Sexta-feira, 03.02.17

 

 

Letra

 


eu sei que as coisas nao 'tão faceis, mas
amor é estranho, não te poder ver nas
horas dificeis que passo, não és só tu magoada
no teu canto, também eu estou em baixo

É foda ver partir, alguém de quem se gosta
O céu ganhou uma estrela, olha pa cima e vê se notas
Tens quem olhe por ti, tens quem olhe por ti
É só pena olhar de cima e não estar aqui pra ti

mas ele brilha lá, tu tenta brilhar cá
em baixo com a força que ele te dá
é que ventos sopram forte nestes tempos
em que tu nao estas tão forte como pensas por momentos

custa ver-te a perder forças,
deixa-me reanimar-te unificando as nossas bocas
eu também não ando bem, não sei se tas a ver
tem vindo tudo ao mesmo tempo, sem me aperceber

só vejo isso agora, porque agora não te vejo
tás mal ok aceito, só não acho ser pretexto
pra fechares a 7 chaves, esse mal que em ti carregas
se tens a mim ao lado, pa te amparar as quedas

pões a capa sem mostrares, quais são os pontos fracos
não exibes o mal que tens, stresses preferes guardá-los
eu só queria que tu visses, conforto em mim
mas distantes um do outro talvez nao seja assim

disseste confia, eu confiei
o nosso amor foi uma prova, de haver química sem
nos falarmos, só olharmos e tocarmos
no intimo um do outro sem pensar no que passamos

agarraste-me a pensar que nunca mais irias ver-me
isso deixou-me contido, agora luta pa manter-me
contigo, é que as vezes eu só penso em deixar-te
mas longe eu só penso em abraçar-te

mas quando penso em deixar-te, penso deixar-te é deixar-me
foi difícil achar-te, foi assim que pude achar-me
a tua ausência, traz presença d'um clima mais dark
não reajo bem a isso não te quero a ausentar-te

eu não digo que és a tal, só tu podes saber isso
pensa se mereces tudo aquilo que eu sou contigo
eu não sei se te mereço, só tu podes saber isso
se não sou o que procuras, diz-me quem tu queres contigo

não sei quem tu tiveste, olha agora pra quem tens
eu podia dar-te as nuvens, quero só saber se vens
aperta-me o cinto, quero-me sentir seguro
e não ficar a espera do que traga o futuro

tenho saudades, daquelas noites em que dizias
que adoravas o que ouvias, enquanto não falavas
apenas olhavas, e sorrias
com ar apaixonado, era assim que cativavas

sinto falta de cantar contigo os sons que dão na rádio
sinto falta de deixar-te e dizer que passou rápido
sinto falta de buscar-te e dizer amor finalmente
sinto falta de chamar-te amor, sinceramente

eu já nem sei o que é que somos, nem a nossa sombra vejo
sinto falta do teu toque, do teu cheiro, dos teus beijos
sinto falta dos sorrisos diferentes que tens
dizem "por ai há muitas", mas igual a ti ninguém

eu só penso em despir-te e sentir o teu fogo
e falo em despir-te o peito, não as roupas do teu corpo
nao te conheço desde sempre mas por mim era pa sempre
ser o teu ombro, teu alento até o corpo ficar dormente

baloiça neste parque, vamos voltar a ser putos
brincar como crianças mas amarmos como adultos
nao sei se te volto a ter, se amor é fogo sem se ver
volta de novo para morrermos arder

como é que nós ficamos
como é que nós ficamos
como é que nós ficamos
amor tu diz-me (2x)

 

Escrito por: Raz
Misturado e Masterizado em: Big Boss Records
Back Vocals por: Ana Leça

Páginas Oficiais:
https://www.facebook.com/razsmf


 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.01.17

 

Letra

 

As horas passam e eu passo-me a conta-las
Por isso escrevo prosas, pra canta-las
Fico preso se houverem historias sem eu conta-las
Vejo manos com tolas, pa esquecer vidas ao prova-las
Quero encher salas

Mostrar ao povo como é pregar a peixe
Abram-me as portas, que eu já nao as fecho
Tou sem receios, inseguro só mas deixo
Que o tempo dite tudo, até ao dito meu desfecho

Sou um livro aberto, e há quem me queira ler
Muito olha só a capa e fala sem saber
Outro olha, capta tudo o que eu dou a entender
E vê que só ganha pelo tempo que ta perder em ler

A vida muda e eu só quero dar a quem
As vezes perde a identidade, uma vontade de ser alguem
Coisas mudam com a idade, e só quem passa sabe bem
Que não há preço, pa comprar tempo que faz de nos refem


Eu tou mais velho, com o tempo mais adulto
Hoje, se me ves mais sério, é pelo tedio disto tudo
A minha cota diz, remedio, ainda vais levar com muito
Mas a gente já passou tanto, que me custa crer num rumo

Livre de dramas que têm vindo acontecer
Se as coisas boas passam, eu nao as consigo ver
Só chegam cartas, facas, afiadas pra verter
Lágrimas em casa, quase impossiveis de conter

Impossiveis de inverter, nao tou a inventar
Tou a tentar perceber, como lidar ou como acomodar
Sem me comover, sem me afetar, tou a tentar a ter
A sorte que ha muito tou a espera de encontrar

Mas parar já nao paro, mesmo nao pago, nao parto
Não saio do quarto, enquanto la tiver em criação
Aparte de quem so parte, escrevo apago, escrevo e gravo
Ya eu sou um escravo, em busca da libertaçao

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

RAZ & ANA LEÇA - "COMO FI...

RAZ - "AGORA OU NUNCA"

RAZ - "TEMPO"

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds