Sexta-feira, 30.01.15

baterista.png

 

 

O músico Fernando Fonseca, de 48 anos, ex-baterista da banda Sitiados, morreu na segunda-feira passada, em Carcavelos, no concelho de Cascais, foi hoje divulgado.

 

A acordeonista Sandra Barata, que tocou com Fernando Fonseca nos Sitiados, disse à agência Lusa que o baterista faleceu na segunda-feira, vítima de um linfoma, em Carcavelos, e a cerimónia fúnebre realizou-se na terça-feira, naquela localidade.

 

Fernando Fonseca foi baterista e fundador, em 1987, dos Sitiados, com Sandra Barata, José Resende (guitarra) e João Aguardela (voz), músico falecido há cinco anos.

 

O baterista gravou o primeiro álbum homónimo da banda, que atingiu o disco de platina, com vendas superiores a 50.000 exemplares. Anteriormente, tinha gravado a canção "A noite", que foi popularizada pelos Resistência. 

 

A bateria de Fernando Fonseca foi ainda gravada em 1993, para o álbum "E agora?!", o segundo dos Sitiados, dos quais saiu, por motivos pessoais, como afirmou na época à comunicação social.

 

O músico fez ainda parte dos HuaHine, projecto cujo single foi lançado na revista Super Jovem, em 1995.

 

Entre propostas e projectos musicais, recusou um convite para fazer parte dos Rádio Macau e, mais tarde, fez parte dos Matarruanos, criando posteriormente um projecto a solo, com temas de intervenção, intitulado "Manguito".

 

SetePontoQuatro é a última banda em que Fernando Fonseca tocou e gravou. A última vez que tocou em palco foi em 2013.

 

Retirado do SOL



publicado por olhar para o mundo às 11:15 | link do post | comentar

Sábado, 29.09.12

 

 

letra

 

Ela sorriu 
E ele foi a trás
Ela despiu-o 
E ela o satisfaz
Passa a noite 
Passa o tempo devagar
Já é dia já é hora de voltar

Aqui ao luar 
Ao pé de ti 
Ao pé do mar 
Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Aqui ao luar 
Ao pé de ti 
Ao pé do mar 
Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Ela sorriu 
E ele foi a trás
Ela despiu-o 
E ela o satisfaz
Passa a noite 
Passa o tempo devagar
Já é dia já é hora de voltar

Aqui ao luar 
Ao pé de ti 
Ao pé do mar 
Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Aqui ao luar 
Ao pé de ti 
Ao pé do mar 
Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Aqui ao luar 
Ao pé de ti 
Ao pé do mar 
Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Aqui ao luar 
Ao pé de ti 
Ao pé do mar 
Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Só o sonho fica 
Só ele pode ficar

Só o sonho fica 
Só ele pode ficar



publicado por olhar para o mundo às 08:55 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.10.11

Letra

 

Ai, esta eterna guerra

Ai, que me obriga a ser soldado

Já vejo a bandeira erguida

Já sinto a dor companheira

  

Ai, neste mar fico tão só

Por este mar

Liberdade onde vais?

Liberdade onde cais?

  

Esta luta é por te amar

 

Ai, este soldado que cerco

Ai, este soldado sou eu, sou eu!

  

Nos olhos a mesma dor

No peito um medo igual

Ai, sinto queimar este fogo, dentro de mim!

Liberdade onde vais?

Liberdade onde cais?

  

Esta luta é por te amar

Este sangue é por te amar

É por te amar



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.10.11

Letra

 

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim, hey!

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Foi no porto de Lisboa, a beber e a cantar
Conheci um marinheiro de quem vos vou falar
Valente marinheiro, nascido em noite de tempestade
Era só uma garrafa que deixou pela metade
Fugindo com aguardente, nenhum deixou pensar
Escolheu ser marinheiro mas não sabendo enjoar
E assim foi navegando pelos lados do Sodré
Mas dentro de uma garrafa nunca mais se perde o pé

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim, ha!

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Há quem navegue de porto em porto, navegue de bar em bar
Há quem procure fazer fortuna, eu procuro naufragar
Telefonei p'ra Tóquio só p'ra te ouvir cantar
Pensei que a tua voz me pudesse animar

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Há quem navegue de porto em porto, navegue de bar em bar
Há quem procure fazer fortuna, eu procuro naufragar
Telefonei p'ra Tóquio só p'ra te ouvir cantar
Pensei que a tua voz me pudesse animar
Telefonei p'ra Tóquio só p'ra te ouvir cantar
Pensei que a tua voz...

Yiii-ha! Yahoo! Hahaha! Yiii-ha!

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparim

Esta vida de marinheiro está a dar cabo de mim
Raparaparaparaparaparaparaparaparaparaparaparim!



publicado por olhar para o mundo às 17:08 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.05.11

 

Letra

 

Chego a casa a porta estava trancada Fechadura tinha sido mudada Uma sombra desvia o meu olhar Estava outro parvo no meu lugar Chego ao trabalho mau olhado A secretária olha de lado A silhueta desvia o meu olhar Estava outro parvo no meu lugar (refrão) Outro parvo, outro parvo Estava outro parvo no meu lugar Outro parvo, outro parvo Estava outro parvo no meu lugar Minha mãe preocupada Disse que a vida não estava acabada Mas quando chego para jantar Estava outro parvo no meu lugar (refrão) Outro parvo, outro parvo Estava outro parvo no meu lugar Outro parvo, outro parvo Estava outro parvo no meu lugar O coveiro desconfiado Disse que o buraco já estava tapado Mas quando chego para enterrar Estava outro parvo no meu lugar (refrão) Outro parvo, outro parvo Estava outro parvo no meu lugar Outro parvo, outro parvo Estava outro parvo no meu lugar Mas porque raio é que me estou a queixar? Eu sempre quis ter outro parvo no meu lugar Outro parvo, outro parvo Estava outro parvo no meu lugar



publicado por olhar para o mundo às 17:36 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Morreu Fernando Fonseca, ...

Aqui ao Luar (a noite) - ...

Sitiados - Soldado

Sitiados - esta vida de m...

Sitiados - Outro Parvo no...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds