Quarta-feira, 18.10.17

anotherplace.jpg

 

 

O Another Place, em Almada, dia 21/10, recebe uma noite agitada de Rock com:

MONGOL (Post-Rock / Metal)
https://www.facebook.com/mongolband

MONKEY FLAG (Experimental / Doom / Noise / Metal)
https://www.facebook.com/pg/MonkeyFlag

MOKSHA (Rock Psicadélico / Experimental)
https://www.facebook.com/mokshaexp

INÍCIO: 21H
ENTRADA: 5PSIC's



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.12.14

Barreiro Rocks 2014

 

 

5, 6 E 7 DE DEZEMBRO

 

FESTIVAL BARREIRO ROCKS 2014 COMEÇA JÁ AMANHÃ

 

O Grupo Desportivo “Os Ferroviários” abre as suas portas, amanhã, sexta-feira, dia 5 de dezembro ao festival BARREIRO ROCKS, a partir das 21h30. Os concertos terão início às 22h00.

 

O evento de referência nacional e internacional prolonga-se pelos dias 6 e 7 de dezembro.

 

Este festival de Rock and Roll, é organizado pela associação cultural barreirense “Hey, Pachuco!”, com o apoio protocolado da Câmara Municipal do Barreiro.

 

O programa prevê dezenas de atuações de músicos nacionais e internacionais.

 

Amanhã atuam, no palco 1, as bandas: TAMAR APHEK | KILLIMANJARO | ASIMOV| PISTA e POW! O palco2 irá receber as bandas BESTA e CANGARRA. No BAR irá tocar a banda GLENN & CANDY.

 

O programa pode ser consultado, na íntegra, no site da Câmara Municipal do Barreiro em www.cm-barreiro.pt .

 

BILHETES À VENDA NO FORUM BARREIRO MUSIC ROOM E NO LOCAL DO CONCERTO

DIA 5: 12,5€; DIA 6: 12,5€; DIA 7: 15€; PASSE: 25€ | RESERVAS: GERAL@HEYPACHUCO.PT

 

BARREIRO ROCKS 4 KIDS

 

Nos dias 13 e 14 de dezembro, os mais novos poderão aprender a brincar no BARREIRO ROCKS 4 KIDS, no Forum Barreiro, com entrada gratuita.

 

O BARREIRO ROCKS 4 KIDS tem a sua primeira edição este ano. São dois dias cheios de atividades em torno da música destinadas aos mais novos. Neste fim-de-semana, o Forum Barreiro receberá desde concertos para crianças, a workshops de construção de instrumentos.

 

RÁDIO BARREIRO ROCKS

 

Durante os três dias de festival, a partir das 16h00, vários artistas e Djs irão passar pelaForum Barreiro Music Room, no Forum Barreiro, para a gravação de podcasts com entrevistas, DJ sets e concertos acústicos, em jeito de antecipação.

 

CONTACTOS: WWW.BARREIROROCKS.ORG |WWW.FACEBOOK.COM/BARREIROROCKS

GERAL@HEYPACHUCO.PT | DIRECTOR: Carlos Ramos. Email: carlosramos@heypachuco.pt

Contactos: 931679966 e 212072470. Escritório: Rua da CUF, n8, 2830 Barreiro.

              

 CMB 2014-12-04



publicado por olhar para o mundo às 23:42 | link do post | comentar

Terça-feira, 17.09.13

GBZ rockforte


No dia 28 de Setembro, o Parque de Palmela, em Cascais, vai receber a 3ª edição do festival GBZ RockForte, uma noite ao ar livre para ouvir concertos de música portuguesa, estar com amigos e ajudar a Associação Gambozinos.


Após o sucesso de 2009 e 2011, a Associação Gambozinos volta a organizar, em conjunto com a Câmara Municipal de Cascais, o seu maior festival de angariação de fundos: o GBZ RockForte. João Só, Capitães da Areia, Asterisco Cardinal Bomba Caveira e Ciclo Preparatório irão dar música ao Parque de Palmela, em Cascais, no dia 28 de Setembro. A noite começa às 20h e irá ainda contar com a primeira atuação da banda Gambozinos, após o lançamento do primeiro CD, em 2012.


“Da primeira para a segunda edição do RockForte houve um grande salto”, realça a diretora do evento, Joana Pessoa Jorge. Com início em 2009, no Forte de S. Bruno, em Caxias (que dá o nome ao evento), onde estiveram presentes cerca de 300 pessoas, rapidamente se foi expandindo. “Em 2011, o RockForte cresceu, quer em termos de espaço (Parque de Palmela), quer em número de pessoas, contando com mais de 700.” Este ano, a expectativa é conseguir dar continuidade aos resultados dos anos anteriores.


E para que servem esses resultados? Para ajudar a Associação Gambozinos a custear os seus diferentes projetos com crianças e jovens de meios sociais, económicos e culturais distintos. Projetos que promovem a justiça social e envolvem grupos de formação durante o ano, explicações, campos de férias, acompanhamento a famílias, entre outros, em bairros no Pragal, Peniche e Braga e cidades como Lisboa e Porto, entre outras.


OS bilhetes, que custam 10 euros (ou 15 euros, no próprio dia), já se encontram à venda na Bilheteira Online (internet, Fnac, CTT, El corte inglês e locais habituais). Destinam-se a todas as pessoas, de qualquer idade, que queiram ter uma ótima noite de pop erock português, num anfiteatro ao ar livre, celebrando o final de mais um Verão.


Mais informações podem ser consultadas no site da Associação (www.gambozinos.org) ou como na página de divulgação do evento no Facebook (www.facebook.com/gbzrockforte). 



publicado por olhar para o mundo às 19:06 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.06.13

Rock in Amadora

 

Rock In Amadora acontece nos dias 14 e 15 de Junho, no Parque da Junta de Freguesia de Alfragide, na Amadora.

 

Este é já o segundo ano consecutivo em que Alfragide recebe este festival, de entrada livre, e que para além da música não faltará também alimentação e artesanato.

 

Vejam em baixo a programação para estes dois dias de evento:

 

14 de Junho (20h)
Os Outros
Dr. Zilch
Sacred Sin + convidados

 

15 de Junho (17h)
Pedro Canina
Leather
Mave
Blue Trash Can
Projecto Ciro
Booster 

 

Retirado de Arte-Factos



publicado por olhar para o mundo às 12:50 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27.07.11
O rock chegou a Portugal através do realizador Leitão de Barros, que organizava umas festas à noite no Jardim da Estrela 

Antes do "Chico Fininho", a história do rock português já ia longa. Primeiro no MySpace e depois em secretas edições em vinil, a Groovie Records anda a desenterrar a história ignorada, mas épica, do tempo em que o rock ainda era "pouco edificante"

Quem tem memória visual de Lisboa nos anos de viragem 80-90 só pode lembrar-se dessa figura exótica e camaleónica de Luís Futre (primo do ex-jogador, e também ele vindo do Montijo), que encarnava com exuberância de acessórios e indumentária numa expressão petrificada, o imaginário marginal do rock. Luís Futre nunca tocou numa banda, mas apadrinhou a existência de várias e a sua colecção de discos anda por aí espalhada aos quatro ventos, a divulgar o rock e a inspirar a criação de novas bandas. Aos 44 anos, agora com o cabelo curto, uns óculos de massa e roupa mais discreta, a fazer lembrar os mods dos anos 60, Futre trabalha com Edgar Raposo na Groovie Records - que no mês passado esteve no Atelier Real, em Lisboa, promovendo uma série de encontros e sessões de trabalho com figuras centrais e marginais do rock português desde os anos 50.

Rock português, anos 50. Isso existe? Para a geração do Futre e do Edgar, que cresceu a ouvir dizer que o pai do rock português era o Rui Veloso, parece uma incongruência, mas a história do rock é um conto de fadas ruidoso e a realidade confunde-se com as lendas. A Groovie Records tem vindo a desenterrá-las do esquecimento. Primeiro no MySpace, depois em secretas edições em vinil, a editora anda a revelar o rock que se praticou em Portugal na transição para os anos 60 (Portuguese Nuggets), e também o que era tocado em Angola, Moçambique, África do Sul, Madagáscar (Cazumbi)! Em 2008, quando morreu Joaquim Costa, esse renegado do rock'n'roll, publicaram-lhe o primeiro disco.

Luís Futre conheceu Joaquim Costa (1936-2008) em 1985, na Feira da Ladra. "Estava com uma camisola dos Cramps, um cota veio ter comigo e perguntou: ‘Não me consegues arranjar a compilação ‘Rockabilly Psychosis', que tem o Phantom?' Fiquei fascinado pela pessoa, em virtude de acompanhar o rock'n'roll e a cena underground desde a década de 50." Joaquim Costa contou-lhe a história do rock português, a esquecida, a ignorada e a desconhecida. Ficou a saber que o rock chegou a Portugal através do cinema, e que foi o realizador Leitão de Barros a divulgá-lo, através das noites de Verão que organizava no Jardim da Estrela. Com o dinheiro que ganhou a actuar nessas festas, Joaquim Costa financiou sessões no estúdio da Rádio Graça, fez três acetatos e criou as capas dos discos que haveriam de ficar inéditas até ao ano da sua morte. Futre ficou assim a conhecer aquele que foi um pioneiro da ética de trabalho "do-it-yourself" , que ele mesmo haveria de fomentar em meados dos anos 90 com a editora Beekeeper, quando, associado a Elsa Pires, lançou o álbum "Teenagers from Outerspace".

Edgar Raposo, fundador da Groovie Records, era vizinho de Joaquim Costa. Actualmente trabalha com Pedro Carvalho Costa num documentário sobre ele: "O Joaquim foi um punk na atitude ‘do-it-yourself', na rebeldia, no anti-sistema. Dizia que o rock era para ser cantado em inglês, que cantar rock em português era uma palhaçada. Tinha uma opinião muito própria e um conhecimento muito vasto sobre a história do rock'n'roll." 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 12:29 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 11.04.11

Aldina Duarte no Afrobeat

 

Lisboa Capital República Popular é o festival de música de intervenção que regressa à discoteca Musicbox, Cais Sodré, entre quinta-feira e sábado.

 

Fado, afrobeat e rock são alguns dos géneros musicais que estão ao serviço de uma canção de intervenção e farão parte do festival Lisboa Capital República Popular, que acontece esta semana no Musicbox, em Lisboa.

 

Pelo terceiro ano consecutivo, aquele espaço organiza uma série de concertos, entre quinta-feira e sábado, em torno dos ideais de Abril adaptados ao atual cenário português, com "veteranos e novos valores", refere o Musicbox.

 

Este ano foram convidados a fadista Aldina Duarte, que tem novo álbum a caminho, o músico e realizador açoriano Zeca Medeiros, que lançou em 2010 o disco "Fados, Fantasmas e Folias", e Manuel Freire, ligado ao canto de intervenção desde os anos 1970.

 

A eles juntam-se ainda os Rádio Macau, os Golpes, na companhia de Rui Pregal da Cunha (ex-Heróis do Mar), o hip hop dos Dealema, os Cacique 97, banda afrobeat luso-africana, e o grupo de "spoken word" Social Smokers, com JP Simões como convidado.

 

Além de Zeca Medeiros, a música tradicional portuguesa marcará presença também com os Velha Gaiteira, projeto de Paul (Castelo Branco) em torno da gaita-de-foles transmontana e das percussões da Beira Baixa.

Três concertos por noite

Serão três concertos por noite aos quais se junta a edição de um jornal este ano dedicado ao tema "liberdade de expressão".

Lisboa Capital República Popular recupera o nome de quatro jornais vespertinos, entretanto desaparecidos, que eram apregoados pelos ardinas nas ruas de Lisboa e que são hoje símbolos de uma época.

 

Sérgio Godinho, Vitorino e Janita Salomé, Sam the Kid, José Mário Branco, Camané, B Fachada, Samuel Úria e Brigada Victor Jara foram convidados das duas edições anteriores

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 21:24 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Another Place, em Almad...

Barreiro Rocks 2014

GBZ RockForte - Um festiv...

Há Rock in Amadora

A lenda do rock português...

Afrobeat, fado e rock tom...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds