Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   Cheia de penas, cheia de penas me deito E com mais penas, com mais penas me levanto No meu peito, já me ficou no meu peito Este jeito, o jeito de te querer tanto Desespero, tenho por meu desespero Dentro de mim, dentro de mim o castigo Não te quero, eu digo que não te quero E de noite, de noite sonho contigo Se considero que um dia hei-de morrer No desespero que tenho de te não ver Estende o meu xaile, estende o meu xaile no chão Estende o meu xaile e deixo-me adormecer Se eu soubesse, se eu soubesse que morrendo
    Letra   Cheia de penas, cheia de penas me deito E com mais penas,com mais penas me levanto E no peito já me ficou no meu peito Esse jeito, o jeito de te querer tanto Desespero tenho por meu desespero Dentro de mim, dentro de mim o castigo Não te quero eu digo que não te quero E de noite, de noite sonho contigo Se considero que um dia hei-de morrer No desespero que tenho de te não ver O meu xaile, estendo o meu xaile no chão Estendo o meu xaile e deixo-me adormecer Se (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email