Sexta-feira, 22.05.15

miguelcorvo.png

 

 

Miguel Corvo no Auditório Carlos Paredes com “Liberdade”

 

Miguel Corvo atua, no próximo dia 4 de junho, no Auditório Carlos Paredes, em Lisboa, pelas 22h00. O concerto será o segundo da tournée em que o músico lisboeta apresenta “Liberdade”, o seu álbum de estreia em nome próprio. Editado pela Music In My Soul e disponível nas principais lojas digitais desde o início de março, “Sol Invisível” é o single de apresentação deste trabalho.

 

Num mundo com tamanha diversidade artística, a procura da originalidade passa em muito pela verdade naquilo que se faz – é sob esta regra que Miguel Corvo se apresenta.

 

Fundador de bandas como Riddle (1997-2004), Lisamona (2004-2008) e Stereo Alligator (2008-2011), Miguel Corvo foi adquirindo uma experiência musical que lhe permitiu lançar-se a solo de uma forma sólida e concisa, em 2011. Após várias experiências sonoras e estéticas, surgiu o “casamento” entre a sonoridade e a poesia/escrita ao seviço das canções, num formato de cantautor mas no universo Pop. Há, inclusive, adaptações de poemas de autores como José Gomes Ferreira e Alejandra Pizamik.

 

O álbum “Liberdade” é composto por 11 temas com um som alternativo, profundo e muito poético. A mensagem, muitas vezes desafiante para quem canta, é altamente estimulante para quem ouve e, embebido na harmonia dos instrumentos, remete para um local sem limites, onde reina o puro Rock ‘n’ Roll.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.03.15

 

Letra

 

Lá fora há sol

não é mais que um sol

mas os homens olham-no

e depois cantam.

Eu não sei do sol.

Eu sei a melodia do anjo                                                

e o sermão quente

do último vento.

Sei gritar até amanhecer

quando a morte pousa nua

em minha sombra. 

Eu choro debaixo do meu nome.

Eu agito lenços na noite

e barcos sedentos de realidade

dançam comigo.

Eu oculto cravos

para escarnecer aos

meus sonhos enfermos.  

Lá fora há sol

Eu visto-me de cinzas

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Imparável movimento

Que não deixo de sentir

Solto o medo que me prende

É impossível resistir

No Império dos sentidos

É onde me vou perder

Provo o fruto proibido

No princípio do prazer

Os olhares ganham vida

Em desejos minimais

E a certeza de um só gesto

Simplifica tudo o mais

No Império dos sentidos

É onde me vou perder

Dou a alma ao destino

E tudo a acontecer

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 22.03.15

miguelcorvo.jpg

 

Miguel Corvo atua, no próximo dia 4 de abril, na Fnac do Almada Fórum. O showcase será o pretexto para o músico lisboeta apresentar “Liberdade”, o seu álbum de estreia, em nome próprio, que está disponível nas principais lojas digitais desde o passado dia 5 de março. Editado pela Music In My Soul, “Sol Invisível” é o single de apresentação deste trabalho.

 

Num mundo com tamanha diversidade artística, a procura da originalidade passa em muito pela verdade naquilo que se faz – é sob esta regra que Miguel Corvo se apresenta.

 

O álbum “Liberdade” é composto por 11 temas, que transportam quem ouve para um som alternativo, profundo e muito poético. O rubor das letras, muitas vezes desafiante para quem canta, é altamente estimulante e, embebido na fantástica harmonia de instrumentos, remete para um local sem limites, onde reina o puro Rock ‘n’ Roll.

 

Fundador de bandas como Riddle (1997-2004), Lisamona (2004-2008) e Stereo Alligator (2008-2011), Miguel Corvo foi adquirindo uma experiência musical que lhe permitiu lançar-se a solo de uma forma sólida e concisa. Após várias experiências sonoras e estéticas, surgiu o “casamento” entre a sonoridade e a poesia/escrita ao seviço das canções, num formato de cantautor mas no universo Pop. Neste novo projeto, o passado e o presente fundem-se em cada estrofe, pois todo o caminho criativo foi feito de memórias e de ensejos.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Fogo no meu sangue

arde só por ti

de tanto te querer,

tanto eu perdi

Foste como um sol invisível

que apenas brilhou o possível

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

Mais, quero mais

porque muito nunca bastou;

E o pouco que deixaste

ainda jaz em mim,

a mágoa que criaste

parasita em mim

em mim… Até ao fim

Foste como um sol invisível

que apenas brilhou o possível

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

Nem todos os caminhos

vão dar ao céu

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Miguel Corvo no Auditório...

Miguel Corvo - A jaula

Miguel Corvo - Império do...

Miguel Corvo apresenta “L...

MIGUEL CORVO - Sol Invisí...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds