Sábado, 31.12.16

 

Letra

 

sabes que eu sou maroto
sabes que eu sou maroto
eu sou maroto
eu sou maroto

eu sou maroto eu sou maroto
e eu sei que tu também és
eu sou maroto eu sou maroto
quero­-te da cabeça aos pés (2x)

1o verso (Pité)

eu sou um pouco
sou uma beca louco
tu és um anjo dos meus
dos que peca logo
tu adoras a maneira como eu falo e jogo
e como és do benfica vou levar­te ao colo
ó'pa ti com esses olhos bem rasgados
cintura bem fina e esse ass acentuado
ó'pa nós a fazer um role play
e a filmar as 51 sombras de grey
hey, eu sou maroto nessa dica
vem daí, é só marotos nessa klica
não há mulher como a minha
rainha que faz tudo o que me der nesta pinha

refrão

2o verso (YoCliché)

ela é amiga da minha mulher
passa a vida a dar em cima de mim
ela sabe bem, muito bem tudo aquilo que quer
só tá à espera que eu lhe diga que sim
espera que eu lhe dê o toque
que eu vá e volte
quase que me dá a volta
mas eu digo stop
maroto q.b, dê por onde dê
vai dizer que o melhor do dia dela
foi a parte clichê
vá­-se lá saber porquê
um gajo nem é perfeito
casa, cão, mulher e filha
deve ser por isso, por eu ser um homem feito

refrão final

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.12.16

 

Letra

 

Tu não tens um pingo de vergonha
Tu não tens um pingo de vergonha
E todo o homem sonha em ter alguém assim

Tu não tens um pingo de vergonha
Tu não tens um pingo de vergonha
E todo o homem sonha em ter alguém assim

Eu estou louco, tu não tens um pingo de vergonha.
No meu corpo não há uma parte que se oponha.
Dá-me um arrepio na pele, sinto água na boca, pois tu não esperas que eu suponha.

Uma lady na mesa
Uma louca na cama
Fomos loucos sobre a mesa sem esperar a sobremesa e eu adoro a forma como ela me chama

E quando tu mexes, remexes, te encostas a mim
A roupa a cair lentamente, tu mostras-te a mim
E quando tu mexes, remexes, te encostas a mim
Tu mordes, arranhas, não mudes, eu quero-te assim

Tu não tens um pingo de vergonha
Tu não tens um pingo de vergonha
E todo o homem sonha em ter alguém assim

Ela tem taras e manias

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.12.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 03.08.15

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.07.15

 

Letra

 

Refrão:

Abana a cabeça e não digas nada.

Deixa só baitar os roots
antes, tu não digas nada.
Pensamento não é só negro.
A minha mente, elevada.
No momento, desligada.
Um momento, chamada.
É o diabo a quem eu hoje
quero retirar o Prada.
Enquanto uns perdem tempo
a querer meter mc’s em covas,
mato damas só com o meu sorriso
e com duas covas.
Parto camas novas,
faço cenas novas.
Abana a cabeça até doer
este beat é sova.
Este beat é droga até bate por arrasto.
Não sei, tu caíste, deve ser do que tomaste.
isto é md.
Puro.
Sente.
Mexe essa cabeça até pareceres demente.

Refrão:

Abana a cabeça e não digas nada.

Senta no divã
levanta a garrafa,
está sem soutien
a mim agarrada,
ela não é fã
é só um cuarra,
Até de manhã
Todos nesta farra.

Farra a ferro e fogo
Jarra, não bebo do copo
Não gosto de brindar com pouco
ou quase nada.
Cada passo é uma lambada
danço com a vida ,
à espera naquela esquina
quase toda a madrugada.
Pago em notas a rodada
apostei tudo numa só jogada,
tinha quase, não pensei muito
e fiquei sem nada.
Tinha quase tudo não pensei muito
não pensei nada!

Refrão

Para toda a gente que está na casa connosco é só drama.


Para toda gente
que tá na casa conosco,
com o drama no rosto
cada um no seu posto
É SÓ DRAMA!
No sitio onde é suposto
se fazes com gosto
todo o ano é agosto
caso contrário já foste!

Vou para a corda bamba
beber e dançar um bom samba
Nao arrisca nao petisca
se for de boca então levanta,
Se for de boca então canta
espanta males, não cales
vais ver o que vales
abana até mata-los!

Instala-se a chama
estala-se o drama
cala quem chama,
quem quer ir para a cama vá.
Mas que o vosso vipe,
não nos mate o hype e a vibe já,
mate o som que já bate cá,
dropa que a tropa rocka e só quer um som no PA.
Sente o beat que vem como uma onda.
Não há esquemas nesta zona
aqui só esquemas noutra ronda.
Exercício na pista é Jane Fonda
e o som é tipo abraço de anaconda.
Tight.

Refrão

 



publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

Sábado, 14.03.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Domingo, 12.01.14
Letra
[Intro] Agora, ele vai se vingar, a Cobra, vai fumar

[Verse 1: Skillaz]
Estou coberto de cobras, com uma espada de cobre
Arma no coldre, gatilho na língua pois tenho fome, FOME
Medieval chama-me Conan o Bárbaro
Vingança serve-se fria e eu só sirvo bife tártaro
Eu só sirvo bife tártaro, cobras
Elas só comem bife tártaro

Hey Hey Hey Hey
O que eu não digo e não faço por não pensar em mim
Hey hey hey hey
O que eu não amo e não abraço por sorrir assim (x2)

Querem quê? Querem quê? Querem quê?
Querem que eu desca para o vosso nível dê por onde dê
E querem quê, querem como e querem quando
Querem cortar as duas pernas com que eu ando
Mas eu também sou louco
Também possuo veneno e aviso não é pouco
Percorre um canal no dente, por dentro é seco e ouco
E vou gritar enquanto subo até estar rouco

Eu tenho a solução para quem rasteja e é nefasto
Provar o seu coração e quão amargo é o seu rasto
Cada prego no caixão deles como um prego no tasco
Eu capuz preto, caneta, carrasco

[Hook: Skillaz]

Cobras sem fél
Partem mandíbulas nesta folha de papel
Cobras sem fél, camuflagem não esconde a cascavel (x2)
Camuflagem não esconde

[Verse 2: Yo:Cliché]

Poema insuficiente, microfone ingrato
Preocupo-me eu com o que essa gente pensa sobre o pensativo cigarro
Que acaba, nem ao fim do primeiro bafo
Inspiração profunda, sobre o olhar atento
Nem que seja à segunda, foge com esse veneno
Que não atinge o que esta caneta tinge
A palavra é um escudo contra essa espada infeliz

Não se podem esconder, por isso correm
Correm (x3)
Cobras que morrem quando mordem
Mordem (x3)

Fiel ao que me corre na veia
Alheio à vida alheia
à mesa com doze judas, numa última ceia
A história fica feia, as trinta moedas não dão todos os créditos para jogarem a vida inteira

[Hook: Skillaz]

Cobras sem fél
Partem Mandíbulas nesta folha de papel
Cobras sem fél, camuflagem não esconde a cascavel (x2)
Camuflagem não esconde

[Outro] A cobra, a cobra, a cobra está fumando


publicado por olhar para o mundo às 00:00 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

MGDRV - MAROTO

MGDRV - Tu Não Tens

MGDRV - PEOPLE À RASCA

MGDRV - S A L T A S Ó

M G D R V - ABANA A CABEÇ...

Tribruto x MGDRV - O que ...

MGDRV - CASCAVEL

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
blogs SAPO
subscrever feeds