Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

23 Abr, 2013

TROVANTE - Namoro 2

  letra   Ai se eu disser que as tremuras Me dão nas pernas, e as loucuras Fazem esquecer-me dos prantos Pensar em juras Ai se eu disser que foi feitiço Que fez na saia dar ventania Mostrar-me coisas tão belas Ter fantasia E sonhar com aquele encontro Sonhar que não diz que não Tem um jeito de senhora E um olhar desmascarado De céu negro ou céu estrelado, ou Sol Daquele que a gente sabe. O seu balanço gingado Tem os mistérios do mar E a certeza do caminho certo que tem a (...)
  letra   Memórias De Um Beijo Trovante   Lembras-me uma marcha de lisboa Num desfile singular, Quem disse Que há horas e momentos p´ra se amar   Lembras-me uma enchente de maré Com uma calma matinal Quem foi Quem disse Que o mar dos olhos também sabe a sal   [refrão] {as memórias são Como livros escondidos no pó As lembranças são Os sorrisos que queremos rever, devagar} Queria viver tudo numa noite Sem perder a procurar O tempo, ou o espaço Que é (...)
  Letra   Ó castelos moiros, armas e tesoiros Quem vos escondeu Ó laranjas de oiro que ventos de agoiro Vos apodreceu   Há choros, ganidos, à luz das cavernas Onde as bruxas moram Onde as bruxas dançam, quando os mochos amam E as pedras choram   Caravelas, caravelas Mortas sob as estrelas Como candeias sem luz Os padres da inquisição Fazendo dos vossos mastros Os braços da nossa cruz Caravelas   As bruxas dançam de roda Entre o visco dos morcegos Dançam de roda raspando (...)
10 Fev, 2012

Companha - trovante

  Letra   A lua veio beijar sei lá o quê Havia três contornos nessa praia Cabeças debruçadas à mercê De quem rouba a garoupa e dá a raia   Tomara que haja raio que não caia Naquilo que nos faz saber a sal Ou vaga ou ventania mais catraia Que faça esta companha passar mal   Se é chata ou Meia-Lua que partiu Deixou um estreito sulco no caminho E a lua que depressa o descobriu Falou com as ondinhas de mansinho   Quantas faces com carinho iluminou Fez brilhar tantos (...)
  letra   Fizeram Os Dias Assim Trovante Por mais que larguem os braços Por mais que soltem amarras E que se tapem as covas Por mais que rasguem os quadros Por mais que queimem as leis E que os costumes esmoreçam Por mais que arrasem as feras E que os papões arrefeçam E que as bruxas se convertam Por mais que riam as caras E que ternura se esqueça Por mais que o amor prevaleça Vocês Fizeram os dias assim! Não nos venham pedir contas Não venham pôr-nos regras Sabemo (...)
  Letra   Parti já tão longe de pensar se vivemos num lado ou noutro Parti com a esperança no olhar que lançaste como quem já tem porto Onde encostar o barco Onde beijar a praia que sonhaste Parti numa altura em que as ideias me faziam confusão Parti quando as ideias se confundem com o poder do coração Cidades sem muros nem ameias Cantei de todas as maneiras Mas não senti se a Utopia existe Ou se foi mania minha Mas o sol já vai alto E a lua já foi dormir E assim Conta- (...)
No passado dia 31 de Outubro, o Trovante subiu ao palco do Coliseu dos Recreios para celebrarem os 35 anos de carreira, num espactáculo que marcou pela positiva. Os oito músicos do Trovante receberão a medalha de mérito municipal de ouro da autarquia na quinta-feira às 12:00 no salão nobre dos Paços do Concelho com as presenças do presidente da Câmara Municipal, António Costa, e da vereadora da cultura, Catarina Vaz Pinto. O Trovante, "um grupo de miudos que se juntou em 1976 (...)
        Banda destaca a importância do público nos quatro concertos agendados para Outubro e Novembro   Os portugueses Trovante voltam a reunir-se no final deste mês para uma série de concertos que assinalam o 35º aniversário do grupo e em que contarão com um convidado «muito especial», escreve a agência Lusa. A 31 de Outubro e 1 de Novembro no Coliseu de Lisboa, a 4 de Novembro no Coliseu do Porto e a 12 de Novembro no Pavilhão Multiusos de Guimarães, os Trovante serão (...)
Trovante comemoram 35 anos nos Coliseus de Lisboa e Porto e em GuimarãesDepois de um concerto na Festa do Avante, o coletivo volta aos palcos com quatro concertos em nome próprio.   Os Trovante vão celebrar 35 anos de existência com quatro concertos: dois no Coliseu de Lisboa (31 de outubro e 1 de novembro), um no Coliseu do Porto (4 de novembro) e um último no Pavilhão Multiusos de Guimarães (12 de novembro). O coletivo passou recentemente pelo palco da Festa do Avante.   Os b (...)
Letra Ser poeta é ser mais alto, é ser maior Do que os homens! Morder como quem beija! É ser mendigo e dar como quem seja Rei do Reino de Áquem e de Além Dor! É ter de mil desejos o esplendor E não saber sequer que se deseja! É ter cá dentro um astro que flameja, É ter garras e asas de condor! É ter fome, é ter sede de Infinito! Por elmo, as manhas de oiro e de cetim... É condensar o mundo num só grito! E é amar-te, assim, perdidamente... É seres alma, e sangue, e (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email