Sexta-feira, 27.10.17

 

Letra

 

Eu sou a outra
Aquela que todos condenam
Que ao meu lado ele é feliz
Que tudo eu fiz nunca falam

Se limitam a ofender-me
Lutam para me destruir
Meus sentimentos ignoram
E meus olhos sempre choram

Na rua me chamam nomes
Trambiqueira interesseira
Já dizem que eu não te amo
Que te engano com outros homens

Eu choro, eu choro
Minha mãe para mim não fala mais
Meus irmãos estou a perder

Eu choro, eu choro
Minha família eu sacrifiquei
Por ti meu grande amor
[fim]

Eu sei que ele é casado
Tem família e tem mulher
Mas o que é que eu vou fazer
Se o meu coração, assim quer
Queria eu também ter um homem só
Para mim
Mas o que é que eu vou fazer
Se a destino não me dá

Quando o filho dele em casa esta
Doente
Eu também choro
Quando ele fica triste em casa
Eu também deprimo
Eu sei que ele só vem
Os domingos e as segundas
Mas eu lhe amo mesmo assim, eu lhe
Amo mesmo assim

Não me faltam homens que queiram me dar um anel
Mas a verdade é que com ele eu me sinto
Como se tivesse subido ao 01tar
Desculpa só é
Eu sou a outra, também mereço ser feliz
O meu senhor aiaiaia também mereça ser feliz
Eu choro, eu choro

Por isso eu assumo
Assumo, assumo, assumo eu sou a outra
Eu sou a outra

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

QUEM SOU
(Eugenia Ávila Ramos)


Eu sou quem sou
mais do que alguém pode ver
vou além, sou audaz
sou capaz de surpreender

O que vou fazer
só o tempo o dirá
que queres tu de mim
que não te tenha dado já

Diz-me lá, em quê
como é passar ao lado
de ti, de nós
sem sequer o ter mostrado
Ah, ah, ah, ahaaa

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Ah, ah, ah, ahaaa

Eu sei que vou
ser o que me disseres
fazer mais do que sou
e esperar que também me esperes

Diz-me lá, em quê
como é passar ao lado
de ti, de nós
sem sequer o ter mostrado

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Serei eu, só eu, serei eu?

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Serei eu, só eu, culpado?

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 06.07.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 10.04.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu quero contar o que me vai aqui, no coração.

Vou ter de ligar eu sei que não é uma solução.

São os sinais de quem quer mais,
Vais entender!

Eu não faço nada só por fazer

Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão

Quero-te levar a um lugar tão cheio de emoção.


É tão raro ver o mar correr na minha direcção
Eu só quero ter mais a dizer e com razão

Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão
Quero te levar a um lugar tão cheio de emoção

São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não faço nada só por fazer

É tao raro ver o mar correr na minha direcção
Eu so quero ter mais a dizer e com razão


São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não digo nada só por dizer

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 09.04.17

 

Letra:
Eu quero ficar só, mas comigo só eu não consigo
Eu quero ficar junto, mas sozinho só não é possível
É preciso amar para sempre, amar perdidamente
Ser amor a qualquer hora, ser amor de corpo inteiro
Amor de dentro pra fora, amor que desconheço

Quero um amor maior, um amor maior que eu
Quero um amor maior, um amor maior que eu

Eu quero ficar só, mas comigo só eu não consigo
Eu quero ficar junto, mas sozinho assim não é possível
É preciso amar para sempre, amar perdidamente
Ser amor a qualquer hora, ser amor de corpo inteiro
Amor de dentro pra fora, amor que eu desconheço

Quero um amor maior, um amor maior que eu
Quero um amor maior, um amor maior que eu

Então seguirei meu coração até o fim, pra saber se é amor
Magoarei mesmo assim, mesmo sem querer, pra saber se é amor
Mas estarei mais feliz mesmo morrendo de dor
Pra saber se é amor, se é amor

Quero um amor maior, um amor maior que eu
Quero um amor maior, um amor maior que eu

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.03.17

paulo gonzo.png

 

Paulo Gonzo em Beja

Beja: Praça da República recebe comemorações do 25 de Abril, numa noite em que o céu ficará pintado de cores e em que se brinda à Revolução.
 
 
 

Na noite de 24 de abril, o ponto de encontro é na Praça da República!

Paulo Gonzo, o artista que interpreta temas como Jardins Proibidos, Dei-te Quase tudo e Sei-te de Cor, é o convidado da noite, e apresenta, em Beja, o seu novo álbum.

É uma referência obrigatória da música Pop produzida em Portugal nas últimas duas décadas. Ao longo destes anos, tem-nos dado músicas de que nos apropriámos, histórias em que nos revemos, sonhos que não experimentámos.

Uma autêntica banda sonora das nossas vidas, na voz única e vivida de Paulo Gonzo. O talento e o sucesso de Paulo Gonzo, como cantor, compositor e performer, fazem dele, um dos melhores artistas portugueses da atualidade.

"Diz-Me", é seu o novo trabalho que vai ser apresentado neste grande espetáculo na noite de 24 de abril, na Praça da República, em Beja, a partir das 22h00.

Junto às tasquinhas, a animação não vai faltar e serão muitos os que vão poder assistir ao espetáculo musical e pirotécnico que assinalará a chegada do dia 25 de abril, nesta grande noite, em que o céu ficará pintado de cores e em que se brinda à Revolução.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 22.10.16

 

 

Letra:

Sem ti
A vida é, um desencanto
Sem ti
Os dias são todos iguais

Sem ti
É tão mais negro, o meu canto
Ooooh! Sem ti
São mais profundos os meus ais

Tu partiste
Sem deixar mensagem
Não tiveste
Tempo de comunicar

Ficou tão triste a paisagem
Sinto um enorme vazio
Resta-me arranjar coragem
Pra vencer o frio

Sem ti
Confundo amor com utopia
Sem ti
O filme é chato até ao fim

Sem ti
Ninguém me transmite alegria
Ooooh! Sem ti
Tu nunca estás longe de mim

Tu partiste
Sem deixar mensagem
Não tiveste
Tempo de comunicar

Ficou tão triste a paisagem
Sinto um enorme vazio
Resta-me arranjar coragem
Pr’a vencer o frio

Ficou tão triste a paisagem
Sinto um enorme vazio
Resta-me arranjar coragem
Pr’a vencer o frio

Quando estou só
Ao romper da madrugada
Eu penso em nós
Noites sem dormir
Os beijos cobrindo nossos lábios nus

 

Música: Paulo Gonzo
Letra: Jorge Palma

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sábado, 15.02.14

Paulo Gonzo e Tito Paris

 

O cantores e compositores português Paulo Gonzo e cabo-verdiano Tito Paris são dois dos convidados que já confirmaram a presença na Gala dos Cabo Verde Music Awards, que se realiza a 08 de Março próximo na Cidade da Praia.

 

Fonte da organização disse hoje à agência Lusa que Paulo Gonzo e Tito Paris aceitaram o convite e vão participar, em palco, numa homenagem à música cabo-verdiana.

 

Paulo Gonzo, um dos músicos portugueses de maior expressão, e Tito Paris, figura de destaque da música cabo-verdiana, gravaram recentemente um dueto no último trabalho do artista português, intitulado "Duetos".

 

A estes dois artistas, acrescentou a fonte, vão juntar-se mais convidados musicais de países da comunidade lusófona, mantendo assim o princípio dos prémios de aproximar os países de língua oficial portuguesa através da música.

 

A cantora Neuza, com o CD "Flor di Bila", é a artista cabo-verdiana com maior número de nomeações (seis) para os Cabo Verde Music Awards, que vão eleger os melhores entre as cerca de quatro dezenas de artistas para as 21 categorias na cena musical cabo-verdiana.


Dezassete das categorias são escolhidas pelo júri, presidido pela cantora cabo-verdiana Tété Alhinho, três são decididas pelo público e pelo júri - "Melhor DJ", "Melhor Banda ao Vivo" e "Melhor Artista em Palco" - e uma totalmente pelo público - "Melhor Música do Ano" -, cuja votação "online" e "sms" começou a 20 de Janeiro.

 

Esta última categoria tem como finalistas Neuza, em dueto com Michel Montrond, com "Trabessado", Nelson Freitas, com "Bo Tem Mel" e Djodje, com Ferro Gaita, com a música "Um Segundo".

 

Funaná, Batuku/Kola Sanjon, Cabo Zouk/Cabo Love, Morna, Coladera, Rap/Hip Hop, Reggae/R B/House, Música do Ano, Voz Masculina, Voz Feminina, Artista Revelação, Artista em Palco, Banda ao Vivo, Álbum Eletrónico, Álbum Acústico, Videoclip, Produtor Musical, Instrumentista, Compositor, DJ e Animador de Rádio são as 21 categorias em disputa.

 

O Prémio Carreira, que nas edições anteriores homenageou Cesária Évora, Bana e Zeca di Nha Reinalda, só será conhecido durante a gala.

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 19:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.01.14

 

Letra

 

Eu sou a outra
Aquela que todos condenam
Que a meu lado ele é feliz
Que tudo eu fiz
Nunca falam.
Se limitam a ofender me
Lutam pra me destruir
Meus sentimentos ignoram
E os meus olhos sempre choram

Na rua me chamam nomes
Trambiqueira,interesseira
Já dizem que eu não te amo
Que te engano com outros homens
Eu choro,eu choro
Minha mãe pra mim não fala mais
Meus irmãos tô a perder
Eu choro,eu choro
Minha família eu sacrifiquei
Por ti meu grande amor

Eu sei que ele é casado
Tem família e tem mulher
Mas o quê é que eu vou fazer
Se o meu coração assim quer?
Queria eu também ter um homem só para mim
Mas o quê é que eu vou fazer
Se o destino não me dá?

Quando o filho dele em casa tá doente
Eu também choro
Quando ele fica triste em casa
Eu também deprimo
Eu sei que ele só vem
Os domingos e as segundas
Mas eu lhe amo mesmo assim
Eu lhe amo mesmo assim

Não me falta homens
Que queiram me dar o anel
Mas a verdade que com ele eu me sinto
Como se tivesse subido ao altar

Desculpa sô ê
Eu sou a outra
Também mereço ser feliz
Óh meu senhore,ai ai ai ai
Também mereço ser feliz...

Quando o filho dele em casa...

Não me falta hoemens...

Desculpa sô ê
Eu sou a outra
Também mereço ser feliz
Óh meu senhore,ai ai ai ai
Também mereço ser feliz...

Eu choro,eu choro... (2x)

Por isso eu assumo:
Eu sou a outra!!! (11x)

EU MEREÇO SER FELIZ!!! (3x)




publicado por olhar para o mundo às 15:38 | link do post | comentar

Quarta-feira, 18.12.13

 

Letra

 

Eu nunca quis apaixonar-me assim deste jeito

Mais já ouvi alguém dizer mulher tem muito jeito

Se ela veio assim, com calma

Como quem não quer nada, não

E eu sei que ela esconde em si uma arma mortal

Pois quando toca em mim meu corpo não da sinal

E seu andar rouba sempre o meu olhar

Não faz assim

Tu sabes que não vou conseguir resistir

Tem dó de mim

Devolve-me

O coração pra quê levar longe de mim

Ela é gatuna

Esta a roubar meu coração

Entra na minha mente sem autorização

Roubar milhões de beijos

Roubar milhões de amassos

Não dá tempo sequer pra eu me defender

Já tentei por código

No meu coração

Mais ela quebra o código com um simples jajão

É uma profissional

É fora do normal

Com seu jeito sensual 

Me faz bem e faz mal

Todos meus pensamentos

Ela levou 

E todo meu carinho

Ela guardou

E até o meu orgulho ela derrubou

Ela me esta a roubar

Ela é gatuna

Esta a roubar meu coração

Entra na minha mente sem autorização

Roubar milhões de beijos

Roubar milhões de amassos

Não dá tempo sequer pra eu me defender

Já que eu não pode evitar cair nas tuas mãos

Agora toma conta do meu coração

Por favor não magoa

Por favor não me engana

Por favor não me trata mal

Já que eu não pode evitar cair nas tuas mãos

Agora toma conta do meu coração

Por favor não magoa

Por favor não me engana

Por favor não me trata mal

 

Ela é gatuna
Esta a roubar meu coração
Entra na minha mente sem autorização
Roubar milhões de beijos
Roubar milhões de amassos
Não dá tempo sequer pra eu me defender



publicado por olhar para o mundo às 14:49 | link do post | comentar

Sábado, 07.12.13

 

 

Letra

 

Foi por vontade de Deus 
Que eu vivo nesta ansiedade 
Que todos os ais são meus 
Que é toda minha a vontade 
Foi for vontade de Deus 

Que estranha forma de vida 
Tem este meu coração 
Vive de vida perdida 
Quem lhe daria o condão 
Que estranha forma de vida 

Coração independente 
Coração que não comando 
Vives perdido entre a gente 
Teimosamente sangrando 
Coração independente 

Eu não te acompanho mais 
Pàra deixa de bater 
Se não sabes onde vais 
Porque teimas en correr 
Eu não te acompanho mais 
Se não sabes onde vais 
Pára deixa de bater 
Eu não te acompanho mais



publicado por olhar para o mundo às 23:59 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.12.13


Letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 23:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.12.13

 

Letra

 

Eu quero contar o que me vai aqui, no coração.


Vou ter de ligar eu sei que não é uma solução.

São os sinais de quem quer mais,
Vais entender!


Eu não faço nada só por fazer

Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão


Quero-te levar a um lugar tão cheio de emoção.



É tão raro ver o mar correr na minha direcção

Eu só quero ter mais a dizer e com razão

Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão 

Quero te levar a um lugar tão cheio de emoção

São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não faço nada só por fazer

É tao raro ver o mar correr na minha direcção
Eu so quero ter mais a dizer e com razão


São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não digo nada só por dizer



publicado por olhar para o mundo às 23:58 | link do post | comentar


"Duetos" de Paulo Gonzo à venda nas lojas

O novo trabalho de Paulo Gonzo, “Duetos” está à venda nas lojas desde o passado dia 02 de Dezembro.

 

Neste trabalho o cantor português interpreta temas com Ana Carolina, Anselmo Ralph, Jorge Palma, Matias Damásio, Rui Reininho e Bernardo Sassetti, Tito Paris, India Martínez, Mario Biondi, Fafá de Belém, Carlos Rivera e Tammy Payne.

 

A variedade de géneros musicais interpretados no disco, bem como a escolha de músicos de distintos registos exprimem as muitas paixões de Paulo Gonzo no que à musica diz respeito.

 

Um dos temas do álbum é  “Quem de nós dois”, em dueto com Ana Carolina,  que já atingiu quase as 200 mil visualizações em menos de um mês após a sua divulgação.

 

Em apenas um dia de venda na plataforma digital, o tema entrou directamente para o 3.º lugar da tabela de iTunes em Portugal.


Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 19:34 | link do post | comentar

Segunda-feira, 04.11.13

 

Letra

 

Eu e você
Não é assim tão complicado
Não é difícil perceber
Quem de nós dois
Vai dizer que é impossível
O amor acontecer

Se eu disser que já nem sinto nada
Que a estrada sem você é mais segura
Eu sei você vai rir da minha cara

Eu já conheço o teu sorriso, leio teu olhar
Teu sorriso é só disfarce
E eu já nem preciso
Sinto dizer
Que amo mesmo, tá ruim pra disfarçar

Entre nós dois
Não cabe mais nenhum segredo
Além do que já combinamos
No vão das coisas que a gente disse
Não cabe mais sermos somente amigos

E quando eu falo que eu já nem quero
A frase fica pelo avesso
Meio na contra-mão
E quando finjo que esqueço
Eu não esqueci nada

E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim demais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro

Não é que eu queira reviver nenhum passado
Nem revirar um sentimento revirado
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na sua vida

Eu procurei qualquer desculpa pra não te encarar
Pra não dizer de novo e sempre a mesma coisa
Falar só por falar

Que eu já não tô nem aí pra essa conversa
Que a história de nós dois não me interessa
Se eu tento esconder meias verdades
Você conhece o meu sorriso
Lê no meu olhar
Meu sorriso é só disfarce
O que eu já nem preciso

E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais .
.





publicado por olhar para o mundo às 23:10 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.04.13

 

Letra

 

Cuantas veces te llamaba te llamaba sola y triste pero
nunca estabas, nunca estabas. Perdi.. perdi la voz mi
corazon se fue arrugando en un rincon de miedo y solo
hay una vida vida vida por vivir. 

Camino y camino pero no levanto el vuelo, levanto un
castillo de ilusiones y sueños con mis manos sola en
mi silencio
Y volar y acariciar el cielo con mis manos y olvidar
mi dolor, inventar horizontes nuevos. Y cantar y
hasta romper mi voz gritando y vencer al amor...y
vencer al amor... 

Una razon 4 besos y un portazo y un te quiero que me
esta matando, me esta matando y me puede.. quiero
salir abrire por fin mis alas blancas…. 

Camino camino pero no levanto el vuelo levanto un
castillo de ilusiones y sueños.. Camino y camino
pero no levanto el valor levanto un castillo de
ilusiones y sueños con mis manos sola en mi silencio 

Y volar y acariciar el cielo con mis manos, y
olvidar mi dolor… inventar horizontes nuevos.
Y cantar y hasta romper mi voz gritando y vencer
al amor… al amor… Camino y camino pero no levanto
el vuelo levanto un castillo de ilusiones y sueños.. 

Y volar y acariciar el cielo con mis manos, y
olvidar mi dolor.. inventar horizontes nuevos…. Y
cantar y hasta romper mi voz gritando y vencer al
amor…y vencer… al amor… 

Cuantas veces te llamaba, te llamaba sola y triste..
pero nunca estabas…



publicado por olhar para o mundo às 10:09 | link do post | comentar

Sábado, 13.10.12

Paulo Gonzo comemora 35 anos de músicas nos Coliseus de Porto e Lisboa

 

Paulo Gonzo celebra 35 anos de carreira ao vivo nos Coliseus. O músico português actua a 12 de Outubro no Coliseu do Porto, descendo à capital a 13 de Outubro, para um concerto no Coliseu de Lisboa.

 

Estes dois concertos contarão com a participação deJorge Palma, Rui Reininho, Zé Pedro, Tito Paris e Lúcia Moniz.


O mais recente álbum de originais em português de Paulo Gonzo chama-se "Só Gestos" e tem como singles de apresentação os temas “O (Teu) Brinquedo”e “São Gestos”.

 

Em "Só Gestos", Paulo Gonzo contou com a participação especial de Tito Paris, na Voz e Guitarra Nylon em “Negra”, Pedro Jóia, na Guitarra Nylon, Carlos Lopes no Acordeão, Jair de Pina na Percussão e José Vasconcelos nos Teclados.

 

Miguel Sousa Tavares também participa neste álbum como compositor no tema “Vem” que encerra este novo trabalho discográfico de Paulo Gonzo.

 

Noticia do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:21 | link do post | comentar

Domingo, 29.07.12
Letra

Os teus olhos dizem mais
Que as palavras, que os silêncios, que os sinais
Os teus olhos e esta luz
Que os acende quem os entende
Diz-me tu

 

Diz-me tu
Se a solidão faz o amor ver melhor na escuridão

 

Quem me diz
Ah ah ah aaahhhh
Onde estão
Ah ah ah aaahhhh


Os teus braços e os meus passos para onde vão

Diz-me tu


Ah ah ah aaahhhh
Para onde vão
Ah ah ah aaahhhh
E as memórias e as cinzas frias da paixão

 

(Guitar solo)
Ah ah ah aaahhhh

Diz-me tu
Se a solidão
Faz o amor ver melhor na escuridão

 

Quem me diz
Ah ah ah aaahhhh
Onde estão
Ah ah ah aaahhhh
Os teus braços e os meus passos para onde vão

 

Quem me diz
Ah ah ah aaahhhh
Onde estão
Ah ah ah aaahhhh
Os teus braços e os meus passos para onde vão

 

Diz-me tu
Ah ah ah aaahhhh
Para onde vão 
Ah ah ah aaahhhh
Nas memórias e as cinzas frias da paixão



publicado por olhar para o mundo às 17:37 | link do post | comentar

 

 

letra

 

Eu quero contar o que me vai aqui, no coração.
Vou ter de ligar eu sei que não é uma solução.


São os sinais de quem quer mais,
Vai entender!
Eu não faço nada só por fazer


Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão
Quero-te levar a um lugar tão cheio de emoção.


É tão raro ver o mar correr na minha direcção
Eu só quero ter mais a dizer e com razão


Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão 
Quero te levar a um lugar tão cheio de emoção


São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não faço nada só por fazer


É tao raro ver o mar correr na minha direcção
Eu so quero ter mais a dizer e com razão


São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não digo nada só por dizer



publicado por olhar para o mundo às 08:33 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.05.12

 

Letra

 

Espelho de Água

 Paulo Gonzo

 

Olhos bem abertos, percorro a paisagem 
E guardo o que vejo, para sempre, uma clara imagem
Um manto imenso de água, um pingo move o mundo,
Corrente forte exacta, de um azul quase profundo,

Um sopro de ar, faz girar, o mundo real,
Raio de sol, luz maior, para partilhar,
Um espelho nunca mente, fiel como ninguém,
Faz da vida, paixão energia, que toca sempre mais
alguém,

Refrão

Vai, espelho de água, trata e guarda, o que é nosso afinal,
Em nós, vive a arte, de ser parte, de um mundo melhor,
Eu sei, que gestos banais, parecem pouco, mas talvez sejam fundamentais,

Vai, espelho de água, trata e guarda, o que é nosso afinal,

Em nós, vive a arte, de ser parte, de um mundo melhor,
Vai, espelho de água, trata e guarda, o que é nosso
afinal,
Em nós,vive a arte, de ser parte, de um mundo melhor, vai. 


publicado por olhar para o mundo às 17:25 | link do post | comentar

 

Letra

 

Sem Pressa

 Paulo Gonzo

 

Muito lenta, vagarosa, e sem pressa de passar, passa a noite, misteriosa, neste bar.
Em reflexos, sinuosos, em matrizes de cetim, na memória dos teus dedos, sobre mim.
Tudo me trás onde me vês, este lugar onde a noite, não tem pressa de passar.
Tudo me trás, de novo a, este bar, e à memoria, dos teus dedos, sobre mim.

Já cansei, de fugir, de tentar me enganar, volto sempre, sempre aqui, a este bar.
O teu nome, desenhado, a fogo, sobre o balcão, incendeia, a noite escura, a escuridão.
Tudo me trás, de novo aqui, a este bar, e à memória dos teus dedos, sobre mim...
À memória dos teus dedos, sobre mim...



publicado por olhar para o mundo às 08:22 | link do post | comentar

Sábado, 14.01.12

 

Letra

 

Teimoso subi
Ao cimo de mim
E no alto rasgei
As voltas que dei

Sombra de mil sóis em glória
Cobrem todo o vale ao fundo
Dorme meu pequeno mundo

Como um barco vazio
P'las margens do rio
Desce o denso véu lilás
Desce em silêncio e paz
Manso e macio

Deixa que te leve
assim tão leve
Leve e que te beije meu anjo triste
Deixo-te o meu canto canção tão breve
Brando como tu amor pediste

Não fales calei
Assim fiquei
Sombra de mil sóis cansados
Crescendo como dedos finos
A embalar nossos destinos

Deixa que te leve
assim tão leve
Leve e que te beije meu anjo triste
Deixo-te o meu canto canção tão breve
Brando como tu amor pediste

(Solo)

Deixa que te leve
assim tão leve
Leve e que te beije meu anjo triste
Deixo-te o meu canto canção tão breve
Brando como tu amor pediste



publicado por olhar para o mundo às 17:12 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.01.12

 

Letra

 

O Teu Brinquedo 

 

Paulo Gonzo 

 

Eu vou fazer segredo
Até ao teu jantar
Só tu é que não sabes
O que eu te vou dar

Espera um pouco
Mas.....espera um pouco
Pedi que me o guardassem
Até eu confirmar

A cor de que mais gostas
Calma..... espera um pouco
Mas.....espera um pouco
Quem é que faz

Por ti o que eu faço ?
Quem é que vai cair
Nos meus braços ?
Quem é que faz

Por ti o que eu faço ?
Quem é que vai cair
Nos meus braços ?
Já é quase de dia

É hoje que te vou dar
O teu brinquedo novo
Calma ........já falta pouco
Mas......já falta pouco

Quem é que faz
Por ti o que eu faço ?
Quem é que vai cair
Nos meus braços ?




publicado por olhar para o mundo às 08:06 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.11.11

Letra

 

A lua vestiu-se de gala
A rua encheu-se de calma
Para seguir os teus passos
Sempre tao leves e delicados
O mundo pára pra ver
Tens esse poder
São gestos
Tão lestos
Tão ageis assim
Que calam
O resto de mim
Será que preciso
Que tu tambem sentes
As coisas que eu sinto
Desalmadamente
Só falta um gesto
Preciso assim
Que fale em nome do sim
São gestos
Tão lestos
Tão ageis assim
Que calam
O resto de mim
O som dos teus passos
Ecoa no ar
Nao vou jamais
Perder-me de ti
E nem sequer
Mexer-me daqui



publicado por olhar para o mundo às 13:02 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.10.11

Letra

 

Sei-te de Cor

Paulo Gonzo


Sei de cor
cada traço
Do teu rosto
Do teu olhar.
Cada Sombra
Da tua voz.
E cada silêncio
Cada gesto que tu faças
Meu amor sei-te de cor

Sei
Cada capricho teu
E o que não dizes
Ou preferes calar.
Deixa-me adivinhar
Não digas que o louco sou eu
Se for tanto melhor
Amor sei-te de cor

Sei
Por que becos te escondes.
Sei ao pormenor
O teu melhor e o pior.
Sei de ti mais do que queria
Numa palavra diria
Sei-te de cor

Sei
Cada capricho teu
E o que não dizes
Ou preferes calar.
Deixa-me adivinhar
Não digas que o louco sou eu
Se for tanto melhor
Amor sei-te de cor

Sei de cor
Cada traço
Do teu rosto
Do teu olhar.
Cada Sombra
Da tua voz.
E cada silêncio
Cada gesto que tu faças
Meu amor sei-te de cor



publicado por olhar para o mundo às 08:58 | link do post | comentar

Quarta-feira, 12.10.11

 

 

Letra

 

Desta margem 
D'onde o céu se abre largo 
Em arco sobre o rio 
A esta hora 
Em que o tempo hesita e pára 
Deixando-se ficar 
A esta hora 
Tão singular 
DE mágicos torpores 
Estendo os olhos 
Bebo aos meus amores 
E deixo-me levar 

Deixo-me ir 
À flor das águas 
Assim como que vai,vai 
Tão tranquilo 
Sem destino 
Enquanto a noite cai 
Como quem 
Sem outro rumo 
Ou direcção 
Se deixasse assim levar 
P'lo coração 

Vai de viagem 
Ninguém sabe p'r'onde vai 
Vai sem bagagem 
Nem direcção 
Sai sem destino 
Quando a noite cai 
Sobre esta margem 
Do coração 

A esta hora estranha hora 
Em que tudo pára 
Só minh'alma teima e voa 
Do meu peito pra fora 

Deixo-a ir 
Na maré 
De outras fantasias 
À se perde 
Na espuma de outros 
Noutro lugar. 



publicado por olhar para o mundo às 17:49 | link do post | comentar

Letra

 

Segredos

Ez Special


Eu procuro um amor
Que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei

Nos seu olhos quero descobrir 
Uma razão para viver
E as feridas desta vida 
Eu quero esquecer

Pode ser que eu a encontre
Numa fila de cinema
Numa esquina
Ou numa mesa de um bar


Procuro um amor que seja bom para mim
Vou procurar 
Eu vou até ao fim
E eu vou trata-la bem
Para que ela não tenha medo
quando começar 
A conhecer os meus segredos


Eu procuro um amor
Uma razão para viver
E as feridas desta vida
Eu quero esquecer

Pode ser que eu gagueije
Sem saber o que falar
Mas disfarço... e não saio sem ela de lá


Procuro um amor que seja bom para mim
Vou procurar 
Eu vou até ao fim
E eu vou trata-la bem
Para que ela não tenha medo
Quando começar 
A conhecer os meus segredos


Procuro um amor que seja bom para mim
Vou procurar 
Eu vou até ao fim
E eu vou trata-la bem
Para que ela não tenha medo
Quando começar 
A conhecer os meus segredos



publicado por olhar para o mundo às 08:46 | link do post | comentar

Sábado, 28.05.11
Letra
Teimoso subi
Ao cimo de mim
E no alto rasguei
As voltas que dei

Sombra de mil sóis em glória
Cobrem todo o vale ao fundo
Dorme meu pequeno mundo

Como um barco vazio
P'las margens do rio
Desce o denso véu lilás
Desce em silêncio e paz
Manso e macio

Deixa que te leve
assim tão leve
Leve e que te beije meu anjo triste
Deixo-te o meu canto canção tão breve
Brando como tu amor pediste

Não fales calei
Assim fiquei
Sombra de mil sóis cansados
Crescendo como dedos finos
A embalar nossos destinos

Deixa que te leve
assim tão leve
Leve e que te beije meu anjo triste
Deixo-te o meu canto canção tão breve
Brando como tu amor pediste

Deixa que te leve
assim tão leve
Leve e que te beije meu anjo triste
Deixo-te o meu canto canção tão breve
Brando como tu amor pediste


publicado por olhar para o mundo às 08:55 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.05.11
Letra
Quando amanheces,logo no ar,
Se agita a luz sem querer,
E mesmo dia,vem devagar,
Para te ver.

E já rendido,vê-te chegar,
Desse outro mundo só teu,
Onde eu queria, entrar um dia,


Pra´ me perder.
P´ra me perder, nesses recantos
Onde tu andas, sozinha sem mim,
Ardo em ciùme desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz,
Entre as mulheres.

Quebra-se o tempo, em teu olhar,
Nesse gesto sem pudor,
Rasga-se o céu, e lá vou eu,
P´ra me perder.

P´ra me perder, nesses recantos
Onde tu andas sozinha sem mim,
Ardo em cíume desse jardim
Onde só vai quem tu quiseres
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, Jóia de luz
Entre as mulheres...



publicado por olhar para o mundo às 17:58 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Paulo Gonzo e Matias Damá...

Paulo Gonzo - Quem Sou

Tatanka ft Paulo Gonzo - ...

Paulo Gonzo feat Boss AC ...

Paulo Gonzo e Fafá de Bel...

Paulo Gonzo, Raquel Tavar...

Paulo Gonzo em Beja

Paulo Gonzo - Sem Ti

Paulo Gonzo e Tito Paris ...

Paulo Gonzo e Matias Damá...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds