Segunda-feira, 11.04.16

 

Letra

 

O fado tem não sei quê
Que prende a vida da gente
Um nada que se não vê
Um tudo que a gente sente

Eu dei a vida a valer
Nada mais podia dar
Agora para viver
Vivo sim, mas a cantar

Vinha o destino marcado
Pois logo de pequenino
Fiz do destino dum fado
O fado do meu destino

Se a tristeza ao fado assiste
E o fado assim extasia
Prefiro ser sempre triste
Para não morrer de alegria

A minha vida renasce
Neste meu canto magoado
Cada um é pro que nasce
E eu nasci para o fado

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Mudei terra, mudei vida
Mudei paixão em paixão!
Vi a alma de mim partida!
Nunca, do meu coração,
Vi minha dor despedida!
E eu, mal aventurado,
Morro-me andando assim
Entre cuidado e cuidado.

Eu morrerei, e acabara!
E meu mal fora acabado!
Não vira tal perdição
De meio de tanta coisa,
Perdido, tudo em vão
Porque paixão não repousa
Em outra maior paixão

Oh quem bem aventurado
Fora já, se me matara
Minha dor e meu cuidado,
Minha dor e meu cuidado!

 

Ricardo Ribeiro e João Paulo Esteves da Silva

Letra: Bernardim Ribeiro
Música: Allan Oulman

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 09.04.16

 

Letra

 

Amor nacido

con la inocencia

de mis sentidos

 

amor que vive

como un secreto

siempre escondido

 

amor que duele

como una herida

como un latido

 

amor que sufre

siempre temiendo

que hagas olvido

 

muerde por dentro

dáme tus besos 

son mi locura,

mi juramento

 

fuego escondido

ven a mis noches

como llega el viento

 

y quando vuelva

nunca recuerdes,

roba mi aliento

ven hacia adentro

 

fuego escondido

que alumbra el tiempo

donde hay silencio

 

amor que ordena

fruto proibido

flor do destino

 

amor esquivo

oculto e belo

dolente amigo

 

amor desnudo

donde soy hembra

deseo furtivo

 

amor eterno

mi penitencia

mi sin sentido

 

fuerte por dentro

dame tus besos

son mi locura

mi juramento

 

fuego con dios

ven a mis noches

doblega el viento

 

y cuando vulevas

nunca recuerdes

roba mi aliento

ven hacia adentro

 

fuego escondido

que alumbra el tiempo

donde hay silencio

 

y cuando vuelvas

nunca recuerdes

roba mi aliento

 

ven hacia adentro

fuego escondido

que alumbra el tiempo

donde hay silencio



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.04.16

 

Letra

 

Nos dias de hoje ninguém sabe a quantas anda

Manda quem pode, pode quam manda

Nos dias de hoje não sentimos confiança

Salva-se a musica e siga a dança

 

Nos dias de hoje ninguém sabe o que o espera

Se é inverno ou primavera, indiferença ou compaixão

Nos dias de hoje a justiça não impera

A igualdade desespera, é confusa a confusão

 

Salva-se o amor

Salva-se a esperança

Salvam-se os olhos duma criança

Salva-se a honra

Salva-se a paz

Salvam-se os beijos que tu me dás

 

Nos dias de hoje ninguém sabe o amanhã

E fazer planos é coisa vã

Nos dias de hoje já não há motivação

P’ra dar às balas o coração

 

Nos dias de hoje ninguém sabe o que o espera

Se é um sonho ou uma quimera ter saudades do futuro

Nos dias de hoje ninguém põe as mãos no fogo

Por um amanhã mais novo, por um amanhã mais puro

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 06.08.15

 

 

Letra

 

En las noches de luna y clavel
de Ayamonte hasta Villareal
sin rumbo por el rio, entre suspiros

una canción viene y vá
Que la canta María
al querer de un andaluz.
María es la alegría, y es la agonía
que tiene el sur.

Que conoció a ese hombre
en una noche de vino verde y calor
y entre palmas y fandangos
la fue enredando, le trastornó el corazón.
Y en las playas de isla
se perdieron los dos
donde rompen las olas, besó su boca
y se entregó.

Estribillo:
Ay, María la portugesa
desde Ayamonte hasta Faro
se oye este fado por las tabernas
donde bebe viño amargo
porque canta con tristeza
porque esos ojos cerrados
por un amor desgraciado,
por eso canta, por eso pena.

¡Fado! que me faltan sus ojos
¡Fado! porque me falta su boca
¡Fado! porque se fue por el rio
¡Fado! porque se fue con la sombra

Dicen que fue el te quiero
de un marinero, razón de su padecer
que en una noche en los barcos
de contrabando, p'al langostino se fue.
Y en las sombras del rio,
un disparo sonó.
Y de aquel sufrimiento, nació el lamento
de esta canción.

Ay, María la portugesa
desde Ayamonte hasta Faro
se oye este fado por las tabernas
donde bebe viño amargo
porque canta con tristeza
porque esos ojos cerrados
por un amor desgraciado,
por eso canta, por eso pena

Fado! que me faltan sus ojos
¡Fado! porque me falta su boca
¡Fado! porque se fue por el rio
¡Fado! porque se fue con la sombra

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.08.15

 

Letra

 

Silêncio!
Do silêncio faço um grito
O corpo todo me dói
Deixai-me chorar um pouco.

 

De sombra a sombra
Há um Céu...tão recolhido...
De sombra a sombra
Já lhe perdi o sentido.

 

Ao céu!
Aqui me falta a luz
Aqui me falta o mistério.
Chora-se mais
Quando se vive atrás dela.

 

E eu,
A quem o céu esqueceu
Sou a que o mundo perdeu
Só choro agora
Que quem morre já não chora.

 

Solidão!
Que nem mesmo essa é inteira...
Há sempre uma companheira
Uma profunda amargura.

 

Ai, solidão
Quem fora escorpião


Ai! solidão
E se mordera a cabeça!

 

Adeus
Já fui para alémda vida
Do que já fui tenho sede
Sou sombra triste
Encostada a uma parede.

 

Adeus,
Vida que tanto duras
Vem morte que tanto tardas
Ai, como dói
A solidão quase loucura.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 26.10.14

Ricardo Ribeiro com “Largo da Memória” no Cine-Teatro de Estarreja

 

Ricardo Ribeiro com “Largo da Memória” no Cine-Teatro de Estarreja

 

A voz robusta de Ricardo Ribeiro vai preencher o auditório do Cine-Teatro de Estarreja. O fadista regressa ao espaço cultural no próximo dia 1 de novembro, para apresentar o segundo trabalho discográfico: “Largo da Memória”.

 

Aos 33 anos, Ricardo Ribeiro é dono de uma das melhores vozes do fado masculino. Os críticos da área não lhe poupam elogios e o público rende-se ao seu talento. O génio artístico de Ricardo Ribeiro está consolidado, com o lançamento de “Largo da Memória” a dar todas as justificações.

A música que liberta nos palcos que pisa (acompanhado da guitarra portuguesa, viola e viola baixo) é “imponente e arrepiante” – escreveu o jornalista Mário Lopes (Jornal Público, 17 de agosto). O “Melhor Intérprete Masculino” (2011), segundo o galardão da Fundação Amália Rodrigues, dono de uma voz imensa e de um fado que apaixona a alma, preferiu caminhar pelas tradições deste género musical português Património Imaterial da Humanidade. O fado bairrista de Ricardo Ribeiro, também vincado em “Largo da Memória”, foi relevante para a revista Songlines dar 4 estrelas (em 5) ao trabalho do jovem fadista lisboeta: "Com 'Largo da Memória', Ribeiro confirma-se como um dos artistas mais distintos da nova era de fadistas. Enquanto que muitos dos seus contemporâneos optaram por atualizar o fado com sonoridades de escuta fácil e elementos 'pop' ou 'lounge jazz', Ribeiro seguiu o seu próprio caminho (...)", nas palavras de Michael Macaroon da referida revista britânica.

Por tudo isto e muito mais, é essencial ouvir Ricardo Ribeiro e “Largo da Memória”. O transporte para as vielas da Mouraria será natural.

Os bilhetes para o concerto no Cine-Teatro de Estarreja, dia 1 de novembro, às 21h30, encontram-se à venda na Bilheteira local, no site da Bilheteira Online e nas lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés. Descontos com Cartão Amigo, Cartão Sénior Municipal e Cartão Jovem Municipal.

Concerto com babysitting
O serviço de babysitting do Cine-Teatro de Estarreja acolhe crianças entre os 4 e os 10 anos. É gratuito e requer marcação até dois dias úteis antes do evento. Com lotação limitada a 8 crianças, o serviço não é garantido caso não existam inscrições dentro do prazo referido. Usufrua do serviço de babysitting e tire o máximo partido do espetáculo. Ficha de inscrição Babysitting


SÁB 01 NOV 21H30
Ricardo Ribeiro - Largo da Memória

Ricardo Ribeiro voz
Pedro de Castro guitarra portuguesa
Jaime Santos 
viola de fado
Francisco Gaspar 
viola baixo
[MUSICA] 10€ / 8€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 20:45 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27.08.14

CTE: Ricardo Ribeiro e Carles Benavent confirmados para o próximo quadrimestre

 

CTE: Ricardo Ribeiro e Carles Benavent confirmados para o próximo quadrimestre

O jovem fadista Ricardo Ribeiro e o baixista Carles Benavent, natural de Barcelona, são alguns dos nomes confirmados para a próxima temporada cultural do Cine-Teatro de Estarreja. Até ao final do ano, Miguel Araújo, Emmy Curl, Maria João e The Black Mamba também se incluem num programa que não esquece a dança e o teatro.

 

Setembro | Outubro | Novembro | Dezembro 2014
Nova Temporada de Programação


São 30 eventos (espetáculos, concertos, conversas e workshops) mais 15 sessões de cinema. Para o último quadrimestre do ano, o CTE apresenta uma programação mais equilibrada, com 30% do calendário reservado para projetos de artes performativas, e articulada com a restante atividade municipal. Verifica-se nesta agenda uma maior abertura ao público, com iniciativas como oBoca(s) de Cena que, no âmbito do Laboratório de Aprendizagem Criativa (LAC), permite um contacto de proximidade com os artistas num ensaio aberto.

Nuno Bastos (12 set.) marca o arranque da temporada, num concerto de MPB que estreia ao vivo o seu novo álbum “Recomeço”. Ainda em setembro, Miguel Araújo (27 set.) regressa ao CTE, desta vez com “Crónicas da Cidade Grande”. Dois concertos inseridos no programa do Festarreja’14 - Festa das Artes e da Juventude.

De xaile ou capa e batina, o fado é uma das principais formas de expressão musical do país. Alma de Coimbra (18 out.) recorda a saudade da canção de Coimbra e Ricardo Ribeiro (1 nov.) mostra como se elevou a uma das melhores vozes do fado masculino.

O mês de São Martinho fica marcado por mais uma edição do Estarrejazz, Festival de Jazz de Estarreja. Este ano o festival conta com um grande cartaz, composto por 6 concertos no auditório e dois no café-concerto, destacando-se a presença de Maria Joãoao lado da Big Band Estarrejazz (8 nov.) e do excecional baixista Carles Benavent (15 nov.) com o recente projeto “Un, Dos, Três…” num trio onde Roger Mas (piano) e Roger Blavia (percussão) o acompanham. Mário Barreiros QuartetoStandards and Other Songs TrioBig Band da Nazaré e Nuno Costa “Vespa Mundi”, no auditório, e Trio Pedro Nobre e BounceLab, no café-concerto, são os restantes nomes da 9ª edição do festival.

Com novo trabalho debaixo do braço, The Black Mamba (13 dez.) apresentam-se a Estarreja num concerto que viaja pela soul, blues e funk orientado nos temas “It ain’t you” e “I’ll meet you there”. “Deixem o pimba em paz” (27 dez.), com Bruno Nogueira e Manuela Azevedo, é um concerto de desconstrução, que mostra como fica a música popular portuguesa com arranjos de jazz e pop.

Novo espaço Café-Concerto

A rentrée do Cine-Teatro de Estarreja para mais uma temporada de programação cultural fica marcada pela renovação do espaço Café-Concerto, no 1º piso do edifício. Com nova imagem, maior conforto e horário alargado, este espaço volta a receber o circuito Outonalidades, este ano com os concertos de Emmy Curl (11 out.), Najla Shami (31 out.) e Tape Junk (28 nov.), todos eles com início às 22 horas.

Com uma dinâmica regular, o Café-Concerto do CTE reabre como espaço de encontro, agradável convívio e fruição cultural ao sabor de boa música e excelentes conversas.

Dança, teatro e novo circo diversificam a agenda

A abertura do mês de outubro fica a cargo das acrobacias de João Paulo Santos e Elsa Caillat que, com recurso a diversos aparelhos de circo como um mastro chinês, compõem o espetáculo “Abril” (3 out.), uma encomenda da CI Região de Aveiro para a Cultura em Rede.

No teatro destacam-se duas grandes comédias: “Táxis dos Nossos Dias” (25 out.), com Anabela, Ana Guiomar, Joaquim Nicolau, Sandra Faleiro e Rosa do Canto, e “40 e então?” (22 nov.), com Maria Henrique, Ana Brito e Cunha e Fernanda Serrano.

Fica no Singelo” assume-se como a versão contemporânea das danças e músicas tradicionais portuguesas. Da coreógrafa Clara Andermatt, o espetáculo estará em cena a 5 de dezembro, com um Workshop de Movimento Contemporâneo orientado pela própria coreógrafa às 18 horas de 3 de dezembro.

Com o Natal a chegar, a companhia espanhola Albadulake apresenta “Malaje” (20 dez.). Um projeto multidisciplinar onde o circo contemporâneo e o flamenco surgem de mãos dadas.

A comunidade volta a ser chamada

O trabalho do Cine-Teatro de Estarreja junto da comunidade tem vindo a ganhar corpo. Dentro dos pressupostos do LAC, a programação do último quadrimestre do ano inclui um projeto da companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora, que conta com a participação da comunidade local. Chama-se “Me Mó Ria” e desafia a população a recuperar memórias passadas e a interagir com elas através do teatro de objetos. A apresentação deste trabalho acontece a 19 de outubro, num espetáculo com “Casa dos Ventos” na abertura, também da companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora.

Orquestra dos Brinquedos” (16 nov.) é mais um espetáculo promovido pelo LAC para toda a família. Depois do trabalho nas escolas do concelho, a “Orquestra dos Brinquedos” sobe ao palco para, em conjunto com o público, descobrir sons de instrumentos não convencionais.

Conheça toda a programação cultural do Cine-Teatro de Estarreja
Consulte a agenda municipal sempre que quiser e onde quiser através da edição online

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 21:11 | link do post | comentar

Quinta-feira, 02.01.14

Ricardo Ribeiro

 

Ricardo Ribeiro apresenta Largo da Memória em dois grandes concertos com a presença de Rabih Abou Khalil, Pedro Joia Pedro Caldeira Cabral.


Dias 15 e 16 de Fevereiro, o CCB em Lisboa e a Casa da Música no Porto respetivamente, recebem este fabuloso elenco, naqueles que são os primeiros concertos oficiais de apresentação do tão aguardado terceiro álbum de Ricardo Ribeiro.

 

instrumentistas que acompanham o Ricardo nestes concertos: 

- Pedro de Castro - guitarra portuguesa
- Jaime Santos  - viola 
- Francisco Gaspar - viola baixo


Convidados:
- Rabih Abou-Khalil 
- Pedro Caldeira Cabral 
- Pedo Joia 

  
Concertos:
- 15 fevereiro - CCB | Sala principal | 21:00
- 16 de fevereiro - Casa da Música | Sala Suggia | 21:00

Bilhetes à venda nos locais habituais

 

retirado da Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 13:35 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25.11.13

 

Letra

 

Dizem que já não me queres
Que há outro na tua vida
E que é dele que tu gostas
São as línguas das mulheres
Que vinham lamber-me a ferida
Se me virasses as costas

Se eu não levo isso a peito
Nem olho para a desdita
Como coisa que se veja
Tu tens de perder o jeito
De ser sempre a mais bonita
E despertar tanta inveja

Dizem que já me enganaste
Soprando no meu ouvido
Fados de rara beleza
Não sei se me atraiçoaste
Mas eu senti-me traído
Mesmo sem ter a certeza

Nada disto acontecia
Se desses as tuas voltas
Sempre, sempre, ao meu redor
Tens de perder a mania
De deixar as pontas soltas
Na história do nosso amor



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 28.08.13

Ricardo Ribeiro grava com a Frankfurt Radio Bigband, na Alemanha


Ricardo Ribeiro grava com a Frankfurt Radio Bigband, na Alemanha

Ricardo Ribeiro grava na Alemanha com a Frankfurt Radio Bigband, a convite do maestro Jim McNeely, que dirige a formação musical desde 2011.

McNeely, nomeado várias vezes para os Grammy, foi distinguido com esse prémio em 2008, com a Vanguard Jazz Orchestra de Nova Iorque pelo cd “Monday Night Live at the Village Vanguard”.

Dono de um vasto curriculum, McNeely continua ligado como solista ou maestro às mais conceituadas orquestras europeias e conta com uma série de álbuns editados em nome próprio e outras tantas participações e colaborações.

Neste projecto, Ricardo Ribeiro está acompanhado pelo mestre do alaúde Rabih Abou Khalil.

 

Antes de Ricardo Ribeiro, já Ana Moura gravou com a orquestra alemã, em 2010. 
No panorama internacional, a Big Band sediada em Frankfurt conta com registos com os De Phazz ou a cantora brasileira Tania Maria.

Ricardo Ribeiro actuará em Lisboa, a 21 de Setembro, no Festival de Fado, que se realiza este ano pela primeira vez no Bairro de Alfama.

 

Foto Jornal Hardmusica


Reirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:55 | link do post | comentar

Domingo, 17.04.11

Mariza convida Rui Veloso, Tito Paris, Carminho e Ricardo Ribeiro

 

O Casino Lisboa vai assinalar o seu quinto aniversário com uma festa no dia 19 de Abril, incluindo um encontro às 22:30 subordinado à temática «5 Anos, 5 Grandes Artistas».

 

O concerto «Mariza convida» vai trazer ao palco os convidados Rui Veloso, Tito Paris, Carminho e Ricardo Ribeiro.

Antes, será a vez da banda residente, os Voodoo Marmelade, que actuarão com um reportório especial, ajustado e coerente com o concerto de Mariza e dos seus convidados que se lhe segue.

O mesmo acontecerá com o DJ Pedro Ricciardi que, depois da meia-noite, completará a festa de aniversário com um portfólio de gravações.

Paralelamente, a mostra «Casino Lisboa 2006 / 2011 – Retrospectiva de 5 Anos de Actividade», que também integra o programa de aniversário, poderá ser visitada entre 21 de Abril e 22 de Maio.

O concerto a cinco elementos, que se realiza no palco central do Arena Lounge, é de entrada gratuita.

 

Retirado de Cultura Online



publicado por olhar para o mundo às 22:16 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Ricardo Ribeiro - Destino...

Ricardo Ribeiro - Mal Ave...

Olga Cerpa y Mestisay fea...

Ricardo Ribeiro - Nos Dia...

Maria La Portuguesa · Ric...

Grito · Ricardo Ribeiro

Ricardo Ribeiro com “Larg...

CTE: Ricardo Ribeiro e Ca...

Ricardo Ribeiro ao vivo

Carlos do Carmo - Pontas ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds