Segunda-feira, 27.11.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.11.17

luis alberto.jpg

 

LUIS ALBERTO BETTENCOURT REÚNE 40 ORIGINAIS DA SUA
CARREIRA EM FORMATO "BEST OF" DUPLO

 

No próximo dia 1 de Dezembro o músico açoriano Luís Alberto Bettencourt  lança um  novo trabalho discográfico, uma compilação de 40 músicas originais, numa edição digital, e física contendo dois CDs em embalagem "digipack".

A pré-encomenda do CD Duplo pode ser feita online e a pré-encomenda Digital já se encontra disponível através do iTunes. 

Desta vez, o músico e a sua equipa de técnicos decidiram abrir o seu baú discográfico e recuperar vários temas, desde do tempo do vinil até às suas mais recentes edições, numa surpreendente viagem sem qualquer preocupação de fidelidade estética sonora, possibilitando, desse modo,recordar algumas das suas mais emblemáticas composições que têm marcado a música contemporânea Açoreana, como, por exemplo, a mítica “Chamateia” ou “No Vapor da Madrugada” (nova versão), entre outras.

Num apurado trabalho de estúdio, onde a remasterização deu novo brilho a 40 obras já gravadas, podemos apreciar faixas dos álbuns “Cruzeiro” (1991), “Contemplações” (1997), “D’Azul e Negro” (2003), “O Silêncio das Horas” (2007), “Perfume das Ilhas” (2010) ,“Acústico” (2015) e ainda outras nunca editadas. A par destas, surgem novos temas compostos para este projeto.

É o próprio músico que afirma: “Estas canções, nascidas e fecundadas nas brumas do tempo, povoaram desde sempre o labirinto das minhas emoções.

Registá-las e vesti-las de novo foi um ato de amor prometido aos atalhos da minha consciência”.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sábado, 30.09.17

vulcão.jpg

 

LUIS ÁLBERTO BETTENCOURT  COM PILAR SILVESTRE
"O Vulcão Que Veio do Mar"

 

Precisamente no aniversário da erupção do Vulcão dos Capelinhos, Luís Alberto Bettencourt lança nas principais plataformas digitais de música, uma obra que juntou grandes nomes da cultura açoriana de homenagem a esse acontecimento que marcou para sempre a Ilha do Faial e os Açores.

De seu nome "O Vulcão Que Veio do Mar", tem Luís Alberto Bettencourt como autor da música,  a letra é de Victor Rui Dores, interpretação de Pilar Silvestre e a orquestração de Carlos Frazão.
 

Luís Alberto Bettencourt, foi agraciado no passado dia 5 de Junho com a InsígniaAutonómica de Reconhecimento numa cerimónia que terá lugar na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.  Ainda este ano esteve presente no Festival do Avante compartilhando o palco com Zeca Medeiros.

O música açoriano conta com 40 anos de carreira e 10 álbuns gravados e várias bandas sonoras de programas de televisão e algumas das suas composições são consideradas verdadeiros hinos dos Açores, como "Chamateia", "Vapor da Madrugada" ou "Boi do Mar". 

As suas músicas são interpretadas por grandes nomes do nosso panorama como António Zambujo ou Kátia Guerreiro.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.03.16

luisalberto.jpg

 


Luis Alberto Bettencourt

 

O músico e compositor Luis Alberto Bettencourt oferece-nos neste concerto uma curiosa e inventiva viagem por sons e temáticas universais, onde as suas raízes insulares repousam numa atmosfera acústica e apetecida.

Acompanhado por cinco músicos em palco, convida Filipa Pais e Bia, que interpretam algumas canções do autor que são atualmente referências importantes da música açoreana contemporânea e de expressão universal.

Músicos
António Feijó: contrabaixo
Paulo Bettencourt: guitarra de aço
Eduardo Botelho: guitarra de nylon
Pedro Silva: teclas,
Ricardo Reis: bateria

 

Música
Dia 19



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.02.16

 

Letra

 

Se amanhã quando acordares
Não te vir ao pé de mim
O sol nunca mais brilhará
Que vai ser do meu jardim

O céu nunca mais vai ser azul
Os dias vão ser noites sem luz
Se amanhã te vou perder
Diz-me ao menos como vais

Aqui fico a sofrer
E os dias são sempre iguais
Não há nada igual a esta dor
Só contigo este céu tem outra cor

E então os meus olhos hão-de ver
Outras cores que eu nunca vi
O sol que no céu se escondeu
Finalmente vai sair

Assim é tão bom amanhecer
A vida tem mais sabor
Lá fora o arco-íris vai nascer
Tem as cores deste amor

E o céu finalmente é mais azul
Já foi negro mas agora tem mais luz

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.02.16

luisalbertobettencourt.png

 

Luís Alberto Bettencourt
19 Março · 21h30 · Cineteatro Municipal D. João V   

No dia 19 de Março, Luís Alberto Bettencourt sobe a palco no Cineteatro Municipal D. João V para uma curiosa e inventiva viagem por sons e temáticas universais, onde as suas raízes insulares repousam numa atmosfera acústica e apetecida.

Acompanhado por cinco músicos em palco - António Feijó (contrabaixo), Paulo Bettencourt (guitarra de aço), Eduardo Botelho (guitarra de nylon), Pedro Silva (teclas), Ricardo Reis (bateria) - e pelas convidadas, Filipa Pais e Bia, Luís Alberto Bettencourt irá interpretar algumas das suas canções que são atualmente referências importantes da música açoreana contemporânea e de expressão universal.
 
 
 

Natural de Ponta Delgada, é membro da Sociedade Portuguesa de Autores com mais de 70 obras registadas, e está representado em diversas colectâneas, entre as quais “XX Melodias, XX Poemas, XX Pinturas do Século XX” (Direcção Regional da Cultura), “L’Éxpedition de Jules Vernes” (editado em França), “7 Anos de Música” (RTP/A) e “Ilha dos Amores” (TVI).

Em 1987, a partir de um texto de António Melo e Sousa, e a convite de Zeca Medeiros, compôs o tema “Chamateia”, hoje considerado uma referência da música açoriana contemporânea e gravada por mais de 25 formações musicais. Musicou também os temas “Boi do Mar” e “História de um Vulcão” de Victor Rui Dores.

A sua música transpira a essência e o aroma das ilhas, onde o amor emerge num sentido de pura contemplação e alerta, perpetuada em diversos discos e bandas sonoras como “O Barco e o Sonho”, “Balada do Atlântico”, “Ilhas de Bruma”, “Os Últimos Baleeiros”, “A História de um Vulcão”, “Ilha dos Amores” (TVI), etc.


Banda revelação (jornal O Tempo 1982) banda Construção.
Prémio Melhor compositor ( 1994)
Prémio Prestigio (2006)
Prémio Carreira (Açores 2007)

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim

posts recentes

Milhafre das Ilhas - Luis...

LUIS ALBERTO BETTENCOURT ...

LUIS ÁLBERTO BETTENCOURT ...

Luis Alberto Bettencourt...

Luis Alberto Bettencourt ...

Luis Alberto Bettencourt ...

Luís Alberto Bettencourt ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
OUÇA A NOSSA RADIO EM https://goo.gl/ouzpk3
Eu queria a letra dessa música
YK é Noizz Kappa, Halloween a grande Alma, melhor ...
Eu adoro esta musica muitos deijos.
Mesmo Shakespere n escreveria tão bonito assim sob...
Adorei esta versão da original de Silvio Rodriguez...
Música sempre atual
Muito obrigado pela informação, já actualizei o po...
Os créditos da Praia dos Lilases são do próprio Si...
blogs SAPO
subscrever feeds