Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   Vermelho Sangue derramado Enterro Corpo não cremado Magnifico material inútil Faz-me querer tornar-me num fóssil A atrapalhar P'ra compensar E me habituar A sufocar Adormece comigo para sempre Deixa-me entrar no teu sonho para sempre Depois de morto Serei prudente Machado para cortar o tronco Safado é permanecer manco Coxo que é coxo não cede à morte Lança sobre a cruz toda a sua sorte A lamentar P'ra disfarçar E me ensinar A chorar Adormece comigo para sempre Deixa- (...)
O grupo Os Pontos Negros parte no final do mês para Londres, onde vai gravar nos estúdios Abbey Road o terceiro disco de originais, que será editado no final de Abril.   “Vamos estar em Londres de 25 a 30 de Janeiro para gravar o novo disco”, contou Jónatas Pires, adiantando que a oportunidade surgiu através do radialista Henrique Amaro, da Antena 3, que desafiou a banda a gravar nos míticos estúdios, por onde já passaram bandas como os Beatles e os Pink Floyd.   “Quem (...)
      Para além dos convidados especiais, Jorge Cruz e Camané, Os Pontos Negros prometem ainda apresentar em primeira-mão algumas das novas canções que têm estado a preparar. A propósito do espectáculo especial no Musicbox, Os Pontos Negros, que se chamam no colectivo, Jónatas Pires, David Pires, Filipe Sousa, Silas Ferreira deixam escapar algumas palavras sobre o que seria o seu conerto: "Quando se canta «Lisboa, não passas deste Inverno», é com o desejo de que o rigor (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email