Quinta-feira, 27.08.15

 

 

Letra

 

Oito e meia, o fim chegou de manha
Ver-te partir, encontrar-me outra vez
Há quem diga que eu não vi
Há quem pense que eu fugi
Hoje eu não sei como lidar
Descansa em paz noutro lugar
Hoje eu não sei, tudo é diferente
Um dia rei, outro dicidente
Digo adeus, contigo foi até ao fim
Os dias passam, um vazio no ar


Há quem diga que eu não vi
Há quem pense que eu fugi
Hoje eu não sei, como lidar
Descansa em paz, noutro lugar
Hoje eu não sei, tudo é diferente
Um dia rei, outro dicidente

Hoje eu não sei, como lidar
Descansa em paz, noutro lugar
Hoje eu não sei, tudo é diferente
Um dia rei, outro dicidente
Hoje eu não sei, como lidar
Descansa em paz, noutro lugar
Hoje eu não sei, tudo é diferente
Um dia rei, outro dicidente.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 26.08.15

 

 

Letra

 

Quanto tempo passa
E as histórias ficam
Quantas vezes tenho eu que te dizer
Acreditas nas promessas que são divinas
Mas no fim é o mesmo a perder
Quantas vezes tenho eu que dizer
Vou querer idealizar
Até ao fim
Não quero entender
Não me vou baixar
A luta é assim
Sinto o tempo a prescrever


Quanto tempo passa e nada muda
Quanto tempo falta para perceber
Que hoje é a vida não é nada
Sem ir à luta
E no fim não quero ser eu a perder
Quantas vezes tenho eu que dizer
Vou querer idealizar
Até ao fim
Não quero entender
Não me vou baixar
A luta é assim
Sinto o tempo a prescrever
Sinto o tempo a prescrever


Vou querer idealizar
Até ao fim
Não quero entender
Não me vou baixar
A luta é assim
Quero viver, acreditar
Até ao fim
Não quero perder
Só quero ganhar
Eu sou assim
Quantas vezes tenho eu que dizer

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27.06.13

 

Letra

 

Atitudes, formas de levar veneno
Onde não há
Ser honesto e ter sempre a razão
Tem cuidado

Deixo a porta aberta
Uma sombra a meditar
A confissão que se esconde
Sem remorsos

Quero o tempo certo
Qualidade é subtracção
A presença é condenável
Não vou dar-te a mão

E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco
Neste barco

Abre a porta da saída
Segue em frente
E não penses em voltar
Ninguém te quer ver

Vê a história de outra forma
A raiva é maior, ao deitar
E tu vais perder

Negligência das loucuras
Mas no fundo há visão
Aparência de um discurso em vão
Inadaptado

Deixo a porta aberta
Uma sombra a meditar
A mudança é confrontada
Sem remorsos

E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco
Neste barco
Neste barco

Abre a porta da saída
Segue em frente
E não penses em voltar
Ninguém te quer ver

Vê a história de outra forma
A raiva é maior, ao deitar
E tu, vais perder

E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco

E de pernas pró ar
E quem ficar, ficou
Mas tu, não vais ficar
Neste barco
Neste barco
Neste barco



publicado por olhar para o mundo às 17:07 | link do post | comentar

 

Letra

 

Olá Lisboa, pela primeira vez
Olá Lisboa, pela primeira vez

Lembro-me de ti
Como se fosse um regresso a casa
As ruas escuras à noite
O medo de quem quer voltar

E passo por ti
Condenado a sentir um vazio
Na hora de te abandonar
A lembrança de quem quer ficar
A cidade por descobrir
Um adeus, vou partir

Lisboa, és só tu e eu
Lisboa, és só tu e eu

Confesso-me a ti
Ó cidade de noite encantada
Lembras-me a vontade
Hoje eu vou ficar

Agarro-me a ti
Confrontado a saudade que sinto
A hora está-se a aproximar
As memórias de quem quer voltar
Um segredo que vou descobrir
O adeus, vou partir

Lisboa, és só tu e eu
Lisboa, és só tu e eu

E passo por ti
Condenado ao vazio
A ansia de querer voltar
O adeus que não te vou dizer

Espero aqui
Com o mar controlado
A história de ter um passado
A idade de te conhecer
A cidade por descobrir
O adeus, vou partir

Lisboa, és só tu e eu
Lisboa, és só tu e eu



publicado por olhar para o mundo às 08:04 | link do post | comentar

Sexta-feira, 21.06.13


publicado por olhar para o mundo às 08:34 | link do post | comentar

Terça-feira, 30.04.13

 

Letra

 

Às tantas pensas que é assim
Nada há-de mudar
A irrealidade vem da tua cabeça
Não tens nada p'ra fazer
Não tens nada p'ra pensar
À tua volta são só escravos que obedecem

Por isso usa a tua razão
Sem complicação
Nada importa
Só o que pensas interessa
Voltas e voltas sem parar
Não te deixes enganar
Vida é só uma
Esta e mais nenhuma

A irrealidade provem
Do sentir imoral
Desconfianças são certas
Sentenças sabes dar
Tens de te controlar
E nunca deixes que te comprometam



publicado por olhar para o mundo às 17:37 | link do post | comentar

 

Letra

 

Nasci hoje
Tenho que aprender
Em breve
Vou começar a andar
Passo a passo
Muito lentamente
Saber ler
Compreender e continuar

 

Um percurso que vai durar
O resto da vida
Mas um dia a sorte irá chegar
E é aí que eu tenho de provar
Então...

 

Subir algo até poder
Esse aí não sou eu
Eu lutei até morrer...
Até morrer

 

Senti hoje tudo o que perdi
Em breve o tempo vai apagar
Tantas mágoas tudo o que sofri
Mas lutei
Comecei a desconfiar

 

Que o percurso que vai durar
O resto da vida
tem caminhos que posso mudar
E é aí que eu tenho de provar
Então...

 

Subir alto até poder
Esse aí não sou eu
Eu lutei até morrer
Mais uma lição
Estar a viver outra vez
ter a solução
Mas não poder dizer

 

Que o percurso que vai durar
O resto da vida
Mas um dia a sorte irá chegar
E é aí que eu tenho de provar
Então...

 

Subir alto até poder
Esse aí não sou eu
Eu lutei até morrer
Mais uma lição
Estar a viver outra vez
ter a solução
Mas não poder dizer
Mas não poder dizer...



publicado por olhar para o mundo às 08:34 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.04.13

 

letra

 

Hei-de um dia ser alguém
Disso eu não me esqueço
Ser tentado a falhar
Será que mereço

 

Hoje não sei mas vou descobrir
O que é que eu faço aqui

 

Respeitado por todos eu quero ser
Contemplado com sorte e não perder
Hoje eu não sei porque sou assim
E o que é que eu faço aqui

 

O que me lembro
Nada é

 

Pode ser que um dia volte
Iludido


Pensamentos indirectos
Divagar


Vou parar com esta mágoa
Estou perdido
Pelas ruas mãos nos bolsos
A cantar

 

La la la la la la
O que é que eu faço aqui (x2)

 

(instrumental)

 

Hei-de um dia ser alguém
Não a qualquer preço
Estás cá tu para lembrar
Tudo o que me esqueço

 

Hoje eu não sei mas vou descobrir
O que é que eu faço aqui

 

O que me lembro
Nada é

Pode ser que um dia volte
Iludido
Pensamentos indirectos
Divagar


Vou parar com esta mágoa
Estou perdido
Pelas ruas mãos nos bolsos
A cantar

La la la la la la
O que é que eu faço aqui (x2)

 

(instrumental)

O que é que eu faço aqui!



publicado por olhar para o mundo às 08:33 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.06.12

 

 

letra

 

Está de volta ao bairro
No meio da loucura
Já anda na rua à procura de aventura
Vestiu-se de lavadinho e foi a casa d´Ávó
Porque tinha saudades, saudades do pó.

Já tentou mata-la afoga-la numa pinga
Empenhou as pratas e comprou uma seringa
Já tem o panfleto custou-lhe uma milena
Foi pra casa dar um caldo mais a sua pequena.

Chuta cavalo, chuta cavalo, chuta cavalo, chuta!!
Chuta cavalo, chuta cavalo, chuta cavalo e morrerás.

Oé oé oé oo..

Esta é uma história do bairro onde vivo
À não sei quantos anos era divertido
Agora partiram cada um para seu lado
Foram à procura daquele pó danado
Uns foram na famel às partes para o estica
Roubaram duas velhas lá para as portas de Benfica
Com o horror no rosto no WC deitados
Mesmo à beira da morte para mal dos seus pecados.

Refrão..



publicado por olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

Domingo, 27.05.12
Letra
ESTA É UMA HISTÓRIA
DE UM MIÚDO DA MADEIRA
QUE SONHAVA SER
JOGADOR DE FUTEBOL

FOI PARA ALVALADE
COM AS MÃOS NA ALGIBEIRA
TINHA VELOCIDADE
QUERIA SER O MAIOR

MAS UM CERTO DIA
CHEGOU O SIR ALEX
FICOU ALUCINADO
COM A JOGA DO MIÚDO
PAGOU A RESCISÃO
E LEVOU-O PRA MANCHESTER
TREINOU-O ATÉ SER O MELHOR DO MUNDO

CHUTA RONALDO
CHUTA RONALDO
CHUTA RONALDO CHUTA E CHUTA BEM
CHUTA RONALDO
CHUTA RONALDO
CHUTA RONALDO E MARCARÁS

NO PRIMEIRO ANO
JÁ ERA ADORADO
MAS ESTE MIÚDO
ERA MUITO IMPACIENTE

QUERIA A BOLA D'OURO
NÃO PODIA ESTAR PARADO
SER O NÚMERO 1
ERA UM SONHO CONSISTENTE

MAS VEIO UM SENHOR
APÓS ALGUNS ANOS
DEU-LHE A VOLTA À CABEÇA
COM OS SEUS PLANOS
O SONHO NÃO ERA
PARA FICAR SOZINHO
FOI COM O MAIOR TREINADOR
MISTER JOSÉ MOURINHO

 

O Cristiano Ronaldo já ouviu? É o que toda a gente pergunta. E nós também queremos saber.


"Chuta Ronaldo" é uma divertida versão de "Chuta Cavalo", dos Peste & Sida, com letra alusiva ao CR7, que os Tara Perdida decidiram fazer às portas do Euro 2012.


A inspiração surgiu na homenagem aos Peste & Sida, a propósito da comemoração dos 25 anos da banda, brindada com a edição do livro "25 Anos de Veneno" que inclui um CD, tributo de várias bandas do panorama português, onde encontramos nomes como os Xutos e PontapésGalandum GalundainaPacmanAlbert Fish e, claro, osTara Perdida com a reciclagem do emblemático "Chuta Cavalo".

Mas agora, e em total apoio à seleção nacional, o grito é mesmo "Chuta Ronaldo". Para ouvir, para já, em exclusivo, na Antena 3.

Esta é uma iniciativa dos Tara Perdida que a Antena 3 aplaude e amplifica. Venham mais com outros jogadores da seleção e um cântico que, não tarda, vai unir o país.

 

Retirado de Antena 3



publicado por olhar para o mundo às 19:43 | link do post | comentar

Domingo, 08.01.12

 

Letra

 

Estranha forma de aceitar 
Tudo o que aconteceu 
Essa calma é de estranhar 
Para quem tudo perdeu 
Fizeram-se amigos 
Tentaram de tudo fazer 
Tudo é possivel quando tens poder 
Esmagar os outros dá gozo 
A mim é que não 
E quando estiveres sozinho 
Um dia vais ver 
Tens que lutar para sobreviver 
Não importa, tu sabes bem 
O que fazer 
Para tudo há um fim 
Um dia tem que acabar 
Temem pela solução 
A vontade é de enganar 
Fizeram-se amigos 
Tentaram de tudo fazer 
Tudo é possivel quando tens poder 
Esmagar os outros dá gozo 
A mim é que não 
E quando estiveres sozinho 
Um dia vais ver 
Tens que lutar para sobreviver 
Não importa, tu sabes bem o que fazer 
Não importa, tu sabes bem o que fazer 
Não importa, tu sabes bem...



publicado por olhar para o mundo às 08:30 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.09.11
Letra
Situação embaraçosa
Que nos fomos encontrar
Os bares já fechados
E sem sítio onde parar
Ficamos ali à toa
Sem nenhuma boa ideia...
Até que apareceu uma gaja
Muita muita, muita feiaaaaaaaaa...aaaaaaaaa

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaa

Muita muita feia,
Não sei p'ra quê,
Tanta peneira...

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaaaaa...
Aaaaaaaaaa

...Solo...

Situação embaraçosa
Que nos fomos encontrar
Os bares já fechados
E sem sítio onde parar
Ficamos ali à toa
Sem nenhuma boa ideia...
Até que apareceu uma gaja
Muita muita, muita feiaaaaaaaaa...
Aaaaaaaaa

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaaaaaaaaa
Não sei p'ra quê,
Tanta peneira...

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaaaaa...
Aaaaaaaaaa

...Solo...


Ela abanava-se toda
Para nos, cativar
Mas à medida,
Que se aproximava
Mais nos desiludia
Pusemo-nos todos a passar...
Pergunta-mos o seu nome...
E ela respondeu,
Maria Oliveira
Não sei p'ra que, tanta peneira
És mesmo muita feiaaaaaaaa...
Aaaaaaaa

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaaaaaaaaa

Muita muita feia,
Não sei p'ra quê,
Tanta peneira...

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaaaaa...
Aaaaaaaaaa

...Solo...

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaaaaaaaaa

Muita muita feia,
Não sei p'ra quê,
Tanta peneira...

És mesmo muita, muita feia,
És mesmo muita, muita feiaaaaaaaa...
Aaaaaaaaaa



publicado por olhar para o mundo às 08:06 | link do post | comentar

Sábado, 14.05.11

 

 

Letra

 

Sentimento ingénuo deixa a bomba rebentar

Quanto mais pensares assim, mais eu vou desconfiar

Deixo o tempo passar, tento chamar-te a atenção

Deixei de acreditar, depois de uma explicação


O lado eterno da imaginação

A ingenuidade é pura ilusão 

NUNCA MAIS EU SEI DE COR


Decadência, espero nunca ter de lá voltar

Quanto mais o tempo passa, mais eu me vou afastar

Longe vão os tempos em que eu nunca mais tentei 

Conseguir ser o melhor, foi aquilo que eu sonhei 


O sentimento é imaginação

Poemas versos são pura ilusão 

NÃO TE DEIXES ENGANAR


O sentimento é imaginação 

Poemas Versos são pura ilusão 

NÃO TE DEIXES ENGANAR


Enquanto eu espero pelo que há-de vir 

O pensamento esta longe de partir 

A sorte chega não vou procurar 

A voz é marcha, para quem pensa em ditar

Aquilo que eu não sei 


O sentimento e imaginação 

Promessas feitas são pura ilusão 


NUNCA MAIS EU VOU FICAR AQUIIIIIIIIIIII

NUNCA MAIS EU VOU FICAR AQUIIIIII

NUNCA MAIS EU VOU FICAR...

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:10 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

TARA PERDIDA - até ao fim

Luta · Tara Perdida

Tara Perdida - "Pernas P'...

Tara Perdida ft Tim - Lis...

Tara Perdida - A Ponte

Tara Perdida - vida é só ...

Tara Perdida - Nasci Hoje

Tara Perdida - O que é qu...

Tara Perdida - Chuta Cava...

Tara Perdida - Chuta Rona...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
"Estou cheio de arrependimento, cheio de dorese tu...
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
blogs SAPO
subscrever feeds