Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   Ouvi dizer que o nosso amor acabou. Pois eu não tive a noção do seu fim! Pelo que eu já tentei, Eu não vou vê-lo em mim: Se eu não tive a noção de ver nascer um homem. E ao que eu vejo, Tudo foi para ti Uma estúpida canção que só eu ouvi! E eu fiquei com tanto para dar! E agora Não vais achar nada bem Que eu pague a conta em raiva! E pudesse eu pagar de outra forma! Ouvi dizer que o mundo acaba amanhã, E eu tinha tantos planos pra depois! Fui eu quem virou (...)
Alexandra Silva vai ver o primeiro concerto de Lisboa e o último do Porto (Nuno Ferreira Santos) Quando na quinta-feira, 25 de Outubro, os Ornatos Violeta subirem ao palco do Coliseu de Lisboa, no público estarão duas gerações: os que os nunca os viram e os que nunca os esperaram voltar a ver. É o primeiro de seis concertos de uma banda nascida em 1991 e que terminou em 2002, mas que no último ano renasceu das cinzas para encontrar um culto à sua volta. Os concertos estão (...)
    letra   A Dama do Sinal  Ornatos Violeta   A dama do sinal, Não olha para mim como era normal! O guarda errou em pô-la no chão, Onan procura canção, Mas nada indica que eu vá por fim dar paz à minha mão. Patrícia pensa igual, Acerca do que é para nós fundamental. Bastava um dia pra mostrar quem sou, Embora ignore agora com quem vou. Mas vejo um fim tão mau não vês que em mim tudo é maior? Hoje o desejo amanhã nasce o ódio em mim, Tudo é maior! À uma e (...)
    letra   Dia Mau  Ornatos Violeta   Não quis guardá-lo para mim E com a dimensão da dor Legitimar o fim Eu dei Mas foi para mostrar Não havendo amor de volta Nada impede a fonte de secar Mas tanto pior E quem sou eu para te ensinar agora A ver o lado claro de um dia mau Eu sei A tua vida foi Marcada pela dor de não saber aonde dói Mas vendo bem Não houve à luz do dia Quem não tenha provado O travo amargo da melancolia E então rapaz,  Então porquê a raiva se a (...)
Antes do concerto em Paredes de Coura, os Ornatos estiveram a responder a questões dos leitores do PÚBLICO (Nelson Garrido)   Esgotados os bilhetes para as quatro datas nos coliseus de Lisboa e do Porto, os Ornatos Violeta decidiram acrescentar mais três concertos à sua agenda. A banda, que está de regresso aos palcos após um hiato de dez anos, anunciou nesta quinta-feira mais um espectáculo para cada um dos coliseus e ainda uma viagem imprevista, que os levará a tocar em Ponta (...)
  Os tUnE-yArDs e os School of Seven Bells são as mais recentes confirmações para a 20ª edição do Festival EDP Paredes de Coura, que se realiza entre os dias 13 e 17 de Agosto, na Praia Fluvial do Tabuão.   Pela primeira vez em Portugal, os tUnE-yArDs, o projecto musical da norte-americana Merrill Garbus, que começou a dar que falar em 2009 com o lançamento do primeiro álbum “BiRd-BrAiNs”, estreiam-se no dia 14 de Agosto. Responsável por aquele que foi considerado pela (...)
Os Ornatos Violeta são a primeira confirmação no cartaz do festival Paredes de Coura, anunciou, há momentos, a organização do evento, que comemora 20 anos em 2012.    No palco do certame nortenho, a mais mítica banda de Manel Cruz irá apresentar, num concerto irrepetível, a versão integral do aclamado álbum “O Monstro Precisa de Amigos” – considerado pelos ouvintes da “Antena 3”, numa votação promovida a propósito dos 15 anos da rádio, o Melhor Álbum (...)
Os Ornatos Violeta regressam aos palcos em outubro, cerca de uma década depois do seu último concerto.   O grupo de Manel Cruz, Kinörm, Nuno Prata, Peixe e Elísio Donas sobe ao palco do Coliseu dos Recreios no dia 25, atuando no Coliseu do Porto no dia 30.   A informação foi avançada no facebook da banda. "Vamos celebrar 1991 - 2002 ao vivo! Encontramo-nos em outubro nos Coliseus: 25 em Lisboa e a 30 no Porto!", pode ler-se numa mensagem publicada há cerca de 20 minutos.   (...)
  Letra   Fala-me um pouco mais,  era tão bom ficar,  o mal é que eu já não sei quem eu sou...  eu não sei se eu sou capaz  de me ouvir  Fala-me um pouco mais,  era tão bom subir,  e dar o que eu nunca dei a ninguém  sei que é bom teu travo a tudo  o que é mortal  já... agora, mata-me outra vez  era tão bom, direi  mata-me outra vez  era tão bom, direi  mata-me outra vez  mata-me outra vez  tudo tem um fim  aqui não há ninguém que possa ter um mundo (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email