada, que é uma espécie de cigarra - como aquele ministro [da Administração Interna, Miguel Macedo], que disse que éramos todos cigarras". 

"Mas ainda há esse conceito na sociedade portuguesa: acham que lá porque um gajo canta, foi a natureza que nos deu esse dom e não temos trabalho nenhum. Há um preconceito em relação às artes no modo geral. Quem é artista não trabalha, quem escreve não trabalha". 


Retirado do Blitz



publicado por olhar para o mundo às 12:31 | link do post | comentar

Domingo, 07.10.12

Vitorino revisitado pela Orquestra e Coro Escola de Música do Conservatório Nacional dia 7 de Outubro no Teatro Tivoli BBVA!

 

Apresentado pela Orquestra e Coro do Atelier Musical da Escola de Música do Conservatório NacionalVou-me Embora, Vou Partir é o culminar de um ano de trabalho realizado pelos cerca de 200 alunos do conservatório, com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos.

Ana Sofia Carvalheda conversou com o encenador Bruno Cochat e com o diretor  musical Ricardo Mateus a propósito deste espetáculo a ter lugar no Conservatório Nacional no Domingo dia 7 de Outubro.

Em Vou-me Embora, Vou Partir viaja-se pelos mais conhecidos temas de Vitorino, que este ano comemora 70 anos de vida e 35 de carreira. Da sua infância no sul do país (Alentejo), ao crescer com o sonho da partida para a encantadora Lisboa e ao regresso com saudade ao Alentejo, passando pelos sonhos, medos, amores e desamores, romarias e danças. 

Após dois espectáculos esgotados em Junho, dia 7 de Outubro é a oportunidade de assistir a esta homenagem a um dos mais importantes cantores tradicionais portugueses que também sobe ao palco para uma participação muito especial. A não perder no Teatro Tivoli BBVA.


   
  
Encenação/Espaço Cénico: Bruno Cochat | Ruben Santos 
Direcção Musical/Orquestra: Ricardo Mateus 
Direcção Coral: Teresa Cordeiro 
Desenho de Luz/Fotografia: Carlos Gonçalves 
Som: Sérgio Milhano 

Vou-me Embora, Vou Partir


Teatro Tivoli BBVA
7 Outubro | 15h30
Preço: 7,50€ (preço único, lugares não marcados) 
5€ - Membros da Assoc. de Amigos da Escola de Música do Conservatório Nacional

Bilhetes à venda Teatro Tivoli BBVA, Worten, El Corte Inglés, CC Dolce Vita, Galerias Campo Pequeno, Casino Lisboa, Abreu, CC MMM, CC Mundicenter e emwww.ticketline.sapo.pt 
Info & Reservas Ligue 1820(24h)


Retirado de Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 21:12 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24.09.12

 

 

Letra

 

Queda do Império 
Vitorino

Perguntei ao vento
Onde foi encontrar
Mago sopro encanto
Nau da vela em cruz
Foi nas ondas do mar
Do mundo inteiro
Terras da perdição
Parco império mil almas
Por pau da canela e Mazagão.

Pata de negreiro
Tira e foge à morte
Que a sorte é de quem
A terra amou
E no peito guardou
Cheiro da mata eterna
Laranja, Luanda sempre em flor. (2x)



publicado por olhar para o mundo às 08:47 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.02.12

 

Letra

 

Chamaste-me extravagante
Por eu ter uma noitada
Eu sou um rapaz brilhante
Recolho de madrugada

Recolho de madrugada
Mesmo agora neste instante
Por eu ter uma noitada
Chamaste-me extravagante

Se o meu cante desprezares
Por já vir rompendo o dia
Ainda nunca ouvi cantar
Um rouxinol ao meio dia



publicado por olhar para o mundo às 17:16 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.12.11


publicado por olhar para o mundo às 16:11 | link do post | comentar

Sexta-feira, 07.10.11

Letra

 

Sou soldado da armada, marinheiro estou de sentinela, esta noite vai ser longa silêncio tão fundo fechado à janela não sei do dia de amanhã, inquietação da madrugada, vou defender-te com a vida sou soldado da armada. 

Já lá vem a nova aurora mimo leve muita incerteza, oh tão frágil barricata fica entre mim e a força de um canhão, não fora a esperança tão certeira de morar no coração da que é a porta bandeira, verde e rubra da revolução. 

Combatente potente, de faca afiada 
por ela dou tudo ou fico sem nada 
na vida ou na morte, é o sim ou o não 
minha alma fica enamorada de revoluçao 
minha amada deseja-me sorte 
eterna paisagem do meu coração 
deixo-te a medalha fechada na mão 
que eu vou pr'a batalha 
nela verás a historia de um amor perdido 
lá na barricada, vai mais um bandido 
no meio da rotunda 
numa cova funda 
pesso o que é devido 
enganei o medo e temo não ser temido 
é um segredo meu que a minha espingarda guarda 
aguardo a ordem do homem que me fez gostar da farda 
minha alma danada está surda desfeita 
de o receio de um tiro distante 
de um canhão desconhecido que me tire a vida num instante 
e eu nunca mais te vejo o meu deseijo constante 
ver o meu bolo calvário 
no meu diário está saudade da armada 
solitário na caminhada sou soldado da armada 
e se eu me ficar chora baixinho 
tira uma certa noitada 
vai junto ao caminho da pedra deitada 
vais lá ver um ribeirinho 
e levaram-te as flores 
a vida foi curta 
sei que ela te escuta que eu não esqueço os meus amores 

Pois eu morri na luta. 

Não fora a esperança tão certeira de morar no coração da que é a porta bandeira, verde e rubra da revolução 



publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.10.11

 

 

 

 

Vitorino decidiu celebrar os seus 35 anso de edições discográficas com a Orquestra Filarmonia das Beiras e outros amigos.

A carreira de Vitorino tem sido de grnde criatividade, em 35 anos, editou 22 discos, sempre num percurso musical e de palavra que não o afastam dos valores em que acredita, seguindo sempre em frente, destemido e aguerrido, com uma qualidade artística que lhe é amplamente reconhecida.


A festa terá lugar a 05 de Outubro no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, e a 07 de Outubro no Coliseu do Porto,

 

Vitorino Salomé, que conhecemos das cantigas “Menina estás à Janela” ou “Queda do Império”, faz já parte integrante do imaginário português.

Acutilante e sarcástico, alentejano e senhor de uma voz doce, a sua veia interventiva que já lhe vem de outros tempos tem-se mantido constante nas suas canções, mesmo já em tempos de Liberdade.


Começou a cantar nos anos 1970 acompanhando Zeca Afonso, figura marcante no desenvolvimento da sua carreira.

Apaixonado pelas sonoridades do Sul tem feito parcerias com artistas africanos, como Tito Paris, de Cabo Verde, e sul-americanos, como o Septeto Habanero, de Cuba. 


A paixão pelos tangos levou-o a editar o disco Tango, em 2009, que conta com a participação de músicos argentinos.

Em 2010, Vitorino edita “Viva a República Viva!”, álbum com o qual comemora a implantação da República, e com o qual iniciou as comemorações dos 35 anos do disco “Semear Salsa ao Reguinho”

 

Via Hard Musica



publicado por olhar para o mundo às 12:08 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.09.11

VITORINO | 35 Anos a Semear...

Nos próximos dias 5 e 7 de Outubro, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, e no Coliseu do Porto, Vitorino comemora a edição do seu primeiro disco: "Semear Salsa ao Reguinho".
Muitos amigos poderiam estar em palco com Vitorino nesses dias, mas a escolha recai sobre Janita Salomé, irmão e companheiro de sempre, Tim, amigo desde os palcos do Rio Grande, e Carminho, uma das novas vozes do Fado que, para Vitorino, prevalecerá no futuro.
Para tornar estes espectáculos ainda mais especiais, Vitorino vai finalmente concretizar o sonho de cantar acompanhado por uma orquestra, desta feita a Orquestra Filarmonia das Beiras, dirigida pelo maestro António Vassalo Lourenço.
O sexteto que acompanha habitualmente Vitorino estará igualmente presente e será complementado pelo pianista Filipe Raposo, responsável também pelos arranjos para orquestra.
Do alinhamento do espectáculo farão parte alguns dos temas mais marcantes da carreira do cantor, mas haverá espaço para algumas novidades.
As comemorações do 35º aniversário de "Semear Salsa ao Reguinho" tiveram início em Outubro de 2010, com a edição do disco "Viva a República Viva!", e culminam nos coliseus, em Outubro de 2011, agora que se assinalam os 100 anos da Constituição da República, do Hino e da Bandeira de Portugal. 
Retirado de Portugal Rebelde


publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar

Sábado, 03.09.11

 

Letra

 

 

Os búzios soam o ritmo das marés 
A preia-mar dá à costa uma carta de amor 
Da minha janela vejo um navio a passar 
Um marinheiro lá bem longe diz adeus

 

A Lua guarda eternos segredos 
Mais profanos da nossa paixão 
O Mar liberta e solta os medos 
Que se escondem no teu coração 



A carta dizia amor vou partir 
Oxalá um dia te volte a encontrar 
No sorriso da lua vejo o teu coração 
Ainda sinto o teu cheiro na brisa do mar

 

A Lua guarda eternos segredos 
Mais profanos da nossa paixão 
O Mar liberta e solta os medos 
Que se escondem no teu coração 



publicado por olhar para o mundo às 08:32 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.08.11

Vitorino comemora 35 anos de carreira nos Coliseus

 

O músico sobe ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no dia 5 daquele mês, atuando no Coliseu do Porto dois dias depois. O mote dos espectáculos será “35 Anos a Semear Salsa ao Reguinho”, em alusão ao título do seu primeiro disco, editado há precisamente 35 anos.

 

Em palco, Vitorino será acompanhado pela Orquestra Filarmónica das Beiras, bem como por outros “amigos”, ainda por divulgar.

 

O preço dos bilhetes para o espetáculo varia entre os €8 e os €30.

 

Sobre Vitorino


A carreira de Vitorino tem sido ímpar em diversos aspetos: profícuo em criatividade, em 35 anos editou 22 discos, sem nunca se afastar dos valores em que acredita, manifestando-os destemidamente e sempre com uma qualidade artística reconhecida.

 

Temas como Menina estás à Janela ou Queda do Império têm marcado várias gerações que se habituaram, por um lado, à doçura da sua voz, mas também ao seu lado interventivo, mais acutilante e sarcástico.

 

Desde a edição do seu primeiro álbum, “Semear Salsa ao Reguinho”, Vitorino tem sabido manter-se fiel às suas origens alentejanas, divulgando-as, e construindo um universo musical também marcado pela temática amorosa e urbana, nomeadamente através de vários retratos da cidade de Lisboa.

 

Sara Novais 

 

Retirado de Sapo Música

 



publicado por olhar para o mundo às 09:05 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.06.11
Letra
Escreveu um livro sobre a sua vida
Pôs dentro um homem para se abraçar
E com o verbo que há em margarida
Vestiu a flor para se conjugar

Escreveu um homem sobre a sua vida
Pôs dentro um filho com letra solar
E de vaidade foi envaidecida
Molhar a cara com água do mar

Escreveu um filho sobre a sua vida
Pôs dentro a alma para começar
Na bagagem da sua partida
Escreveu as asas para ele voar

Quem dera, quem me dera ser
Livro
Homem
Filho de mulher
Qualquer, sem sequer... Escolher.


publicado por olhar para o mundo às 17:46 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.04.11

 

 

Letra

 

Vieram profetas
vieram doutores
santos milagreiros, poetas, cantores
cada qual com um discurso diferente
p'ra curar a vida da gente
p'ra curar a vida da gente
e a gente parada fez orelhas moucas
que com falas dessas as esperanças são poucas
mas quando o Barnabé cá chegou
toda a gente arribou
toda a gente arribou

Que é que tem o Barnabé que é diferente dos outros?

Vieram peritos 
em habilidades
dizer que a fortuna nasce nas cidades
e que só ganha quem concorrer
e quem vai ser, quem vai ser
quem vai ganhar, vai vencer?
e a gente parada fez orelhas moucas
que com falas dessas as esperanças são poucas
mas quando o Barnabé cá chegou
toda a gente ganhou
toda a gente ganhou

Que é que tem o Barnabé que é diferente dos outros?

Vieram comerciantes 
vender sabonetes
danças regionais, televisões, rabanetes
em suaves prestações mensais
quem dá mais, quem dá mais?
quem dá mais, quem dá mais?
e a gente parada fez orelhas moucas
que com falas dessas as esperanças são poucas
mas quando o Barnabé cá chegou
quem tinha ouvidos ouviu
quem tinha pernas dançou

Que é que tem o Barnabé que é diferente dos outros?

 



publicado por olhar para o mundo às 18:07 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.04.11

 

 

Letra

 

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à lua
Não me vou daqui embora
Sem levar uma prenda tua.

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à lua
Menina estás à janela.

INSTRUMENTAL

Os olhos requerem olhos
E os corações, corações
E os meus requerem os teus
Em todas as ocasiões.

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à lua
Não me vou daqui embora
Sem levar uma prenda tua.

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à lua
Menina estás à janela.

INSTRUMENTAL

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à lua
Não me vou daqui embora
Sem levar uma prenda tua.

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à lua
Menina estás à janela.

INSTRUMENTAL

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à lua
Não me vou daqui embora
Sem levar uma prenda tua.

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela...

 



publicado por olhar para o mundo às 17:32 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

FLOR DE SAL COM VITORINO ...

VITORINO e convidados no ...

Vitorino - "Não sei do qu...

Vitorino - " Não sei do q...

Vitorino em concerto com ...

Vitorino, Carlos Tavares ...

Vitorino & Janita Salomé ...

Cantar ou não cantar em i...

[Tim] & Vitorino - Compa...

[Tim] & Vitorino - Compan...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
OUÇA A NOSSA RADIO EM https://goo.gl/ouzpk3
Eu queria a letra dessa música
YK é Noizz Kappa, Halloween a grande Alma, melhor ...
blogs SAPO
subscrever feeds