Segunda-feira, 17.04.17

 

Letra

 

Faz falt'a canção
Que nos vá roubar
A imaginação

Que vá gritar ao Mundo
Pregar de prego a fundo
Quixote de emoção

Hesse e Cervantes
Jovens estudantes
Bebem cerveja com Rimbaud

Wilde e espumante
Tão petulante
Nu na cabana de Thoreau

Só escrev'a canção
Se for p'ra apontar
A contradição

De querer mudar o Mundo
E ao crescer esquecer
Tamanha ambição

Hesse e Cervantes
Jovens estudantes
Bebem cerveja com Rimbaud

Wilde e espumante
Tão petulante
Nu na cabana de Thoreau

E contigo nos meus braços
Vivo o amanhã
Que julgámos tão diferente
P'ra nós e para toda a gente...

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.02.17

 

Letra

 

Tu estás livre e eu estou livre
E há uma noite para passar
Porque não vamos unidos
Porque não vamos ficar
Na aventura dos sentidos

Tu estás só e eu mais só estou
tu tens o meu olhar
Tens a minha mão aberta
À espera de se fechar
Nessa tua mão deserta

Vem que amor
Não é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz
Vem que amor
É o momento
Eu que eu me dou
Em que te dás

Vem que amor
Não é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz
Vem que amor
É o momento
Eu que eu me dou
Em que te dás

Tu que buscas companhia
E eu que busco quem quiser
Ser o fim desta energia
Ser o corpo de prazer
Ser o fim de mais um dia

Tu continuas à espera
Do melhor que já não vem
E a esperança foi encontrada
Antes de ti por alguém
E eu sou melhor que nada

Vem que amor
Não é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz
Vem que amor
É o momento
Eu que eu me dou
Em que te dás

Vem que amor
Não é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz
Vem que amor
É o momento
Eu que eu me dou
Em que te dás

Vem que amor
Não é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz
Vem que amor
É o momento
Eu que eu me dou
Em que te dás

Vem que amor
Não é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz
Vem que amor
É o momento
Eu que eu me dou
Em que te dás

Em que te dás
Em que te dás
Em que te dás

 

Letra de  Antonio Variacoes

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.04.16

miguelangelo.jpg

 

Segundo" é o novo disco de Miguel Angelo que depois de lançado inicia o seu caminho na estrada. Surpreende-nos com uma nova versão de "O Vento Mudou" - em dueto com Eduardo Nascimento - e leva-nos com o 'Anda Lá" ou "A Volta a Dar". É "Na Hora Certa" que surge "Segundo" e esta tour, num percurso ímpar na música portuguesa.


Miguel Angelo tem 32 anos de carreira, êxitos de sempre mas também novas canções. E das boas! 

 

Música
09 Abril
21:30H | 10€



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.01.16

miguel angelo.php

 

 

Miguel Angelo lançou Segundo (Disco Antena 1) em 2015 e neste novo ano continua a sua digressão de apresentação do disco em auditórios e cine teatros. Canções com C grande, guitarras e vozes, este é o ponto de partida para os espetáculos deste primeiro semestre, num ambiente mais intimista mas não menos efusivo.

A "marcha desalinhada" que sempre caracterizou a escrita de Miguel Angelo - e a sua interpretação - continua bem patente nestas novas canções, agora numa toada mais pessoal. É para este seu universo interior que esta tour nos convida, testemunhando um caminho já longo e singular na história da música portuguesa, que ao invés de se escudar no passado, se reinventa passo a passo.

 

Retirado de Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 07.09.15

miguelangelo.jpg

 

FADO DO FIM DO MUNDO é o quarto tema a ser extraído do álbum SEGUNDO, que foi antecipado pelos singles MUSA, ANDA LÁ e O VENTO MUDOU, em dueto com Eduardo Nascimento.


Um tema que recupera a intensidade dramática de algumas das canções mais emblemáticas da carreira de Miguel Angelo, sendo um dos momentos mais densos e ambientais do novo disco.


Com uma abordagem muito própria ao universo harmónico e lírico do Fado, em forma musical e temática - o Destino - FADO DO FIM DO MUNDO envolve-nos numa viagem só de ida e redenção eléctrica, guiada pela marcação punjante da secção rítmica.


 



Nesta rentrée entra em digressão a apresentação do álbum SEGUNDO, que chegará ao Olga Cadaval a 5 de Dezembro numa versão muito especial de Natal.

Próximas datas:

  • 18 de Setembro: Festas da Nª Srª da Ajuda, Espinho
  • 19 de Setembro: Cine Teatro Garrett
  • 26 de Setembro: CAE Portalegre
  • 5 de Dezembro: Olga Cadaval


“O Natal Segundo Miguel Angelo” no CC Olga Cadaval, em Sintra, a 5 de Dezembro


Pode até parecer estranho mas já passaram quase 11 anos desde que Miguel Angelo - com os Delfins - esgotava o Olga Cadaval num espectáculo acústico... É portanto mais que hora para este regresso a Sintra, em espectáculo próprio, no seu percurso a solo iniciado em 2012 e sempre centrado na escrita de canções intemporais.


O Natal Segundo Miguel Angelo é um espectáculo que cruza a apresentação do novo álbum SEGUNDO com o espírito do Natal - recuperando alguns clássicos da Quadra e o seu single do Natal de 2013, O TEU NATAL - pontuado com alguns dos seus êxitos de sempre."

 

Retirado de Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.05.14

 

Letra

 

E se o grito nos falhar
Não te vás embora
E se voz desafinar
Não a cales agora

Tu não me faltes nunca
Tu não me faltes nunca

Trás me um poema simples e cru
Sem ser literatura
Faz da guitarra inerte e sem som
Instrumento de cura

E se a sede nos secar
E se a fome nos tombar

Tu não me faltes nunca
Tu não me faltes nunca

Acedo a tempo de tudo
Liberta a cabeça do pobre cisudo
Empurra sem medo este corpo a pesar
Empurra sem medo este corpo a pesar

Tu não me faltes nunca
Tu não me faltes nunca

Nunca me faltes

Nunca me faltes



publicado por olhar para o mundo às 08:53 | link do post | comentar

Terça-feira, 22.10.13

 

Letra

 

Dizem que vai chover

mas eu sei que irá nevar

 

tudo o que tenho a perder

é o tempo que eu levar

 

 a ser um dia 

o teu natal

 

 

Há tão pouco que te quero já

fiquei sem nada 

e não vou dormir

a lua cheia até parece mar

és tu quem vai fazer-me sorrir

 

e ser um dia o teu natal

e ser um dia o teu natal


foi bonita a festa pá

gastou-se a vida e mais não há

chegar à ceia milagre será

és tu quem vai fazer-me gritar


e ser um dia o teu natal
e ser um dia o teu natal

 

contra tudo e para todos

toca o sino a reunir

boa vontade e amor a rodos

és tu quem vai fazer-me sorrir

 

e ser um dia o teu natal

e ser um dia o teu natal

e ser um dia o teu natal
e ser um dia o teu natal

 

dizem que vai chover

mas eu sei que irá nevar

e ser um dia
o teu natal

 



publicado por olhar para o mundo às 19:39 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.10.12

Miguel Ângelo regressa com um disco para «competir a uma escala global»

"Passei dois anos a trabalhar neste disco para fazer o melhor que conseguia", diz Miguel Ângelo ao SAPO Música. Em "Primeiro", o ex-vocalista dos Delfins volta a centrar-se no amor, a face "mais ativista" de canções que, "à partida, podem parecer mais ligeiras".

Depois de integrar os Delfins, Resistência e Movimento, Miguel Ângelo aposta numa nova aventura a solo com "Primeiro", álbum em que assume as funções de cantor, compositor e produtor. 

Acompanhado nestas novas canções por por Rui Fadigas (guitarra baixo), Mário Andrade (guitarra eléctrica), Rogério Correia (guitarra de 12 cordas) e Samuel Palitos (bateria), o cantor revela ao SAPO Música que este foi um disco a que se dedicou especialmente, uma vez que a sua criação foi desenvolvida ao longo dos últimos dois anos - tempo necessário para o tornar mais preparado para "competir a uma escala global":

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:53 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.10.12

Disco a solo de Miguel Ângelo chega a 22 de outubro

O novo disco a solo de Miguel Angelo já tem título e data de edição.

 

“Primeiro” chega às lojas a 22 de outubro e inclui 13 temas, entre os quais Precioso, single de apresentação.

 

Escrito, composto e produzido por Miguel Angelo, “Primeiro” foi gravado com Rui Fadigas no baixo, Mário Andrade na guitarra elétrica, Rogério Correia na guitarra de 12 cordas e Samuel Palitos na bateria, contando também com os préstimos de Dalila Marques no violino, Ângela Carneiro no violoncelo, Miguel Urbano no acordeão, João Aibeó na tuba, e Thelma Cunha, Orlanda Guilande, Joana Alegre e Anastácia Carvalho nas vocais.

 

A compra do disco na Fnac online dá direito ao bilhete para o espetáculo de apresentação do álbum, a decorrer no dia 30 de outubro, pelas 19h00, no Teatro Aberto.

 

Confira o alinhamento de “Primeiro”:

1.PRECIOSO
2.BOA ONDA
3.GÁS RARO
4.OS MEUS PÉS A ANDAR
5.À ESPERA
6.UM DIA PERFEITO
7.É CONTIGO
8.SIM
9.PALPITAÇÃO
10.A CASA DOS SONHOS
11.MAREOU
12.BOA NOITE
13.(reprise)

 

Sara Novais

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:41 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.05.12

 

letra

 

Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho
Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz
Mas não me diga isso

Hoje a tristeza não é passageira
Hoje fiquei com febre a tarde inteira
E quando chegar a noite
Cada estrela parecerá uma lágrima

Queria ser como os outros 
E rir das desgraças da vida
Ou fingir estar sempre bem
Ver a leveza das coisas com humor
Mas não me diga isso!
É só hoje e isso passa...
Só me deixe aqui quieto
Isso passa.
Amanhã é outro dia
Não é?

Eu nem sei por quê me sinto assim
Vem de repente um anjo triste perto de mim
E essa febre que não passa
E meu sorriso sem graça
Não me dê atenção
Mas obrigado por pensar em mim.

Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz
Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho
Quando tudo está perdido
Eu me sinto tão sozinho
Quando tudo está perdido
Não quero mais ser quem eu sou.

Mas não me diga isso
Não me dê atenção
E obrigado por pensar em mim... 



publicado por olhar para o mundo às 08:16 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14.05.12

 

Letra

 

"Quantas voltas são precisas
Para escolher um só caminho?
E sentir que é meu para Sempre!
Quantas vezes, indeciso
Eu desisto de vencer
E decido ser prudente
Evitando o que é diferente.

É o tempo roubado à razão de existir
Um momento passado e perdido
É o Amor
Precioso

Um Destino traçado num mapa a Fingir
Um Futuro Distante, Iludido
é o Amor
Precioso

Quantas feridas são precisas
Para escorrer um sangue novo
E acender a chama ausente
Prometendo que é para Sempre!

É o tempo roubado à razão de existir
Um momento passado e perdido
É o Amor
Receoso"

 

Um Destino traçado num mapa a Fingir
Um Futuro Distante, Iludido
é o Amor
Precioso

 

É o tempo roubado à razão de existir
Um momento passado e perdido
É o Amor
Receoso"

 

Um Destino traçado num mapa a Fingir
Um Futuro Distante, Iludido
é o Amor
Precioso




publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Domingo, 13.05.12

Miguel Ângelo: «É melhor os músicos procurarem financiamento juntos dos fãs»

 

O ex-vocalista dos Delfins, que regressou aos palcos para antecipar o lançamento do seu segundo álbum a solo, defende que os músicos devem apostar nos fãs para financiarem as suas produções, já que as editoras deixaram de poder fazê-lo.


Miguel Ângelo, que hoje atua no Centro de Artes de Ovar, explicou à Lusa que assumiu ele mesmo a produção do disco, por ser essa a melhor forma de controlar o processo e garantir um retorno financeiro adequado.

 

"Além de ter assumido o ‘management’ da minha carreira em conjunto com um pequeno grupo de profissionais - porque criei um grupo de trabalho com pessoas nas áreas do vídeo, fotografia, marketing e direito -, tornei-me produtor também no sentido de investidor, buscando apoios ditos ‘institucionais’ ou comerciais para a gravação de discos", refere o músico.

 

"É que o estado da indústria já não permite que as editoras façam esse investimento", garante Miguel Ângelo. "Não há recuperação na venda de discos".

 

O artista opta assim por só entregar a editoras a fase do fabrico e distribuição dos discos - como, aliás, já fizera com os Delfins em 2003, quando a banda resolveu rescindir com a BMG - e argumenta que uma das opções mais viáveis é agora o recurso a plataformas online de angariação de fundos, como é o caso do Crowdfundinge, no que se refere especificamente a projetos musicais, o PledgeMusic.

 

"Há artistas hoje em dia que procuram o financiamento online junto dos seus fãs e é muito melhor que assim seja", afirma Miguel Ângelo.

 

"Permite aos músicos ficarem donos dos ‘masters’ [direitos sobre a cópia original] e a realidade é que serem donos dos conteúdos é o que mais lhes pode render dividendos".

 

O músico lamenta, contudo, que o mercado digital ainda não tenha começado "a pagar convenientemente aos produtores, autores e intérpretes pela livre circulação dos seus bens - sendo que ‘livre’ significa que, para as pessoas ouvirem a música de borla, têm de pagar uma assinatura de acesso à net, à velocidade que lhes permita um ‘streaming’ em boas condições".

 

Miguel Ângelo acredita que é apenas "uma questão de tempo" até que o mercado digital esteja regulamentado, mas confessa: "Só tenho pena que se tenha perdido tanto tempo em campanhas inócuas anti-isto e anti-aquilo, quando há 10 anos já se alertava para o domínio dos operadores de comunicações sobre a música que as pessoas ouvem e quando o rápido desenvolvimento tecnológico já fazia adivinhar que as cópias privadas ou o próprio download e partilha de ficheiros seriam apenas uma fase passageira até à desmaterialização da música".

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:44 | link do post | comentar

Quinta-feira, 03.05.12

Miguel Angelo

 

«Precioso» é o nome da canção de apresentação de um álbum a editar ainda este ano pelo ex-vocalista dos Delfins

 

Miguel Ângelo regressa este ano com nova música para aquele que será o seu primeiro disco a solo. Depois do fim dos Delfins, em 2009, e da participação no projeto Movimento, em 2011, o músico português apresenta agora o single «Precioso».

A nova canção serve de aperitivo para um álbum a editar depois do verão e que contará com Rui Fadigas (baixo), Mário Andrade (guitarra elétrica), Rogério Correia (guitarra de 12 cordas) e Samuel Palitos (bateria).

Em «Precioso», Miguel Ângelo conta ainda com a colaboração da violinista Dalila Marques.



publicado por olhar para o mundo às 12:10 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.01.12

Os Lábios preparam o seu primeiro concerto em nome próprio em Lisboa. “Enamorados no Trindade” é o título do espectáculo que esta banda de Sintra vai dar no dia 14 de Fevereiro, na bonita e acolhedora sala do Teatro da Trindade, onde mostrarão o seu álbum de estreia, “Morde-me a Alma”, e, ainda, novas canções.

 

Em parceria com a Fundação Inatel, Os Lábios estão a organizar uma série de iniciativas paralelas ao concerto para dinamizar a ocasião. A primeira teve lugar esta tarde, de 24 de Janeiro, no bar do Teatro da Trindade: uma tertúlia onde a banda, na companhia de Miguel Ângelo – vocalista dos já extintos Delfins e produtor do álbum d'Os Lábios –, conversou com o público sobre as diferenças entre o que era fazer música nos anos 80 e o que é fazê-la agora, e, essencialmente, do processo de construção de um projecto musical em ambas as épocas.

 

Numa partilha de histórias, fotografias e vídeos recheados de memórias que contribuíram para uma conversa descontraída e animada, falaram-se de inúmeros tópicos relacionados com o tema principal: a importância (ou inexistência dela) de se compor em língua portuguesa; a actual dificuldade de se ser músico a tempo inteiro; conseguir-se (ou não) viver somente dos resultados financeiros da música; a dependência do mercado por parte das novas bandas; a capacidade (ou não) de internacionalização destas; e a originalidade (ou falta dela) no actual panorama de música em Portugal.

 

Em conversa com o Hardmusica, momentos antes do início da tertúlia, Os Lábios e Miguel Ângelo comentaram algumas destas questões.

 

“Hoje há muitos mais recursos, é tudo mais acessível ao nível económico e há também mais facilidade em fazer com que o produto final chegue às pessoas, mas, por outro lado, deixaram de existir filtros, já se não comunica tão objectivamente, a oferta é maior, e a procura é mais passível e não tão paciente dado a tão grande quantidade de informação que se recebe”, começou por explicar Eurico, um dos cinco elementos da banda.

 

O músico reconhece que desde os anos 80 apareceram inúmeras formas de comunicar e que tem crescido a possibilidade de se chegar a um número muito maior de pessoas, mas todos os elementos desta banda – que nasceu em Maio do ano passado – têm perfeita noção de que as dificuldades também são várias.

 

 

Até o próprio Miguel Ângelo, que teve um grande sucesso com os Delfins, que começaram precisamente nos anos 80, afirma que hoje existe “uma maior dificuldade do mercado em absorver carreira musicais”, principalmente por ser esta uma profissão que “implica muito investimento económico”.


>“A minha geração e a anterior à minha – a de Rui Veloso, Xutos e Pontapés, … – lutaram para ser profissionais, para viver da música e dedicar-se 24 horas por dia a ela, quer fosse a pensar nas composições ou na capa do disco. Agora, é muito difícil para os novos músicos terem um “conforto” apenas com as receitas desta área”, comentou Miguel Ângelo.

 

 

 

 

 

Via HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Miguel Angelo - A Canção

União das Tribos feat. Mi...

Miguel Angelo no Cineteat...

Miguel Angelo TOUR 2016

Miguel Angelo - Novo víde...

Fado do Fim do Mundo - Mi...

MUSA - Miguel Angelo

O TEU NATAL - Miguel Ange...

Miguel Ângelo regressa co...

Disco a solo de Miguel Ân...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds