Quarta-feira, 25.09.13

Quatro ao Sul ganharam o Prémio José Afonso 2013

Os músicos José Barros, Rui Vaz, José Manuel David e Pedro Mestre compõem o quarteto que retoma a tradição do cante alentejano

O grupo português Quatro ao Sul venceu o Prémio José Afonso 2013, atribuído a um álbum de música portuguesa, com o disco de estreia Demudado em tudo, anunciou esta quarta-feira a câmara municipal da Amadora.

 

Para o júri, o álbum “é uma revelação extraordinária, uma oportunidade rara” para conhecer “a enorme riqueza do cante alentejano, membro de pleno direito da antiquíssima tradição das polifonias vocais da região mediterrânica”.
 

Os Quatro ao Sul são formados pelos músicos José Barros (José Barros e Navegante), Rui Vaz e José Manuel David (dos Gaiteiros de Lisboa) e por Pedro Mestre (tocador e construtor de violas campaniças). O grupo tem por base a tradição do cante sul, as modas do Alentejo, mas também a música tradicional do Mediterrâneo.
 

O júri que escolheu, por unanimidade o álbum Demudado em tudo, integrou o compositor Sérgio Azevedo, a pianista Olga Prats, o vereador da Cultura da autarquia da Amadora António Moreira, e a chefe da divisão de Intervenção Cultural, Vanda Santos.
 

Este ano eram candidatos aos Prémio José Afonso os álbunsDesfado, de Ana Moura, Cuca Roseta, de Cuca Rosera, Ruído do silêncio, dos Dazkarieh, Tarara, dos Diabo a Sete, Em busca das montanhas azuis, de Fausto Bordalo Dias, Avis Rara, dos Gaiteiros de Lisboa, e Carlos do Carmo - Maria João Pires, que juntou o fadista com a pianista.
 

O Prémio José Afonso foi criado pela autarquia para “incentivar a criação musical de raiz portuguesa, bem como fomentar o turismo e a cultura na cidade da Amadora”.
 

Deolinda, Dulce Pontes, Né Ladeiras, José Mário Branco, Sérgio Godinho, Fausto, Júlio Pereira, Mafalda Veiga, Vitorino e António Pinho Vargas foram alguns dos músicos distinguidos em edições anteriores.

 

Retirado do Público



publicado por olhar para o mundo às 15:31 | link do post | comentar

Sábado, 28.01.12

António Pinho Vargas vence prémio José Afonso

 

O compositor e pianista António Pinho Vargas congratulou-se com o prémio José Afonso, com que foi distinguido na quinta-feira, sobretudo pelo significado «afectivo», tendo em conta o que representa e representou aquele cantor, escreve a agência Lusa.

«Em Portugal não há muitos prémios no campo musical, e quando há prémios gerais é raro irem parar a músicos, por isso eu fico muito contente, porque qualquer prémio é um acto de apreço, de reconhecimento e de generosidade por parte de quem o dá», afirmou António Pinho Vargas em declarações à Lusa.

O duplo álbum «Solo II», de António Pinho Vargas, foi distinguido por unanimidade com o Prémio José Afonso 2010, atribuído pela Câmara Municipal da Amadora, conforme anunciou a autarquia na quinta-feira.

Para o compositor, é «particularmente grato que o prémio ostente o nome José Afonso».

«Tem um certo significado para mim do ponto de vista afectivo, face ao que ele representa ainda hoje e ao que representou no passado», disse.

Para António Pinho Vargas, José Afonso era «um homem atento ao mundo», algo que o compositor também tenta ser.

«O mundo mudou e, se calhar, se [José Afonso] não tivesse morrido tão cedo, as posições dele também teriam mudado. Mas a memória que nós guardamos dele é suficientemente bonita, da música, das letras, do papel que teve do ponto de vista simbólico na luta contra o antigo regime anti-democrático. É-me muito grato ter um prémio que se chama José Afonso», afirmou.

O CD de António Pinho Vargas, editado em 2009 e que inaugurou a editora discográfica David Ferreira Iniciativas Editoriais, foi o escolhido de um conjunto de 11 finalistas, cuja lista o júri divulgou pela primeira vez.

Segundo nota da autarquia, foram ouvidos «mais de 150 álbuns editados em 2009» dos quais se seleccionou um grupo de 11, tendo sido escolhido por unanimidade o de António Pinho Vargas.

«O duplo CD "Solo II" representa um ponto alto na carreira de António Pinho Vargas, autor de uma obra ímpar que admite várias influências, entre as quais a de José Afonso, a quem aliás o pianista e compositor homenageia neste disco através da sua visão muito pessoal do tema "Que amor não me engana"», justificou o júri.

 

 

Retirado de Iol Música



publicado por olhar para o mundo às 09:44 | link do post | comentar

Terça-feira, 24.05.11

Mafalda Veiga

A surpresa de Mafalda Veiga não é de estranhar, talvez seja a atribuição, mas no juri está Olga Pratts, uma das grandes pianistas portuguesas, amiga de Lopes-Graça e o jornalista Carlos Pinto Coelho. 

“É um prémio muito importante, um motivo de orgulho e uma alegria, sinto-me feliz”, disse a cantora e compositora.

Mafalda Veiga referiu-se ao autor de “Os Índios da Meia Praia” como “um dos nossos maiores compositores que é uma referência importantíssima para qualquer pessoa que escreve e compõe em português”.

“Para mim, sempre foi importante ouvi-lo e faz parte dos meus dias muitas vezes”, acrescentou.

A distinguida com o galardão que a Câmara da Amadora instituiu em 1988 afirmou que as canções que escreve “são mais quotidianas, falam dos portugueses no dia a dia”.

O Prémio José Afonso tem como objectivo “homenagear o autor de ‘Grândola Vila Morena’ e galardoar um álbum editado no ano anterior ao da atribuição do Prémio e cujos temas tenham como referência a Cultura e a História Portuguesa”, segundo nota da edilidade.

O galardão atribuído por unanimidade será entregue nos Recreios da Amadora no dia 25 de Novembro.

O júri foi presidido pelo vereador da Cultura, António Moreira, e constituído pela chefe da Divisão da Cultura da Câmara, Vanda Santos, a pianista Olga Pratts, o jornalista Carlos Pinto Coelho, falecido em dezembro passado, e o maestro António Victorino d’Almeida, que não participou na votação, noticiou a Lusa citando fonte camarária.

“Chão” foi produzido por Miguel Ferreira, António Pinto e Mafalda Veiga, que é autora (letra e música) de todos os temas do disco.

“Faz Parte”, “Imortais” e “Abraça-me Bem” são algumas das canções que integram o álbum.

Mafalda Veiga, 44 anos, estreou-se como autora em 1983 com a canção “Velho”, que incluiu no álbum “Pássaros do Sul”, e com a qual ganhou o Festival da Canção de Silves, em 1984.

Fausto, Vitorino, Dulce Pontes, Filipa Pais e Sérgio Godinho, Né Ladeiras e Gaiteiros de Lisboa foram alguns dos intérpretes distinguidos com o galardão da Câmara da Amadora em edições anteriores.

O último Prémio José Afonso atribuído, foi correspondente ao ano de 2008 ao álbum “Senhor Poeta - Um tributo a José Afonso”, dos Frei Fado D’El Rei.

 

Via HardMusica



publicado por olhar para o mundo às 23:45 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Quatro ao Sul ganharam o ...

António Pinho Vargas venc...

Mafalda Veiga "surpreendi...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds