Sexta-feira, 09.11.12

Vodafone Mexefest: Revelada a distribuição dos concertos por dias e salas

Já é conhecida a distribuição dos concertos do Vodafone Mexefest por dias e salas.

 

Pelo evento, que regressa a Lisboa nos dias 7 e 8 de dezembro, vão passar Aldina Duarte & Júlio Resende, Alt-J, Anarchicks, André Cascais, Batida, Beautify Junkyards, Bigott, Brass Wires Orchestra, Cais Sodré Funk Connection, Christopher Owens, Cody ChesnuTT, Coro Africano da Igreja de São Luís dos Franceses, Django Django, Efterklang, Elisa Rodrigues, Escort, Gala Drop, Inês Duarte, James Iha, Light Asylum, Little Boots, M-PeX, Madrid, Manuel Fúria, Michael Kiwanuka, Moodymann, Move D, MS MR, Noite Enchufada (com Branko, DJ Marfox, Pocz & Pacheko e Voxels), Nice Weather For Ducks, Nicotine's Orchestra, Noiserv, Os Quais, Peixe, Petite Noire, Pierre Aderne, Plaza, Roda de Choro de Lisboa, Robert DeLong, Samuel Úria, Shields, The 2 Bears, The Black Atlantic, The Discotexas Band, The Soaked Lamb, The StoneWolf Band, The Very Best, Trus'Me, Virgem Suta, Vitorino Voador.

 

O Cinema São Jorge – Sala Manoel de Oliveira e Sala Montepio, Teatro Tivoli BBVA, Cabaret Maxime, Ritz Clube, Estação Vodafone FM (Estação do Rossio), Starbucks, Altis Avenida Hotel, Sala Super Bock Super Rock (Ateneu Comercial de Lisboa), Sociedade de Geografia de Lisboa, Igreja de São Luís dos Franceses, Casa do Alentejo, Vodafone Bus e Ministerium Clube são os espaços que vão acolher o certame.

 

Os bilhetes para o festival continuam à venda e custam €40.

 

Confere a distribuição dos concertos por salas e dias aqui.

 

Sara Novais

Retirado de Sapo Música


publicado por olhar para o mundo às 16:58 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.10.12

Manuel Fúria e Pierre Aderne confirmados no MexefestManuel Fúria e Pierre Aderne confirmados no Mexefest

O festival que vai mexer a cidade de Lisboa, traz grandes nomes da música nacional e internacional e o cartaz para o evento está cada vez mais perto de ficar completo.

 

Nestas novas confirmações, o destaque na música nacional vai para um dos fundadores da Amor Fúria e para a sua estreia a solo, Manuel Fúria. 

O seu novo disco tem data de lançamento marcada para 28 de Janeiro, aproveitando assim para mostrar as novas canções no Vodafone Mexefest.

 

Ainda no capítulo do que se faz cá dentro, chegam as confirmações de Pierre Aderne, Beautify Junkyards, Vitorino Voador e, ainda, o muito aguardado regresso dos Plaza, que voltam aos álbuns e aos palcos quase sete anos depois.

 

Directamente da Holanda, chegam também os The Black Atlantic, um dos maiores fenómenos que a música europeia viu nascer nos últimos anos, graças ao poder da internet.

 

Os bilhetes para o festival têm o valor monetário de 40euros com acesso a todos os concertos dos dois dias do festival, podendo ser adquiridos na bilheteira do local do espectáculo a partir de 06 de Dezembro, ou nos locais de venda habituais.

 

Outros artistas anteriormente confirmados: Aldina Duarte & Júlio Resende, Alt-J, Batida, Beautify Junkyards, Bigott, Brass Wires Orchestra, Cais Sodré Funk Connection, Christopher Owens, Cody ChesnuTT, Coro Africano da Igreja de São Luís dos Franceses, Django Django, Efterklang, Elisa Rodrigues, Escort, Gala Drop, James Iha, Light Asylum, Little Boots, M-PeX, Madrid, Manuel Fúria, Michael Kiwanuka, Moodymann, Noite Enchufada (com Branko, DJ Marfox, Pocz & Pacheko e Voxels), Nicotine's Orchestra, Noiserv, Os Quais, Peixe, Petite Noire, Pierre Aderne, Plaza, Robert DeLong, Samuel Úria, Shields, The 2 Bears, The Black Atlantic, The Discotexas Band, The Soaked Lamb, The Very Best, Trus'Me, Virgem Suta, Vitorino Voador.

 

Sofia Silva

 

Retirado de HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 13:27 | link do post | comentar

Terça-feira, 09.10.12

Alt-J, Light Asylum, Efterklang e Noiserv no Vodafone Mexefest [saiba tudo aqui] -

 

Organização do evento da Avenida da Liberdade confirma também o alargamento a novas salas, como o Ritz Clube e a Estação Ferroviária do Rossio.

 

Alt-J (na foto), Light Asylum, Efterklang, The Very Best, Madrid, Petite Noire e Trus'Me são os nomes internacionais hoje adicionados ao cartaz do festival Vodafone Mexefest, que se realiza nos dias 7 e 8 de dezembro em várias salas da Avenida da Liberdade, em Lisboa. Nicotine's Orchestra, Noiserv, Os Quais e Soaked Lamb são os artistas portugueses também confirmados. Preço dos bilhetes para os dois dias mantém-se nos €40,00.  

Em conferência de imprensa, a organização do festival anuncia também que o festival vai ver alargado o número de salas de concertos: ao Cinema São Jorge, Teatro Tivoli, Cabaret Maxime, Casa do Alentejo, Igreja de São Luís dos Franceses e Sociedade de Geografia de Lisboa juntam-se agora a Estação Vodafone FM (na Estação Ferroviária do Rossio), a Sala Super Bock Super Rock (no Ateneu Comercial de Lisboa), o Ritz Clube, o Altis Avenida Hotel e o Starbucks, que receberá concertos durante a tarde. 

Recorde-se que já tinham sido anunciadas as atuações de Django Django, Gala Drop, Michael Kiwanuka, The 2 Bears, Brass Wires Orchestra e Escort. O festival vai também contar com um concurso de novas bandas intitulado Casting Vodafone Mexefest: as bandas mais votadas tocam numa das salas do Vodafone Mexefest (inscrições no site do festival, vodafonemexefest.com, entre 15 e 28 de outubro).

Retirado do Blitz



publicado por olhar para o mundo às 21:43 | link do post | comentar

Sábado, 03.03.12

Milhares de pessoas participaram no Festival Mexefest

Milhares de pessoas participaram no Festival Mexefest (Paulo Pimenta)

 O Festival Mexefest levou milhares de pessoas para as ruas do Porto sexta à noite. E hoje tem mais.

No cruzamento das ruas de Passos Manuel e de Santa Catarina, no Porto, há um eléctrico estacionado. É o quartel-general de uma fanfarra vestida de verde, liderada por uma rapariga transformada em ser alienígena. Atiram-se a uma versão de U Can’t Touch This, de MC Hammer, movida a sopros endiabrados e percussão anarquista. A uns passos dali, um sem-abrigo enche uma garrafa de chocolate quente, servido a pistola – serviço público patrocinado por uma operadora de telecomunicações. O chocolate quente, o algodão doce e as pipocas são gratuitos, algo que, suspeita-se, não agradará aos donos das banquinhas de cachorros e outras comidas rápidas. 

É meia-noite de sexta-feira, primeira noite do Mexefest, festival que termina hoje , e parece que tudo acontece: há um ruivo, King Krule, na Garagem Passos Manuel (uma improvável boa sala de concertos de média dimensão) a mostrar como se faz rock com apenas 17 anos; Cass McCombs apresenta canções de contornos clássicos no Teatro Sá da Bandeira; a sensação espanhola Russian Red mostra a sua folk delicadíssima no delicadíssimo Ateneu Comercial do Porto; e, claro, a Farra Fanfarra, os esverdeados intérpretes de U Can’t Touch This, fazem uma espécie de festival alternativo na rua, que tanto satisfazia quem cruzava a Passos Manuel em passo apressado para ir ver outro concerto, como aqueles que não desembolsaram os 40 euros do bilhete.

Era já uma tradição em Lisboa, ora enquanto Super Bock em Stock, ora enquanto Mexefest. Chegou este fim-de-semana ao Porto com o mesmo conceito: muitos concertos em vários palcos (e por “palcos” podemo-nos estar a referir a uma estação de metro ou ao Coliseu do Porto) numa zona da cidade. Entre sexta-feira e sábado, 40 concertos em dez espaços da Rua de Passos Manuel e arredores, num verdadeiro corre-corre, rua acima, rua abaixo, de sala em sala, numa tentativa de ver tudo (missão impossível: no Mexefest, onde os concertos simultâneos são a regra, é mesmo preciso fazer escolhas).

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 21:14 | link do post | comentar

Domingo, 08.01.12

Mexefest Porto: Dois dias para o Porto mexer ao som de nova música

 

O Porto recebe, nos dias 2 e 3 de março, o Vodafone Mexefest. É a primeira vez que este festival de inverno decorre na Invicta. Vão ser mais de 40 concertos divididos por 10 salas na baixa da cidade.

A rua de Passos Manuel é a espinha dorsal do festival. É nela ou à volta dela que o público vai andar para ver nomes comoTwin Shadow, Josh Rouse, Glockenwise, Supernada, St. Vicent, entre outros.

Coliseu do Porto, Cinema Passos Manuel, Maus Hábitos, Pitch Club, Teatro Sá da Bandeira, Ateneu Comercial do Porto, Café Majestic, Guarany e Fnac da rua Santa Catarina vão ser os palcos do festival. Também a garagem da rua Passos Manuel vai acolher performances e concertos. 

O conceito de concertos simultâneos e a decorrer em diversos espaços volta a repetir-se no Porto, «sempre com o sentido de novidade», disse Joana Godinho, programadora do festival, em conferência de imprensa.

A organização expressou o seu contentamento em poder realizar o festival na Invicta. «O Porto é muito pioneiro em dar a conhecer música», referiu a programadora. 

O vice-presidente da Câmara do Porto destacou a presença do festival «numa artéria que viu nascer a nova movida portuense». Vladimiro Feliz adiantou ainda que a autarquia quer apostar nesta zona da baixa para «descentralizar a zona da Rua da Galeria de Paris». 

O passe único para os dois dias de festival custa 40 euros e deve ser trocado no Coliseu do Porto por uma pulseira que garante acesso a todo os concertos, mediante a lotação de cada sala. Para os concertos mais concorridos, o melhor é chegar mais cedo, avisa a organização.

 

Via Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 00:03 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Vodafone Mexefest: Revela...

Manuel Fúria e Pierre Ade...

Alt-J, Light Asylum, Efte...

Mexefest, O corre-corre p...

Mexefest Porto: Dois dias...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds