Quinta-feira, 12.03.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.05.13

Os eléctricos


OS ELÉCTRICOS apresentam -se a 21 de Junho no Centro Cultural da Malaposta. Este espetáculo será uma espécie de balanço artístico do que têm sido os concertos do grupo até agora e desvenda também muito do que será o novo álbum, a editar brevemente, pois para além de novidades cénicas na produção do espetáculo OS ELÉCTRICOS apresentarão temas que serão tocados ao vivo pela primeira vez, entre os quais o novo single O Meu Lulu, que já roda em várias rádios, Equivalências a Ti,  Corre Corazon e a recuperação bem personalizada do clássico Sete e Pico, original do Conjunto António Mafra.

 

Até lá OS ELÉCTRICOS irão apresentar-se nas seguintes datas em:

 

18 Maio - S.Cristovão, – Salão G.U.S.S., 21h

 

25 Maio – Lavre, Praça da República, 22h

 

26 Maio – Silveiras, Centro Recreativo e Cultural, 16h



publicado por olhar para o mundo às 12:27 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.07.12

 

Letra

 

We're caught in a trap
I can't walk out
Because I love you too much baby.
Why can't you see
What you're doing to me
When you don't believe a word I say ?
We can't go on together
With suspicious minds
And we can't build our dreams
On suspicious minds.
So, if an old friend I know
Drops by to say hello
Would I still see suspicion in your eyes ?
Here we go again
Asking where I've been
You can't see these tears are real
I'm crying.
We can't go on together
With suspicious minds
And we can't build our dreams
On suspicious minds.
Oh let our love survive
Or dry the tears from your eyes
Let's don't let a good thing die.
When honey, you know
I've never lied to you
Mmm yeah, yeah.



publicado por olhar para o mundo às 08:27 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.07.12


letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 17:22 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.02.12
OS ELÉCTRICOS | TOUR DE INVERNO

Uma banda em busca do melhor concerto... o próximo!

 

Os eléctricos fazem parte da estética da cidade de Lisboa. São um meio de transporte que nos permite viajar daqui para ali. Os Eléctricos fazem parte do mais recente panorama musical português. São um meio de transporte que nos permite viajar até aos anos 50. “Imagina que nós, músicos, com o know-how do presente, somos capazes de viajar até aos anos 50. Como seria uma banda dessas?” – pergunta Miguel Castro. Essa banda chama-se Os Eléctricos. E se eles têm electricidade para dar e para vender!

 

O primeiro álbum da banda foi produzido por Miguel Castro, o homem da guitarra eléctrica, e editado pela Sony Music. Dele constam alguns originais e muitos temas revisitados e reinventados. Maria João Silva, Miguel Castro, Nuno Faria, André Lentilhas e Luís Gaspar abriram o armário da pop de ouro, dos anos 40 e 50, sacudiram o cheiro a naftalina e transformaram êxitos de outrora em temas actuais. E o som d’Os Eléctricos faz-nos duvidar se aquilo que estamos a ouvir são efectivamente músicas de outro tempo ou de agora.

 

tour de inverno tem conhecido momentos calorosos, junto de um público que a própria banda desconhecia: “tem sido uma agradável surpresa descobrir quem é o público d’Os Eléctricos; conseguimos perceber que chegamos a pessoas de todas as idades” – partilharam connosco o André Lentilhas e o Luís Gaspar. Se as músicas são conhecidas dos graúdos, o ritmo mexe com os miúdos e dá-lhes a conhecer a música de nomes como Tony de Matos ou João Villaret.

 

Para Nuno Faria, Os Eléctricos traduzem-se efectivamente numa viagem ao passado e connosco recordou as matinés no Ginásio Clube de Português. Basta ouvir a música «Boite do Estoril» (que contou com a participação especial do Rui Reininho) para regressarmos a um ontem que, à conta desta banda, acontece hoje e amanhã.

 

“Anda um cupido a voar por aqui” – canta Maria João Silva, acompanhada por quatro músicos que carregam consigo influências como o jazz, o rock e os blues. E é essa mistura que nos revela uma banda a quem reconhecemos uma identidade portuguesa, sobretudo quando se pega em músicas como Suspicious Minds, do “fadista” Elvis Presley e se canta com o sentimento de quem usa o xaile aos ombros e diz “obrigada, obrigada”.

 

A banda tem vindo a percorrer o país em concertos, tendo no dia 10 de Fevereiro visitado o Centro Cultural Olga Cadaval, aquecendo as almas, as mãos e as vozes do público presente. André Lentilhas dizia-nos que Os Eléctricos são, sobretudo, uma fonte de divertimento e de convívio. Considerem que a missão, no Olga Cadaval, foi cumprida: entretenimento e diversão foram as palavras de ordem.

 

Fotografia por Mário Pires. Galeria fotográfica aqui.


Próximas datas da Tour de Inverno:
Dia 02 de Março  às 22h00 – Lisboa, Auditório Carlos Paredes (J.F.Benfica)
Dia 03 de Março  às 22h00 – Sesimbra, Cine Teatro João Mota

 

Quem são Os Eléctricos?

Voz Maria João Silva
Guitarra Miguel Castro
Banjo e Guitarra Dobro André Lentilhas
Contrabaixo Nuno Faria
Bateria Luís Gaspar

Joana Sousa

Retirado de Ruadebaixo.com



publicado por olhar para o mundo às 13:20 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Terça-feira, 07.02.12


Os Eléctricos

Centro de Artes de Sines
3 de fevereiro, às 22h00

AISCA, Viana do Castelo
4 de fevereiro, 22h00

Centro Cultural Olga Cadaval, Sintra
10 de fevereiro, 22h00

 

Entrelaçam estilos e estéticas, revivem de um modo totalmente reinventado temas de Francisco José, Beatriz Costa ou Vicente da Câmara. Concerto dia 3 de fevereiro no Centro de Artes de Sines, dia 4 de fevereiro em Viana do Castelo e dia 10 de fevereiro no Centro Cultural Olga Cadaval.

 

Fado, rockabilly, "oldies" nacionais. Nova música portuguesa nostálgica dos anos 40 e 50.

 

Há quem lhes chame pop com fado e até fado com esteroides. Ou ainda swingabilly (swing mais rockabilly), ié-ié tuga, fadobilly, punkvalsa ou mesmo skanetismo (ska mais cançonetismo). No seu primeiro disco, produzido por Miguel Castro e editado pela Sony Music, Os Eléctricos adotam o charme alfacinha dançante e poético dos anos 40 e seguem à aventura rock n’rolante dos anos 50. Entrelaçam estilos e estéticas, revivem de um modo totalmente reinventado temas de Francisco José, Beatriz Costa, Vicente da Câmara, Mirita Casimiro, Elvis Presley e Natércia Barreto e acrescentam as suas canções originais inspiradas nos dias eldorados dessa música tão popular e nostalgicamente urbana. Em palco a festa é de todos. Os Eléctricos são Maria João Silva (voz), Miguel Castro (guitarra), Nuno Faria (contrabaixo), André Lentilhas (banjo) e Luís Gaspar (bateria), entre outros músicos convidados.

Via e-Cultura



publicado por olhar para o mundo às 10:45 | link do post | comentar

Sábado, 04.02.12

 

Letra

 

Já arranjei muito bem
Tudo quanto convém
P'ra praia levar
O pente, o espelho, o baton
E o creme muito bom
P'ra me bronzear
Tenho o meu rádio portátil
E o bikini encarnado
Também está no meu rol
E como é bom de ver
Não podia esquecer
Os meus óculos de sol 

Refrão:
Que levo p'ra chorar uuuuhuh
Sem ninguém ver
P'ra não dar uuuuhuh
A perceber
P'ra ocultar uuuuhuh
O meu sofrer
Pois eu sei que te hei-de encontrar
Talvez deitado à beira-mar
Com outra lado
E eu vou passar
A tarde a chorar 

Já pensei não sair
Mas aonde é que eu hei-de ir
Com este calor?
O que é que eu hei-de fazer
P'ra não ter que te ver
Com o teu novo amor?
Ver-te-ei com certeza
Mas eu peço à tristeza
Um pouco de controle
E pelo sim pelo não
Eu vou ter sempre à mão os meus óculos de sol 

Vou chorar
Uuuuh uh
Vou sofrer
Uuuuh uh
Vou chorar
Uuuuh uh



publicado por olhar para o mundo às 17:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 25.10.11
Letra
Vem cá doida agulha,
tão meiga e tão fina,
vem dar-me os teus lábios
de açúcar pilé...

E tal, não me apanhas?
Sou esperta e ladina,
e mais retorcida
que as de croché...

Ai chega, chega, chega,
chega ó minha agulha!
Afasta, afasta, afasta,
afasta ó meu dedal!

Brejeira, não sejas trafulha:
ó linda vem coser o avental!

Ai chega, chega, chega,
chega ó minha agulha!
Afasta, afasta, afasta,
afasta ó meu dedal!

Brejeira, não sejas trafulha:
oh não...
és a mais bela fresca agulha em Portugal!

Eu sei que não me amas
por não ser de prata,
e que me desprezas
por ser só de cobre.

Então, tu não chores:
Bem sei que és de lata!
Também eu passajo
na fralda do pobre.


publicado por olhar para o mundo às 17:57 | link do post | comentar

Segunda-feira, 17.10.11

Letra

 

Teus olhos castanhos,
De encantos tamanhos,
São pecados meus,
São estrelas fulgentes,
Brilhantes, luzentes,
Caídas dos céus,

Teus olhos risonhos,
São mundos, são sonhos,
São a minha cruz.
Teus olhos castanhos,
De encantos tamanhos,
São raios de luz.

Olhos azuis são ciúme
E nada valem para mim,
Olhos negros são queixume,
De uma tristeza sem fim.
Olhos verdes são traição,
São crueis como punhais.
Olhos bons com coração
Os teus, castanhos leais.

Teus olhos castanhos,
De encantos tamanhos,
São pecados meus,
São estrelas fulgentes,
Brilhantes, luzentes,
Caídas dos céus,

Teus olhos risonhos,
São mundos, são sonhos,
São a minha cruz,
Teus olhos castanhos
De encantos tamanhos
São raios de luz.

Olhos azuis são ciúme
E nada valem pra mim,
Olhos negros são queixume,
De uma tristeza sem fim.
Olhos verdes são traição,
São crueis como punhais.
Olhos bons com coração
Os teus, castanhos leais!



publicado por olhar para o mundo às 17:54 | link do post | comentar

Sábado, 24.09.11
Letra
Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 17:39 | link do post | comentar

Sábado, 16.07.11
Letra
sem saudades na lembrança 
eu disse adeus 
à terrinha e mais ao lar 
ai! ai! ai! 

levo na alma a luz da esperança 
e fé em deus 
parto a rir e a cantar 
ai! ai! ai! 

despedi-me das ovelhas 
do meu cão, das casas velhas 
do lugar onde nasci 
ai! ai! ai! 

não me importo de ir à toa 
que o meu sonho é ver lisboa 
mais o mar que eu nunca vi 


[refrão] 
adeus, ó terra 
adeus linda serra 
de neve a brilhar 
adeus, aldeia 
que eu levo na ideia 
não mais cá voltar 

diz que a sorte das pessoas, sempre ouvi 
vem do nome que elas têm 
ai! ai! ai! 
coisas más ou coisas boas, sempre ouvi 
e comigo calha bem 
ai! ai! ai! 

eu no monte era papoila 
mesmo a graça de moçoila 
que no campo anda a lidar 
ai! ai! ai! 


mas o nome bem dizia 
como sou também maria 
tinha que ir p´ró pé do mar


publicado por olhar para o mundo às 20:05 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27.06.11
Os eléctricos
Música para-popular portuguesa com esteróides? Swingabilly? Ié-Ié Tuga? Punkvalsa? Skanetismo (ska+cançonetismo)? Tango-western ou música para baile de finalistas? 
Com Os Eléctricos todas estas categorias valem, pois sintetizam a sua missão: animar crianças, jovens, adultos e idosos (com e sem bengalas, agulhas de crochet e baralhos de cartas).
 
Neste primeiro álbum d’Os Eléctricos, editado pela Sony Music e produzido por Miguel Castro, o grupo evoca o charme alfacinha dançante e poético dos anos 40 e segue à aventura Rock’n’Rolante dos 50s. 
Entrelaçando estilos e estéticas, Os Eléctricos revivem de um modo totalmente reinventado temas de Francisco José – "Olhos Castanhos", Beatriz Costa – "A Agulha e o Deda"l, Vicente da Câmara – "Tranças Pretas", Mirita Casimiro – "Canção da Papoila", Elvis Presley – "Suspicious Minds", Natércia Barreto – "Óculos de Sol", e acrescentam ainda as suas canções originais bem inspiradas nos dias eldorados dessa música tão popular e nostalgicamente urbana: "Anda Um Cupido A Voar", "Se Não Aprendes A Dançar Este IéIé", "Love Me Tender à Beira do Mar", "Cantiga da Lua Azul"  (com a participação do ilustre e destemido Coro Infantil de St.º Amaro de Oeiras) e "A Boite do Estoril" (que conta com a gentil colaboração desse baluarte do Norte que é Rui Reininho). 
Os Eléctricos nasceram em Lisboa, em Fevereiro de 2010. A formação é composta pelos seguintes elementos: Nuno Faria (contrabaixo), Maria João Silva (voz), Miguel Castro (guitarra), Luis Gaspar (bateria) e André Lentilhas (banjo e guitarra dobro). 
O  álbum de estreia d´Os Eléctricos chega a 4 de Julho.

www.myspace.com/oselectricos 

Retirado de Portugal Rebelde

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:16 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Os eléctricos - equivalên...

Os eléctricos no centro c...

OS ELÉCTRICOS - Suspiciou...

Os Eléctricos - Se não ap...

Os eléctricos, Tour de In...

Os Eléctricos em concerto

Os Eléctricos - Óculos de...

OS ELÉCTRICOS - A Agulha ...

OS ELÉCTRICOS - Olhos Cas...

OS ELÉCTRICOS - A Boite d...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds