Quarta-feira, 13.09.17

 

Letra

 

Letra

 

Refrão
Mariana era o seu nome
Era quem matava a fome
E a sede de viver (BIS)
 
I
Que dor é esta que me abrasa
que dor é esta que se alastra
Não, nao sei
diz quem és onde estás
Não escondas esqueças partas vás
Não, fica aqui
pois perdi quem eu sou
sim perdi quem me amou
perdi quem eu sou
sim perdi quem me amou
 
Refrão
 
II
Quero ver como estás
Quero mentir se for capaz
oh nao, nao vás
dá-me a fonte que desejo
entrego o corpo e um mau beijo
se, ficares aqui
pois perdi quem eu sou
sim perdi quem me amou
perdi quem eu sou
sim perdi quem me amou
 
Refrão
 
Letra enviada por Maria Marques
Muito Obrigado

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.05.16

 

Letra

 

MARIANA
Eis a que tudo deu e nada tem
Senão as cartas que a si mesma escreve
Nelas só arderá por quem não vem
A eternidade do seu corpo breve

Escreve cartas de amor para ninguém
Seu nome de mulher é Mariana
Escreve cartas e reza como quem
está mais perto de Deus por ser humana

Amou talvez o amor mais que o amante
Escreve cartas e dói-lhe um corpo ausente
Em seu corpo tão breve e tão distante

O resto é nunca mais haver depois
Escreve cartas de amor a si somente
Como quem só por si ama por dois

 



Nomeada monja por testamento de sua mãe, Mariana Alcoforado (1649-1723), sem nenhuma inclinação mística, foi destinada à vida religiosa. Os seus amores com o Marquês de Chamilly (oficial Francês que lutou em Portugal durante a Guerra da Restauração) provocaram escândalo, pelo que o Marquês preferiu afastar-se, prometendo mandar buscá-la. As cartas que Mariana escreve enquanto espera em vão, dão conta da sua tristeza crescente e comovem os corações.


Houve quem pusesse em causa a autenticidade das cartas por sere belas demais para terem sido escritas por uma mulher...

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 13.12.13

 

Letra

 

Sei que é difícil quando sabes que vais ser o colo de alguém
Sei que é difícil se assumes o que acontece e nem idade tens
Sei que é difícil, constróis a tua vida e descobres que és mãe
Sei que é difícil e tu também.


Sei que já deste tempo ao tempo e o tempo não passou
tinhas até um plano mas mesmo assim falhou
E nunca era suposto ter chegado onde onde chegou
Parecia só um enjoo passageiro mas com o tempo piorou
E agora também é tarde para chorar sobre os erros do passado
Olha para o que eu digo, não olhes para o que faço
Se o tempo voltasse atrás na tua adolescência qual escolhias entre os dois, 
verdade ou consequência?
Pois bem
Esta é uma nova etapa da tua vida e olha que a ralidade não bem como tu dizias
sei que tu ainda és nova e que tudo se transforma e o mundo que nem forma tinha outrora, tudo se reformula agora
Agora és tu e ele, e ele que aí vem, sabes o que é ser filha mas sabes o que é ser mãe?
As consequências que isso tem e as mudanças que advêm quando amigos já são pais, e pais de amigos já não são ninguém?
Soubeste sempre, eu sei que soubeste sempre, como é que foste pensar que isso contigo iria ser diferente?
Não deste ouvidos nem puseste em questão? Deste ouvidos aos teus amigos de litrosa na mão? Então...
Agora sabes que era só uma fase, por mais que eu saiba o quanto tu odeias esta frase
e logo agora que me imploravas que isto tudo acabasse, ainda tens que decidir e está quase. 

Refrão:

Sei que é difícil quando sabes que vais ser o colo de alguém
Sei que é difícil se assumes o que acontece e nem idade tens
Sei que é difícil, constróis a tua vida e descobres que és mãe
Sei que é difícil e tu também.


Apartir de agora vão parecer-te miúdos, todos imaturos e os amigos, não é por mal mas não contes com muitos
é uma ida sem volta, queres uma volta sem ida mas se deres a volta à vida, a vida volta?
Hoje vens da escola, o futuro pouco importa, fazes só o que queres fazer e nada te incomoda
São as modas, as drogas, as mocas, as motas, as voltas de microcar, as mensagens com quem trocas
as notas, as faltas, as negas, as falsas justificações de faltas que entregas, da praia e das festas
à noite as discotecas, está escrito na tua testa mas tu negas Vera, eu vejo...

Pegas nas chaves e sais, que não tem nada de mais, que são saídas normais e nada vai além
Eu sei onde é que tu vais e que eles te acham demais, pintas os olhos e sais, e queres enganar quem?
E os teus exames finais, e tu em festivais, e a conversa dos teus pais entra-te e sai-te a cem
Miúda vê onde vais, eles são todos iguais e amanhã quando acordares já não vais ter ninguém.


Refrão:

Sei que é difícil quando sabes que vais ser o colo de alguém
Sei que é difícil se assumes o que acontece e nem idade tens
Sei que é difícil, constróis a tua vida e descobres que és mãe
Sei que é difícil e tu também.

Scrach

Agora pára um pouco e pensa bem, 
4 semanas, vai fazer o teste
Olha à tua volta e pensa bem, 
5 semanas, vês o que fizeste?
Olha o teu futuro e pensa bem, 
ainda te lembras daquilo que me disseste?
E agora volta atrás e pensa bem...


Pegas nas chaves e sais, que não tem nada de mais, que são saídas normais e nada vai além
Eu sei onde é que tu vais e que eles te acham demais, pintas os olhos e sais, e queres enganar quem?
E os teus exames finais, e tu em festivais, e a conversa dos teus pais entra-te e sai-te a cem
Miúda vê onde vais, eles são todos iguais e amanhã quando acordares já não vais ter ninguém.


Refrão:

Sei que é difícil quando sabes que vais ser o colo de alguém
Sei que é difícil se assumes o que acontece e nem idade tens
Sei que é difícil, constróis a tua vida e descobres que és mãe
Sei que é difícil e tu também.


Música e Letra: João Pequeno 



publicado por olhar para o mundo às 09:27 | link do post | comentar

Quinta-feira, 01.12.11

Letra

 

Havia tanto por dizer
Deste amor que o vento apagou
Que os meus olhos recusam falar
O que não viram ficou para trás
Desta dor que só ouve o mar!

Havia tanto por contar
Meus olhos recusam falar!
Mas desta dor que só ouve o mar!

Não há amar
Como eu amei
Amor não vás
De mim embora

Não sei se voltarás de madrugada!
Desperta agora em mim a madrugada!

E os meus olhos recusam falar

Amor, não vás
Assim embora
Não há amar
Como eu amei
Amor não vás
De mim embora



publicado por olhar para o mundo às 17:10 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Rua Direita - Mariana

Maria Ana Bobone - Marian...

Verdade ou Consequência -...

Diva - Deserto Azul - Mar...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds