Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   Antigamente este fado Morria á espera de ti P’ra nascer na minha voz Não falava de pecado E quando te conheci Passou a falar de nós!   Tinha versos distraídos E nos meus cinco sentidos Não te sentia distante No correr de cada hora A dor da tua demora Eu sofria a cada instante! Hoje, vejo-te na rua Porém sei que não sou tua Nem tu foste meu um dia! Mas quando canto este fado Um grito dilacerado Minha voz enrouquecia! Quem me dera que voltasses E no meu corpo tocasses (...)
  Letra   Mesmo nas horas felizes, se as há Alguma coisa é proibida Posse impossível, distante, que dá Sentido diferente à vida O insaciável que existe na gente Domina a nossa vontade Triste final duma crença diferente Diferente da felicidade E sem saber até onde, o destino É ou não o que se quer Somos a lama, o barro divino Que cada um julga ser Na minha voz a cantar, corre o pranto Dum ser que não se entendeu E assim procuro encontrar o encanto Que a vida p’ra mim perdeu (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email