Sexta-feira, 23.10.15

mortedeumdj.jpg

 

Morte de um DJ . Teatro da Rainha

de 30 de Out. de 2015 
31 de Out. de 2015

O'culto da Ajuda
Lisboa, Portugal 

21h30

 

Morte de um DJ de Jean-Pierre Sarrazac . Teatro da Rainha

Para derrubar esse Muro que rasga o mundo em dois. Esta noite quando tocar a minha música não haverá senão um único mundo. Todo o planeta se tornará uma aldeia. Sobre toda a terra reinará a paz da aldeia. 
Esta noite tenho um encontro marcado com esta cidade

 

Inicialmente concebida para rádio, “Morte de um DJ” foi escrita a convite da Radio Cultura/Antena II francesa, a propósito do aniversário da queda do Muro de Berlim. O encenador Fernando Mora Ramos converte agora este texto de uma peça sonora numa peça cénica, apresentando-a como uma “peça acontecimento, ou melhor, uma peça-acontecimentos. Nela se sobrepõem a queda do muro de Berlim e duas mortes, um suicídio por decisão, outro por exaustão espectacular”.

 

Na peça Carlota dormiu com DJ mas DJ não se lembra - nem que na cama estava. Ela quer a confirmação disso mesmo como sinal da sua própria existência. Aconteceu-lhe amar outro corpo. O que lhe acontece pertence-lhe, no sentido de que aquilo que fazemos somos nós mesmos e que somos responsáveis pelo que nos acontece — a alienação é o contrário, fazermos algo que não somos, algo em que somos instrumento. Ele, DJ, nega-lho, isto é, está tão envolvido na sua nova máscara que o David de que ela fala desapareceu com o dealbar da manhã. Ele é agora DJ e a sua nova música pretende fazer desabar o Muro de Berlim.

 

FICHA ARTÍSTICA
Tradução e encenação | Fernando Mora Ramos

Cenografia e figurinos | José Carlos Faria

Design sonoro | Carlos Alberto Augusto

Máscara e caracterização do DJ | Luís de Matos

Iluminação | António Plácido, assistido por Carina Galante e Filipe Lopes

Interpretação | Maria Quintelas, Alexandre Calçada e Fábio Costa

 

 

O’culto da Ajuda
Miso Music Portugal
art music centre
because sound matters
..............................................................
+ 351 213620382
 
Travessa das Zebras, nº 25/27, 
(à Calçada da Ajuda)
1300-589 Belém, 
GPS
Latitude=38.699070
Longitude=-9.198810
Lisboa, Portugal 


publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.09.15

EAW2015.jpg

 

Electroacoustic Winds 2015 no O'culto da Ajuda

 

22 de Set. de 2015 21:30

 

O'culto da Ajuda
Lisboa, Portugal 

 

A convite da Miso Music Portugal, o CIME, Centro de Investigação em Música Electroacústica da Universidade de Aveiro, e a Arte no Tempo levam a Lisboa uma extensão do Electroacoustic Winds 2015, com um concerto que destaca a música dos três compositores homenageados no 1.º Congresso de Música Electroacústica de Aveiro: John Chowning, Jean-Claude Risset e Daria Semegen. 

Programa:

Jean-Claude Risset . Oscura (2005) 
estéreo, para soprano e orquestra de altifalantes (ca 13')

John Chowning . Phone (1981) 
quatro pistas, para orquestra de altifalantes (ca 12')

Daria Semegen . Arabesque (1992) 
estéreo, para orquestra de altifalantes (ca 8')

Isabel Soveral . Anamorphoses III (1995) 
estéreo, para violino e orquestra de altifalantes (ca 12')

Jean-Claude Risset . The Other Isherwood (2015) - 
oito pistas, para orquestra de altifalantes (ca 10’)

John Chowning . Voices (2005/2011) -
quatro pistas, para soprano e orquestra de altifalantes (ca 12')

Maureen Chowning . soprano
José Machado . violino
Orquestra de Altifalantes da Miso Music Portugal

 

O’culto da Ajuda
Miso Music Portugal
art music centre
because sound matters
..............................................................
+ 351 213620382
 
Travessa das Zebras, nº 25/27, 
(à Calçada da Ajuda)
1300-589 Belém, 
GPS
Latitude=38.699070
Longitude=-9.198810
Lisboa, Portugal 


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 04.07.15

OPEN_MIND_ENSEMBLE.jpeg

 

Open Mind Ensemble . Improvisação em Tempo Real

Luis Vicente . trompete
Bruno Parrinha . sax soprano
Francisco Andrade . sax tenor
Albert Cirera . sax tenor 
Miguel Mira . violoncelo
Paulo Pimentel . piano 
João Lencastre . bateria 
Luis Bragança Gil . direcção musical

Grupo de criação musical em tempo real, baseado em Improvisação Livre Conduzida

Trata-se de um grupo com uma linguagem inovadora, pois combina a Improvisação Livre (ou seja, musica improvisada sem nenhum tema pré-definido) com uma Direcção Musical que transporta o resultado musical numa Composição em Tempo Real. A direcção intervêm na criação que os músicos estão a produzir, no sentido de a conduzir – conducting – originando uma estrutura musical, que também ela está a ser criada em tempo real. Assim o maestro/conductor faz a sua improvisação através do seu ”instrumento” que é o ensemble instrumental. Com a sua géstica vai direccionando o grupo para novos caminhos, muitas vezes muito contrastantes, interferindo assim no "conteúdo musical" do grupo ao longo do tempo da performance.

Nesta relação instrumentistas/conductor há uma grande horizontalidade na sua inter-relação, tendo todos uma igual importância no resultado sonoro. Isto possibilita um grande eclectismo de linguagens, grandes contrastes estilísticos, potenciando paradoxalmente tanto a criação individual muito pessoal de cada músico, como uma grande coesão de conjunto; independentemente da linguagem resultante em cada take que, por natureza, é sempre nova e surpreendente.

Fez a sua primeira apresentação pública em Março de 2013 na Livraria Ler Devagar, e tem vindo a apresentar-se com alguma regularidade no Teatro A Barraca, e recentemente foi convidado a participar no Festival Internacional de Música Exploratória OUT.FEST 2014, na VII Temporada de Música do Instituto Superior Técnico, entre outros locais. Na revista Jazz.pt o crítico musical Nuno Catarino considerou um dos concertos do Open Mind, um dos 10 melhores concertos do ano 2014, a par de nomes como a Sun Ra Arkestra, Peter Evans Quintet, Louis Sclavis Atlas Trio, Carlos “Zíngaro”/Fred Lonberg-Holm/Chris Corsano, Carlos Barreto Lokomotiv e o legendário Wayne Shorter.

http://www.misomusic.com/index.php?option=com_icagenda&view=list&layout=event&id=193&Itemid=503&lang=pt

O’culto da Ajuda
Miso Music Portugal

art music centre

because sound matters



publicado por olhar para o mundo às 17:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 02.07.15

image001.jpeg

 

 

3 de Jul. de 2015 21:30

O'culto da Ajuda
Lisboa, Portugal 

Carlos “Zíngaro” – violino . Albert Cirera – saxofones 
Carlos Bechegas – flautas . Ulrich Mitzlaff – violoncelo 

Carlos “Zíngaro" . Figura central da criação sonora experimental, não será necessário acrescentar mais sobre a sua importância e influência na nova música através de colaborações com Fred Frith, Joëlle Léandre, Peter Kowald, Evan Parker, Daunik Lazro, Richard Teitelbaum, Derek Bailey e muitos outros.

Albert Cirera . É um dos mais inovadores saxofonistas da Espanha e actualmente vive em Lisboa. Colabora regularmente em projectos com Agustí Fernández, além de actuar com o seu projecto Duot, e apresenta-se em concertos por toda a Europa.

Carlos Bechegas . Flautista e compositor com colaborações muito diversas, como com Dereck Bailey, Alexander von Schlippenbach, Barry Guy, Peter Kowald e Joëlle Léandre, entre muitos outros, e com uma longa colaboração com Carlos “Zíngaro” desde o projecto “Plexus”.

Ulrich Mitzlaff . Colabora regularmente em vários projectos nas áreas da “composição imediata” contemporânea, da música electroacústica e do free-jazz com alguns dos mais importantes músicos de Portugal como Carlos “Zíngaro”, Nuno Rebelo, Carlos Bechegas e Carlos Santos.

 

Como se pode ler “entre linhas” será fácil pensarmos que também é possível “ouvir entre sons” – transferirmos o que normalmente não nos é audível para uma percepção mais presente – o chamado espaço entre os sons. Neste encontro cada músico parte da sua própria imaginação sonora, como base de um discurso musical, e tenta explorar sonoridades que habitualmente não se espera ouvir no dia a dia. “Música como arte sónica – arte sónica na música” é a “ideia fixa” para este expressivo encontro sonoro e de escuta intimista. 

O quarteto formado por Carlos “Zíngaro”, Albert Cirera, Carlos Bechegas e Ulrich Mitzlaff cria uma música que não se conforma com o lugar comum e o previsível. Música que se baseia essencialmente nas experiências colectivas e individuais dos músicos, em áreas que vão da música contemporânea erudita, o free jazz e a livre improvisação, e que forma módulos de solos, duos, trios e obviamente de quarteto.

O que se apresentará neste concerto é uma música construída a partir de texturas sonoras e linguagens que vivem da interacção instantâneado uso de “técnicas estendidas” e de eventos não idiomáticos, e também de uma fragmentação de afirmações idiomáticas e dinâmicas expressivas que contracenam com o silêncio e o espaço enquanto elementos composicionais.

A música deste quarteto joga com esses opostos e ambivalências numa acção de constante descoberta e surpresa, ultrapassando limites e permitindo uma compreensão das artes sonoras no contexto da espontaneidade do momento único, ou seja da composição em tempo real.

http://www.misomusic.com/index.php?option=com_icagenda&view=list&layout=event&id=192&Itemid=503&lan



publicado por olhar para o mundo às 22:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.07.15
QUINTAS ABERTAS - AGRICULTURA DOS SONS

 

FREDERIC_CARDOSO_Press_the_Keys_capa.jpg

 

Press the Keys . Frederic Cardoso & Igor C. Silva . Clarinet & Electronics

2 de Jul. de 2015 21:30

O'culto da Ajuda
Lisboa, Portugal 

Esta Quinta Aberta - Agricultura dos Sons dedicamos ao lançamento do novo CD, Press the Keys . Frederic Cardoso . Clarinet & Electronics PROJECT, projecto que conta também com a participação do compositor Igor C. Silva (electrónica). Neste sentido estes músicos propõem uma performance comentada que inclui as várias obras desta novíssima edição discográfica: 

Steven Snowden . Shovelhead (2011) 
para clarinete baixo e electrónica

Filipe Lopes . Do Desenho e do Som (2012)
para clarinete, partitura gerada/controlada em tempo real e electrónica em tempo real

João Pedro Coimbra . Press the Keys (2013)
para clarinete baixo e electrónica em tempo real

Igor C. Silva . Frames #87 (2011)
para clarinete, vídeo e electrónica em tempo real

Frederic Cardoso . clarinete/clarinete baixo
Igor C. Silva . electrónica

 

Frederic Cardoso . Clarinet & Electronics PROJECT é um projeto musical, criado em 2011, que nasce do gosto do intérprete pela música contemporânea, mais precisamente, pela música electroacústica. Fomentando a criação e divulgação de novas obras para clarinete e eletrónica, é objetivo dar ao ouvinte oportunidade de experienciar a pluralidade do mundo eletroacústico. 


O CD Press The Keys, o primeiro deste projeto, dá especial destaque a música portuguesa para clarinete e Electrónica composta nos últimos quatro anos pela nova geração de compositores. É também nele incluída a obra Shovelhead, do compositor Steven Snowden, estreada nacionalmente por este projeto.


É assim um desafio, em pleno séc. XXI, levar a todo o público a música que é composta nos nossos dias, podendo assim ser melhor compreendida e respeitada.

 

http://www.misomusic.com/index.php?option=com_icagenda&view=list&layout=event&id=191&Itemid=503&lang=pt

O’culto da Ajuda
Miso Music Portugal
art music centre
because sound matters


publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.06.15

misoensemble.jpeg

 

 

Itinerário do Sal - ópera multimédia 

Miso Ensemble

Três espectáculos da ópera multimédia Itinerário do Sal de Miguel Azguime estão integrados nas Festas de Lisboa; 

dias 23, 24 e 25 de Junho às 22h00 no O'culto da Ajuda.

 

Com composição de música e texto de Miguel Azguime, e composição vídeo de Paula Azguime, o Itinerário do Sal é um one man show que assenta na metáfora do Sal como elemento essencial à vida e à sustentabilidade, e como ingrediente único que marca a diferença entre a insipidez e o sabor. Itinerário do Sal é um paradigma da aliança entre criatividade, tecnologia e inovação nas artes performativas, que liga, de forma singular, tradição e contemporaneidade, teatro, música e imagem, sendo uma reflexão sobre a criação e a loucura, que gira em torno da linguagem, da palavra-sentido e da palavra-som...

http://www.misomusic.com/index.php?option=com_content&view=article&id=23&Itemid=132&lang=pt

Textos, composição e interpretação: Miguel Azguime

Composição vídeo, electrónica e difusão sonora: Paula Azguime

Imagem e Câmara: Perseu Mandillo

Programação vídeo: Andre Bartetzki

Técnica: Miso Studio

 

Itinerário do Sal no YouTube

www.azguime.net

 

O’culto da Ajuda
Miso Music Portugal
art music centre
because sound matters
..............................................................
+ 351 213620382
 

Travessa das Zebras, nº 25/27, 

(à Calçada da Ajuda)

1300-589 Santa Maria de Belém, 

Lisboa, Portugal



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.10.14

OcultoDaAjuda_informacaosss.jpg

 

 

ENCONTROS SOBRE MÚSICA E PERFORMANCE

Nos dias 30 e 31 de Outubro de 2014 inaugura o O’culto da Ajuda situado na Travessa das Zebras, nº 25/27 (à calçada da Ajuda em Belém). O’culto da Ajuda é um novo espaço da Miso Music Portugal para a pesquisa, a experimentação, a comunicação e a partilha de criações artísticas, que fomentam relações entre música e espaço, entre música e poesia, entre música e teatro, entre música e movimento, entre música e design; sendo a nova ópera com meios tecnológicos o nosso foco principal.

 



publicado por olhar para o mundo às 19:22 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Morte de um DJ . Teatro d...

Electroacoustic Winds 201...

Open Mind Ensemble . Impr...

Quarteto “Zíngaro” . Cire...

Press the Keys . Frederic...

Itinerário do Sal - ópera...

Inaguração de O'culto da ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds