Segunda-feira, 07.03.11

Nuno Maló

 

Acaba de ser distinguido em Los Angeles com o prémio "Compositor Revelação". Nuno Maló sempre sonhou fazer da música uma memória da imagem

 

O sonho de fazer música para cinema acompanha Nuno Maló desde a infância.

Lembra-se de ficar encantado com os filmes de Steven Spielberg quando tinha 4 ou 5 anos, não só com o que a tela mostrava, mas também com a magia do som. Mais tarde, aos 12 anos, quando já tinha começado a aprender a tocar guitarra, tomou consciência de que ser compositor de bandas sonoras podia ser uma profissão. "Sempre gostei de contar histórias com a música e entendi a música como um paralelo às nossas vidas, como um espelho da existência", disse ao Ìpsilon numa conversa telefónica a partir de Los Angeles, onde reside desde 2000. A música como algo que nos ajuda a mergulhar num universo e que nos "traz à memória de imediato as cenas que acompanha" sempre o fascinou. Foi já com o plano de vir a criar música para filmes que ingressou na Escola Profissional de Música de Arcos do Estoril (que já não existe) aos 14 anos e foi depois para Londres fazer o curso superior de composição e o mestrado e a seguir para Los Angeles, "a capital da música para cinema".

 

Hoje, tem 33 anos e foi distinguido pela Associação Internacional de Críticos de Música para Cinema com o prémio "Compositor Revelação" pela banda sonora "Amália - O Filme", de Carlos Coelho da Silva, passando à frente de Daft Punk, "scar Araujo, Arnau Bataller e Herbert Gronemeyer. As criações originais concebidas pelo jovem compositor português para "Amália" (disponíveis num CD da New Movie Score Media) encontravam-se também entre as nomeações para melhor banda sonora num filme dramático ao lado de "Cisne Negro" e de "O Discurso do Rei" (premiado).

"Escolhi viver em Los Angeles pois queria estar próximo do mundo que sempre admirei e dos compositores que sempre me inspiraram", conta. "Mas o mais importante foi poder fazer o curso da University of Southern California na área da música para cinema. Já tinha as bases académicas da composição e esta formação, intensa, deu-me a experiência prática no terreno, fazíamos peças e estas eram montadas de imediato no estúdio profissional da Paramouth."

 

A primeira oportunidade profissional surgiu em 2001, quando Joaquim Sapinho o convidou a fazer a banda sonora de "A Mulher Polícia". "Fiz a partitura aqui em Los Angeles e fomos gravar com orquestra à Hungria. Na altura não era habitual o trabalho com orquestra em bandas sonoras de filmes portugueses. Há excepções como a música de António Pinho Vargas para os filmes de José Fonseca de Costa ['O Fascínio' e 'Cinco Dias, Cinco Noites'] mas, pelo menos desde os anos 70, creio que não era prática corrente", conta. "A seguir trabalhei num filme do Luís Galvão Teles e comecei a ter cada vez mais propostas vindas de Portugal. Aqui na América é mais difícil pois há um grande mercado e muita gente a compôr para cinema, os realizadores recebem centenas de CDs."

 

 

 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 12:35 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.02.11

Nuno Malo

 

O compositor algarvio Nuno Malo, actualmente a viver em Los Angeles, foi eleito o compositor revelação do ano nos Estados Unidos, anunciou hoje a Associação Internacional de Críticos de Música para Cinema.

 

Nuno Malo, autor de várias bandas sonoras para filmes, era candidato em duas categorias, compositor revelação e melhor banda sonora num filme dramático, na sétima edição dos prémios, atribuídos pela associação que distingue as melhores bandas sonoras e composições no mundo do cinema. 

A banda sonora de "Amália - O Filme", de Carlos Coelho da Silva, para o qual compôs vinte temas orquestrais interpretados pela Filarmónica de Budapeste valeu-lhe a distinção de compositor revelação, deixando para trás os nomeados os Daft Punk, Óscar Araujo, Arnau Bataller e Herbert Gronemeyer.

Na categoria de melhor banda sonora num filme dramático, o prémio foi para a banda sonora de "O Discurso do Rei, do compositor Alexandre Desplat.

Nascido na Madeira em 1977, Nuno Malo estudou composição para cinema em Los Angeles e é autor de várias bandas sonoras de filmes portugueses, entre os quais "Assalto ao Santa Maria", de Francisco Manso, "Contraluz", de Fernando Fragata, "O Julgamento" e "A Arte de Roubar", ambos de Leonel Vieira, "Filme da Treta", de José Sacramento, e "A Mulher Polícia", de Joaquim Sapinho.

"A Profecia Celestina" (2006), de Armando Mastroianni, e "The Lost and Found Family" (2009), de Barnet Bain, foram duas produções internacionais para as quais compôs a música original.

A Associação Internacional de Críticos de Música para Cinema foi criada no final dos anos 1990 e integra jornalistas de rádio, televisão, imprensa e meios online que escrevem sobre composições para cinema e televisão.  

 

 

 Retirado do Público



publicado por olhar para o mundo às 22:57 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Nuno Maló faz da música u...

Nuno Maló premiado compos...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds