Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

    Letra   Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, à desfilada Canta rouxinol canta não me dês penas, cresce girassol cresce entre açucenas Afoga-me o corpo todo se te pertenço, rasga-me o vento ardendo em fumos de incenso Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, (...)
  Letra   Lembra-me Um Sonho Lindo Fausto   Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, à desfilada Canta rouxinol canta não me dês penas, cresce girassol cresce entre açucenas Afoga-me o corpo todo se te pertenço, rasga-me o vento ardendo em fumos de incenso Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue es (...)
  letra   Lembra-me Um Sonho Lindo Fausto   Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, à desfilada Canta rouxinol canta não me dês penas, cresce girassol cresce entre açucenas Afoga-me o corpo todo se te pertenço, rasga-me o vento ardendo em fumos de incenso Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue est (...)
  letra   Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, à desfilada Canta rouxinol canta não me dês penas, cresce girassol cresce entre açucenas Afoga-me o corpo todo se te pertenço, rasga-me o vento ardendo em fumos de incenso Lembra-me um sonho lindo quase acabado, lembra-me um céu aberto outro fechado Estala-me a veia em sangue estrangulada, estoira num peito um grito, (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email