Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

    Ronda dos Quatro Caminhos lança novo álbum   A Ronda dos Quatro Caminhos, lança "Sopas do Espírito Santo", um novo trabalho dedicado à música tradicional dos Açores, com edição da Ocarina. É o 14º disco da carreira da Ronda, na continuação das últimas grandes produções editoriais - Terra de Abrigo e Tierra Alantre. O disco foi composto e pensado com base na Orquestra Regional Lira Açoriana, uma orquestra de instrumentos de sopro e percussão, que (...)
  Letra   Garganta, tu não me afrontes! Movo serras, movo montes, Rios e também as fontes E louvo a toda a multidão! Movo as águas cristalinas E as cidades mais finas, Pedreiras e bagacinas E também o teu coração. [instrumental] A morte é uma ceifeira, Uma feia traiçoeira: Mata de qualquer maneira, Mata alegre e mata triste. Mata velho, mata novo, Mata sem maior estrovo Que é a desgraça do povo Que neste mundo existe. [instrumental] Bendito, louvado seja Aqui ou na (...)
  Letra   Ai as saudades são tantas (minha saudade) Que eu por ti tenho às vezes, Que até l'as mando espalhar (minha saudade) Por cima dos campos teus. São tantas as saudades (minha saudade) Que nem as posso contar: São tantas como as estrelas, (minha saudade) Como as areias do mar. [instrumental] Dizem que a saudade espera (minha saudade) Ausência para chegar; Eu tenho saudades tuas (minha saudade) Mesmo antes de te deixar. Já lá vai Abril e Maio, (minha saudade) Já (...)
    Letra [instrumental] Fui à fonte beber água, Achei um raminho verde; Quem o perdeu tinha amores, Quem o achou tinha sede. Dá-me uma gotinha de água, Dessa que eu oiço correr! Entre pedras e pedrinhas Alguma gota há-de haver. Alguma gota há-de haver, Quero molhar a garganta; Quero cantar como a rola, Como a rola ninguém canta. [instrumental] A água da fonte corre Limpa, clara, fresca e pura: Assim correm os meus olhos Para a tua formosura. Dá-me uma gotinha de água, (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email