Quinta-feira, 16.11.17

 

Letra

 

Estradas que te farão sentir tão só
E dias em que tu vais ter desistir de ti
Sei que é dificil
Parece que a vida insiste
Em te provar que o céu só existe
Se um o dia conseguires tocar

O tempo vai devolver
Cada passo que dás
E vais perceber
O que ficou para trás
O tempo vai devolver
Onde quer que tu vaz
E quando o medo aparecer
Enfrenta que és capaz

Nem sempre que ouvires o não, quer dizer não!
Há uma luz que brilha em ti
E dá sentido a todo sim que um dia sonhaste ouvir
O tempo vai te devolver
Sei que é difícil
Parece que a vida insiste
Em te provar que o céu só existe
Se um dia o conseguires tocar

O tempo vai devolver
Cada passo que dás
E vais perceber
O que ficou para trás
O tempo vai devolver
Onde quer que tu vaz
E quando o medo aparecer
Enfrenta que és capaz

Deixa que o tempo (deixa que o tempo)
Seja os meus passos (seja os meus passos)
Sem ter medo de seguir
Deixa que o tempo (deixa que tempo)
Vença o cansaço
Porque o melhor está para vir!

O tempo vai devolver
Cada passo que dás
E vais perceber
O que ficou para trás
O tempo vai devolver
Onde quer que tu vaz
E quando o medo aparecer
Enfrenta que és capaz

 

Não encontyrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.11.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.01.17

 

Letra

 

As horas passam e eu passo-me a conta-las
Por isso escrevo prosas, pra canta-las
Fico preso se houverem historias sem eu conta-las
Vejo manos com tolas, pa esquecer vidas ao prova-las
Quero encher salas

Mostrar ao povo como é pregar a peixe
Abram-me as portas, que eu já nao as fecho
Tou sem receios, inseguro só mas deixo
Que o tempo dite tudo, até ao dito meu desfecho

Sou um livro aberto, e há quem me queira ler
Muito olha só a capa e fala sem saber
Outro olha, capta tudo o que eu dou a entender
E vê que só ganha pelo tempo que ta perder em ler

A vida muda e eu só quero dar a quem
As vezes perde a identidade, uma vontade de ser alguem
Coisas mudam com a idade, e só quem passa sabe bem
Que não há preço, pa comprar tempo que faz de nos refem


Eu tou mais velho, com o tempo mais adulto
Hoje, se me ves mais sério, é pelo tedio disto tudo
A minha cota diz, remedio, ainda vais levar com muito
Mas a gente já passou tanto, que me custa crer num rumo

Livre de dramas que têm vindo acontecer
Se as coisas boas passam, eu nao as consigo ver
Só chegam cartas, facas, afiadas pra verter
Lágrimas em casa, quase impossiveis de conter

Impossiveis de inverter, nao tou a inventar
Tou a tentar perceber, como lidar ou como acomodar
Sem me comover, sem me afetar, tou a tentar a ter
A sorte que ha muito tou a espera de encontrar

Mas parar já nao paro, mesmo nao pago, nao parto
Não saio do quarto, enquanto la tiver em criação
Aparte de quem so parte, escrevo apago, escrevo e gravo
Ya eu sou um escravo, em busca da libertaçao

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.11.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.09.16

 

 

Letra

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.05.16

 

Letra

 

[Domi]
Eu levantei-me, trouxe a bagagem
Meu bro, tou de partida
Pus-me noutra carruagem
Fiz as pazes com a vida
Eu fiz as pazes com a ferida
Com cabeça e com medida
Depois de tanta situação
Veio o bom em contrapartida
Eu invisto noutra investida
[?]
E eu dispo o que traz vestida
Apenas com amabilidade
Foi misto que a pôs à vista
[?]
Porque a gente só comunica
Mesmo por visibilidade
Sou fiel a Descartes
E descarto todo o rancor
Reflito novas amizades
Cinco balas num tambor
Não te venhas contrapor
Tás aqui só por favor
No meio da brasa, na farsa, esvoaça no vapor
Pinta o mundo de outra cor
Dizem que eu tou na via
Tou misturado com veneno e simpatia em demasia
Agora eu já só vejo o dia de espalhar epidemia
Que o rap sirva de encaixe
Propago filosofia

[Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não pára
Aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

[Domi]
My nigga troquei de piso
Tou ciente onde piso
Porque agora só preciso
Vim para ser bem preciso
Defendo os meus ideais
Dos quais eu verbalizo
Dão atenção nos sinais
Dos demais que eu simpatizo
Vivem só o improviso
Mas tudo traz um porquê
Os tropas dizem que eu vivo neste movie
Não há clichê
P’ra quem falava não crê
P’ra quem não via hoje vê
Que não misture o respeito com o proveito do meu cachet
Boy eu não tou à mercê
Só vim pa apertar o cinto
Seguir o que a mente vê
E agarrado no meu instinto
Por isso eu calo e consinto
Reflito no labirinto
Entre ruas e ruelas eu proclamo o 85
Sem sorte nem binco
Devagar eu corto a meta
Com frases e emoções
Sou a voz do poeta
Interpreta a biblioteca da qual eu faço entrega
Mesmo no meio das curvas sigo sempre em linha reta
Eu mantenho a mente aberta
Entreguei-me ao pecado
Tive no céu e na terra com algumas almas de lado
Acredita eu não tou tocado
Hoje eu já só sou tocado
Por quem me acendeu a chama
E descomplica o complicado, nigga

[Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não pára
Aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

[Domi]
Badaladas são pesadas
Enlouquecem a cabeça
Badalam as memórias
Mesmo que eu diga esqueça
Tanta promessa
Farto de tanta conversa
Com tanta pressa, aviso
Quem corre tropeça
Eu ponho peça a peça
Boy tou-me a ver noutra fase
E aquilo que vês é apenas o reflexo de cada frase
Seja no topo ou na base
Tou-me a ver com a mesma face
E neste novo ciclo já ninguém espera que eu fracasse
Aparenta o multiface
Não preciso de aprovação
Porque eu entro nesta merda sem a tua permissão
Tenho o beat na pulsação, lírica na certidão
E tou certo não entendes a minha subjetivação
Toma atenção
Neste mundo vim pa tar presente
Faço puro com esta virtude
Mas nem toda a gente sente
A realidade é outra, boy
Tive de bater de frente
Mas o tempo passa
E eu não passo hoje o meu presente, nigga
Eu não passo hoje o meu presente
Eu não passo hoje o meu presente
Eu não passo hoje o meu presente, nigga

[Domi & Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não para
E tudo aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

O tempo não para
E tudo aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

[Mariana Ramos]
O tempo urge, o tempo não pára
Aquilo que arde no fundo mais tarde sara
O tempo urge, o tempo não pára
E no presente limpo o que a vida mascara

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.01.13

 

 

letra

 

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remendo p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

Tempo..

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remédio p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

Faz tu a sina
dita com os teus actos o rumo da tua vida
Até à despedida

Nem tudo é prata
tem vezes que é ouro tem muitas vezes que é lata!
Chata!

Mas á que ter força e não deixar cair em palha
O karma devolve e não há ninguém que te valha
?????????????
Quanto mais se insiste mais a vida se baralha

Tempo!

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remendo p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

Tempo..

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remédio p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

Acerta a medida que te indica a saída
tens o tempo para encontrar
o qual determina e como tal discrimina
a força que tens pr'a dar!

Mantém o espírito aberto
De certo vais ter um sentimento concreto
tudo o que o ????
não faças da mente um gueto

O caminho mais fácil nem sempre é o mais certo
oohh ohhh ohhh

Encontrar o equilíbrio, uh tenta
nem oito nem oitenta
teorema que conta a tormenta
aguenta
memo quando a cena tá cinzenta
mesmo assim a semente rebenta

rebenta

por que tu sabes que o tempo

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remendo p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

Tempo..

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remédio p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

boy..

(Linguagem estrangeira)

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remendo p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

Tempo..

O tempo, sabes que não volta atrás,
nem sempre há remédio p'ras asneiras que se faz.
Olhar!

Todos falham, não há ninguém perfeito.
Há que respeitar p'ra poder manter o respeito!

boy..
.





publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar | ver comentários (1)


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Calema - Tempo

O Arauto - Tempo

RAZ - "TEMPO"

Rafxlp - Tempo feat. Sien

Berg - Tempo

Domi feat. Mariana Ramos ...

Bezegol - Tempo

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
1 comentário
blogs SAPO
subscrever feeds