Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  "Sozinho" Junta Tim à União das Tribos    "Sozinho" é a canção de abertura do álbum "Amanhã" da União das Tribos. Tim, a voz dos Xutos&Pontapés, participa com o grupo naquele que é o segundo single extraído do disco editado em Fevereiro passado.   Na tradição dos grandes grupos históricos do rock Português, “Sozinho” é uma canção balanceada pela secção rítmica, guitarras potentes e interpretação das vozes de Mauro Carmo e Tim, captadas pela câmara do (...)
  Letra   ___ Homem do leme ___ Composição: Xutos & Pontapés Sozinho na noite um barco ruma para onde vai. Uma luz no escuro brilha a direito ofusca as demais. E mais que uma onda, mais que uma maré... Tentaram prendê-lo impor-lhe uma fé... Mas, vogando à vontade, rompendo a saudade, vai quem já nada teme, vai o homem do leme... E uma vontade de rir, nasce do fundo do ser. E uma vontade de ir, correr o mundo e partir, a vida é sempre a perder... No fundo do mar jaze (...)
28 Mai, 2016

Tim - A Estrada

  Letra   Já faz tempo Oh tanto tempo Tanto nem dá para contar Que eu consegui sair de casa E comecei a tocar Apanhei o barco das 9 Na margem esquerda do Tejo De um lado ficava a fome Do outro ardia o desejo Subi Lisboa de elétrico E era de noite e chovia O mês seria Dezembro Mas já não me lembro o dia Lá estava um de galochas Com a gabardina do pai Tinha alfinetes na boca E vinha dos Olivais O outro eu já conhecia Foi quem me desafiou Foi um cantor arrojado Foi ele quem me guiou E oterceiro chegou tarde
  Letra   Mares convulsos, ressacas estranhas Cruzam-te a alma de verde escuro As ondas que te empurram As vagas que te esmagam Contra tudo lutas Contra tudo falhas Todas as tuas explosões Redundam em silêncio Nada me diz Berras às bestas Que te sufocam Em abraços viscosos Cheios de pavor Esse frio surdo O frio que te envolve Nasce na fonte Na fonte da dor Remar remar Forçar a corrente Ao mar, ao mar Que mata a gente  
  Letra   Na rádio, na TV nos jornais, quem não lê Portugal e a CEE Quanto mais se fala menos se vê eu já estou farto e quero ver Quero ver Portugal na CEE Quero ver Portugal na CEE À boleia, pela rua lá vou eu ao mercado comum mal lá cheguei, vi o boss tinha cunhas, foi o que me valeu perguntei-lhe "Qual era a tua ò meu ?" Quero ver Portugal na CEE Quero ver Portugal na CEE Quero ver Portugal na CEE Quero ver Portugal na CEE E agora, que já lá estamos vamos ter tudo aquilo que desejamos
30 Jun, 2013

Tim - Amanhã

  Letra   Amanhã! Será um lindo dia Da mais louca alegria Que se possa imaginar Amanhã! Redobrada a força Prá cima que não cessa Há de vingar Amanhã! Mais nenhum mistério Acima do ilusório O astro rei vai brilhar Amanhã! A luminosidade Alheia a qualquer vontade Há de imperar! Há de imperar!   Amanhã! Está toda a esperança Por menor que pareça Existe e é prá vicejar Amanhã! Apesar de hoje Será a estrada que surge Prá se trilhar Amanhã! Mesmo que uns não queiram Será de outros que esperam
  Letra   Como se fosse ontem ou no Inverno passado a mesma chuva miúda o mesmo asfalto molhado Como se não fosse nada passando sem se notar lá se foi outra alvorada olhos cansados de olhar Mas se tudo vale a pena e a vida é feita destes nadas destas noites de trabalho destas estranhas alvoradas desta fome que se instala deste Sol que teima em nascer  outra vez Como deixaste o casaco pendurado na escada pensei que fosse um sinal pensei que ainda voltavas  Como se fosse ontem ch (...)
  Letra   Olá Lisboa, pela primeira vez Olá Lisboa, pela primeira vez Lembro-me de ti Como se fosse um regresso a casa As ruas escuras à noite O medo de quem quer voltar E passo por ti Condenado a sentir um vazio Na hora de te abandonar A lembrança de quem quer ficar A cidade por descobrir Um adeus, vou partir Lisboa, és só tu e eu Lisboa, és só tu e eu Confesso-me a ti Ó cidade de noite encantada Lembras-me a vontade Hoje eu vou ficar Agarro-me a ti Confrontado a (...)
  Letra   Por detrás do monte vem o sol nascendo por detrás do monte vem a luz descendo vai iluminando este meu caminho vou subindo o monte andando sozinho   Ervas deste monte parece que choram ervas deste monte parece que escutam de noite choveu, a terra bebeu ervas deste monte façam como eu estendam essas folhas em direcção ao céu ervas deste monte façam como eu   Se encontrar alguém que venha sozinho se encontrar alguem neste meu caminho posso convida-lo a (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email