Quarta-feira, 09.01.13
 


letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 17:36 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.05.12

 

Letra

 

Sinceramente 
não te prives de tomar o meu lugar 
o que é meu é meu 
sei que não és capaz de me agarrar 

Vem, não vamos continuar 
arrastar as coisas de bar em bar 
copos e filosofia 
e tu com a puta da mania 

Para ser honesto, não vejo nada, não sinto nada 
e tudo resto é uma parte de acabar 
por te dizer na cara como és inútil 
como é tão fácil dizer o certo para te agradar 
e a tua laia diz-lhes que saiam, 
que se recolham porque eu vou chegar 
e a essa escumalha, diz-lhes que venham 
para o meu lugar 

tu não consegues sequer levantar o braço 
julgas-te aço 
decide lá em que compasso me queres matar 

Recolhe os putos 
nós vimos brutos 
reluz o síndrome 
e a vontade de te espancar 
somos enxutos e demasiado barbudos 
para te alegrar 

E a tua laia diz-lhes que saiam 
e a essa escumalha diz-lhes que venham 

tu não consegues sequer levantar o braço 
julgas-te aço 
decide lá em que compasso me queres matar



publicado por olhar para o mundo às 08:45 | link do post | comentar

Domingo, 25.03.12

 

letra

 

Lembra-me um sonho lindo
quase acabado,
lembra-me um céu aberto
outro fechado

Estala-me a veia em sangue
estrangulada,
estoira num peito um grito,
à desfilada

Canta rouxinol canta
não me dês penas,
cresce girassol cresce
entre açucenas

Afoga-me o corpo todo
se te pertenço,
rasga-me o vento ardendo
em fumos de incenso

Lembra-me um sonho lindo
quase acabado,
lembra-me um céu aberto
outro fechado

Estala-me a veia em sangue
estrangulada,
estoira num peito um grito,
à desfilada

Ai como eu te quero,
ai de madrugada,
ai alma da terra,
ai linda, assim deitada

Ai como eu te amo,
ai tão sossegada,
ai beijo-te o corpo,
ai seara, tão desejada 



publicado por olhar para o mundo às 08:17 | link do post | comentar

Sábado, 24.03.12


publicado por olhar para o mundo às 17:49 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.03.12

 

Letra

 

O vento vai mudar

Sinto as pernas arfar

Sem vontade de ficar

O que o chão quer agarrar

 

O vento vai mudar

Com ele vem o perigo

Vou parar outro lugar

Bem-vindo ao meu umbigo

 

O vento vai mudar

Vai-se aproximar

Para me olhar nos dentes

Para os ver cerrar

 

O vento vai mudar

Com ele vem o perigo

Vou parar outro lugar

Bem-vindo ao meu umbigo

 

E se o vento mudar

Vamos saber se dói

O que havia para levar

Nas palavras que o corpo mói

Nas palavras que o corpo mói

Nas palavras que o corpo mói

 

E quando o vento mudar

Vou deixar-te ganhar

Com um discurso triste

Firme de dedo em riste

 

O vento vai mudar

Com ele vem o perigo

Vou parar outro lugar

Bem-vindo ao meu umbigo

 



publicado por olhar para o mundo às 23:20 | link do post | comentar

Domingo, 26.02.12

 

Letra

 

Parte 1:
Interessante o teu cenário
Chegas cheio de manias a pensar que sou otário
A tua vibe não me enganou
Trazes mau ambiente tipo alguém se peidou
Sabe-la toda, dás-me os parabéns 
Mas no fundo queres que me foda
És actor de hollywood, mas o teu plano não me ilude
Tu para mim nem existes
Mas insistes em fazer figuras tristes 
Abres a boca, só sai vocu
Já caguei merdas mais importantes do que tu, boy.

Refrão: 
Eu conheço a tua laia, ya, yo. ( a tua laia )
Eu conheço a tua laia, ya, boy. ( a tua laia )

Parte 2: 
Essa laia de invejosos
Cambada de parvalhões invejosos
Eu sinto o cheiro a merda ao longe
Essa laia que se cospe mas 
Que se venhem com os meus sons
Maldito ala-rins
Tu bem te esforças, mas o que dizes não me atinge 
Faço-te controlo alto delete 
No fundo querias ser como eu, admite 
Vocês são todos iguais
E quanto mais vos conheço mais gosto de animais
E se fosses inteligente, 
Não confundias gel de banho com detergente

Refrão: 
Eu conheço a tua laia, ya, yo. ( a tua laia )
Eu conheço a tua laia, ya, boy. ( a tua laia ) 

Parte 3: 
Cospem onde comem
Laia de traidores, essa merda não é de homem
És pior que cancro do pulmão
É que um tumor pode evoluir e tu, não
É que nem tenho tempo a perder
Por mais que falem nas minhas costas, acabo sp por saber
Nunca me enganaste
Fui eu que escrevi os manuais que estudaste
Bom queres swag, motherfucker trash
És bom como a merda, deves ter chumbado na creche 
Limpa o catarro e faz-te mas é a estrada
Porque se tu queres bife, eu dou-te carne picada, boy

Refrão: 
Eu conheço a tua laia, ya, yo. ( a tua laia )
Eu conheço a tua laia, ya, boy. ( a tua laia )




publicado por olhar para o mundo às 12:52 | link do post | comentar | ver comentários (1)


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Laia - Fustigar uma Pedra

O Bisonte - Laia

LAIA - Lembra-me Um Sonho...

Laia - Abater

Arraial Montado - Laia

Boss AC - Laia

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
Posts mais comentados
1 comentário
blogs SAPO
subscrever feeds