Quinta-feira, 17.09.15

 

Letra

 

Oh malmequer mentiroso,
Quem te ensinou e mentir?
Tu dizes que me quer bem
Quem de mim anda a fugir

Refrão:
Desfolhei um malmequer
No lindo jardim de Santarém
Mal me quer, bem me quer
Muito longe está quem me quer bem

Um malmequer pequenino
Disse um dia á linda rosa
Por te chamarem rainha
Não sejas tão orgulhosa

Refrão:
Desfolhei um malmequer
No lindo jardim de Santarém
Mal me quer, bem me quer
Muito longe está quem me quer bem

Malmequer não é constante
Malmequer muito varia
Vinte folhas dizem morte
Treze dizem alegria

Refrão (2x):
Desfolhei um malmequer
No lindo jardim de Santarém
Mal me quer, bem me quer
Muito longe está quem me quer bem

Lusitana, rosa morena
Não tenhas pena, meu amor leal
Dá-mos os braços, dá-me os teus laços
E vem dar vivas e Portugal

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Domingo, 09.11.14

 

 

A fadista Katia Guerreiro afirma que o seu novo álbum, “Até ao Fim”, editado nesta próxima semana, revela “uma viragem e, ao mesmo tempo, uma definição de carreira”.

O álbum, com a etiqueta da Uau, é constituído por 12 temas, um deles assinado pela fadista, pela primeira vez, em música e letra, “Eu gosto de ti (canção para a Mafalda)”, que é um dedicatória à sua filha de dois anos, que inspirou também outro fado, “Nesta noite”, música e letra de Paulo Valentim, que já assinou outros temas para a fadista, como “Segredo”, e a acompanhou à guitarra.

“O Paulo começou a compô-lo em Macau, onde esteve, e quando a veio conhecer ofereceu-lho, e eu achei que fazia todo o sentido inclui-lo neste CD”, disse à Lusa Katia Guerreiro.

O álbum surge seis anos depois do último álbum de inéditos da fadista, período durante o qual editou “Fados do Fado”, e o CD/DVD do seu espetáculo em 2012, no Olympia, em Paris.

Trata-se de “uma viragem porque tenho músicos novos a trabalhar comigo, e que se dedicaram de alam e coração a este novo projeto, porque decidi desta vez não tomar as rédeas sozinha e ter um produtor musical [Tiago Bettencourt] ao meu lado, desresponsabilizando-me de grande parte das decisões em relação ao disco e à parte musical”, disse a fadista ressalvando que o repertório foi escolhido por si.

“Por outro lado, deixa-me revelar um pouco mais de mim, de uma forma mais leve, mais descontraidamente, do que acontecia anteriormente, acrescentou.

A fadista referiu os cerca de 15 anos de carreira que lhe ensinaram muito. “Há um conceito musical composto de várias experiências e convivências musicais”, realçou.

Amália Rodrigues continua a ser “uma matriz”, reconheceu a fadista que, neste álbum, recria “À Janela do meu peito”, de Alberto Janes, do repertório da diva, e ainda “Quero Cantar para a Lua”, de autoria de Amália, poema musicado por Pedro Castro, um dos músicos que a acompanha.

A fadista realçou a importância dos músicos nesta nova faceta. São eles, na guitarra portuguesa, Pedro Castro e Luís Guerreiro, na viola, João Mário Veiga, que a acompanha desde a sua estreia nas lides fadistas, e, na viola baixo, Francisco Gaspar, que apresentou como “um jovem talento, discípulo de Joel Pina”, e que foi buscar ao jazz para o trazer para fado - “e parece que muito bem, pois é excelente e todos aprendemos com ele”, disse.

O alinhamento inclui uma letra de Rita Ferro, “Mentiras”, que Pedro Castro musicou, um tema de autoria, letra e música, de Paulo de Carvalho, “9 Amores”, uma homenagem aos Açores, arquipélago onde a fadista, nascida na África do Sul, viveu.

Dos Açores há ainda uma referência ao poeta Rui Machado, seu professor de Filosofia que reencontrou, e de quem canta “Fado dos Contrários”, escrito propositadamente para Katia Guerreiro, e que canta no fado Triplicado, de José Marques.

“Disse-te ao mar que te amava”, de José Fialho Gouveia, no fado Franklin de Sextilhas, foi um dos destaques da fadista que revelou ter sido ela quem desafiou o jornalista a escrever e que conta fazer um álbum apenas com poemas de Fialho Gouveia.

“Tenho uma gaveta cheia de poemas do José Fialho [Gouveia] e esse projeto já esteve em marcha, era para ser feito com o maestro Pedro Osório, que entretanto foi à sua vida”, disse a fadista referindo-se à morte do compositor, em 2012.

Do poeta Vasco Graça Moura, Katia Guerreiro interpreta dois poemas, “Até ao Fim” e “As Quatro Operações”, musicados respetivamente por Tiago Bettencourt e por Pedro Castro com Bettencourt.

Outro poeta que escolheu, e que já tinha interpretado, é de Sophia de Mello Breyner Andresen, de quem gravou “Sei que estou só”, que Bettencourt musicou.

Entre as surpresas do álbum, Katia Guerreiro referiu Samuel Úria que escreveu para si “Fado que nos fez”, que interpreta no fado Versículo, de Alfredo Marceneiro.

A fadista afirmou que vai apresentar este disco apenas no circuito “das FNAC”, prevendo para a primavera os primeiros concertos em palco.

"Dou tempo ao tempo. Quero que as pessoas conheçam primeiro o disco. É muito mais interessante apresentar os temas com as pessoas já a conhecê-los", rematou.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:12 | link do post | comentar

Domingo, 06.07.14

Katia Guerreiro apresenta concerto de solidariedade no Porto

A fadista Katia Guerreiro, distinguida em 2010 com o Prémio Amália para a Melhor Fadista, atua no dia 10 de julho, às 21:30, no Teatro Municipal Rivoli, no Porto, num concerto cujas receitas revertem a favor da Liga dos Amigos do Hospital de São João.

 

“Neste espetáculo, a fadista fará uma viagem pelos maiores êxitos da sua carreira”, designadamente “Segredos”, “Asas” ou “Tenho uma saia rodada”, e é acompanhada por Luís Guerreiro, na guitarra portuguesa, João Veiga, na viola, e Francisco Gaspar, na viola baixo.

 

A fadista, a celebrar 13 anos de carreira, tem seis discos editados e um DVD do seu concerto no Olympia, em Paris, em janeiro de 2012, ano em que foi condecorada, pelo Governo francês, com a Ordem de Artes e Letras.

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:36 | link do post | comentar

Domingo, 16.03.14

 

 

 

Letra

 

Eu te disse que eu era inocente baby,
E não era esse homem que dizias ser,
Mas o teu ciume no teu ouvido pôs algodão.
Eu te disse que te amava e tu sem noção,
Eu fui chamado burro por dançar a tua canção,
Mas não me importei me dediquei de coração.

E do resto do mundo eu não quis saber
Fiz-te meu mundo e tudo fiz para ver
Nem que fosse um sorriso em ti já estava bom.
Meu telefone e email tu tinhas o pin
Dei-te mil motivos para confiares em mim
Mas nada disso foi suficiente pra ti.

Refrão:

Então agora não me toca
Não quero saber de beijos, não me toca
Não quero saber de abraços, não me toca
Não quero saber do teu amor

Então agora não me toca
Não quero saber se faço bem, não me toca
Não quero saber se faço mal, não me toca
Pra ti sou sempre o vilão.

Eu disse que eu era inocente baby
Eu fui sincero
No fundo tu sabias mas ainda assim, tu...
Fizeste escândalos,
Prejudiquei-me várias vezes por caprichos teus,
Teu desrespeito matou o cupido em mim.
Foste egocêntrica, egoista o que é de bom
Queres só pra ti, mas o que cobraste
Tu nunca soubeste dar, não.
Vivi carente de carinho enquanto tu o tens de sobra,
Mas mesmo assim não deixei de ser o vilão.

Refrão:

Então agora não me toca
Não quero saber de beijos, não me toca
Não quero saber de abraços, não me toca
Não quero saber do teu amor

Então agora não me toca
Não quero saber se faço bem, não me toca
Não quero saber se faço mal, não me toca
Pra ti sou sempre o vilão

Me deixa ir (3x)
Em paz, pois eu preciso respirar novos ares
Por aí baby,oohh yeeeeeh
Pois não foi falta de aviso, não foi falta de aviso

Refrão:

Então agora não me toca
Não quero saber de beijos, não me toca
Não quero saber de abraços, não me toca
Não quero saber do teu amor

Então agora não me toca
Não quero saber se faço bem, não me toca
Não quero saber se faço mal, não me toca
Pra ti sou sempre o vilão

O amor que eu te dei agora vejo que foi em vão, tudo foi em vão.
O amor que eu te dei agora vejo que foi em vão, tudo foi em vão.

O carinho que eu te dei
Todo aquele mimo que eu te dei
Todo o amor que eu te dei
Eu agora vejo que foi em vão, em vão!

Me deixa ir (3x)



publicado por olhar para o mundo às 22:35 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Quarta-feira, 29.01.14

Kátia Guerreiro: «O fado é a canção que canta a vida»

A fadista Kátia Guerreiro, que atua em Madrid na sexta-feira, disse esta terça-feira numa conferência de imprensa na capital espanhola que “o fado é a canção que canta a vida”.

 

Kátia Guerreiro atua na sexta-feira no Teatro Nuevo Apolo, em que apresentará o CD “Live at Olympia”, que regista a atuação naquela sala parisiense, em janeiro de 2012.

 

A criadora de “Segredos” disse que o espetáculo em Madrid será “uma réplica” do concerto na sala das rue des Capucînes e constituirá uma possibilidade de partilhar com o público espanhol os seus “grandes êxitos”, assim como “temas que nao cantava há muito tempo”.

 

Distinguida com o Prémio Melhor Fadista, pela Fundação Amália Rodrigues, em 2010, Kátia Guerreiro referiu-se ao espetáculo no Olympia como uma noite “cheia de emoções e momentos mágicos que foram únicos”.

 

Sobre a ideia de gravar em disco o espetáculo, afirmou: "Tive um instinto de que seria uma noite especial, sentia-me inspirada. Foi o instinto mais acertado da minha vida".

 

A fadista destacou os muitos fãs de fado que há em Espanha, o que para si é “uma grande responsabilidade” e referiu que a convivência com o flamenco torna o público espanhol mais recetivo à “intensidade das emoções” do fado.

 

A fadista afirmou que os temas que canta “fazem parte da sua história” e que, cantando, “exorciza tudo o que alma quer dizer”. Neste sentido, a criadora de “Asas” nega que o fado seja apenas triste, e defendeu que também tem outras emoções, como a felicidade e a alegria. “O fado é vida e a vida é tudo”, rematou.

 

Segundo a Efe, Kátia Guerreiro está a preparar o novo álbum de estúdio que espera terminar no final da próxima primavera.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:25 | link do post | comentar

Sábado, 21.12.13

Katia Guerreiro é hoje condecorada com Ordem das Artes e Letras da França

A fadista Katia Guerreiro vai ser hoje condecorada, em Lisboa, pelo Governo francês, com as insígnias de Cavaleiro da Ordem de Artes e Letras.

 

De acordo com uma nota de imprensa da embaixada de França, a fadista será condecorada hoje, às 18:30, numa cerimónia no Palácio de Santos, pelo embaixador Jean-François Blarel.

 

A embaixada recorda que a fadista portuguesa, de 37 anos, ao longo dos seus 13 anos de carreira, fez espetáculos nas salas mais importantes de França, como a Ópera de Lyon, a Catedral de Reims, o Teatro Nacional de Bordéus, o Trianon, o Olympia e o Teatro de La Ville de Paris, entre outros.

 

Em 2005, depois do evento “Rencontre pour l’ Europe de la Culture”, na Comédie Française, em Paris, Katia Guerreiro foi nomeada Membro do Parlamento Europeu da Cultura, do qual faz parte até hoje.

 

Em 2009, foi convidada pelo L’Ensemble Basse Normandie, que orquestrou alguns dos seus temas mais emblemáticos para uma digressão de 10 concertos em 10 cidades francesas e, no ano seguinte, o grupo veio a Portugal atuar com a fadista numa série de concertos.

 

Katia Guerreiro nasceu na África do Sul, em 1976, viveu depois nos Açores e veio para Lisboa, onde se licenciou em Medicina.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:23 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.11.13

Noidz

 

 

 

O Festival de Inovação e de Criatividade (IN) está  decorrer em Lisboa entre os dias 14 e 17 de Novembro, 

 

O encerramento do festival será feito com um espetáculo dos  Noidz  com a participação da fadista Katia Guerreiro, será noParque das Nações, dia 17 , domingo, às 21:00



publicado por olhar para o mundo às 20:31 | link do post | comentar

Domingo, 20.10.13

 

Letra

 

Não negues, confessa
Que tens certa pena
Que as mais raparigas
Te chamem morena.

 

Pois eu não gostava,
Parece-me a mim,
De ver o teu rosto
Da cor do jasmim.

 

Eu não... mas enfim
É fraca a razão,
Pois pouco te importa
Que eu goste ou que não.

 

Mas olha as violetas
Que, sendo umas pretas,
O cheiro que têm!
Vê lá que seria,
Se Deus as fizesse
Morenas também!

 

Tu és a mais rara
De todas as rosas;
E as coisas mais raras
São mais preciosas.

 

Há rosas dobradas
E há-as singelas;
Mas são todas elas
Azuis, amarelas,
De cor de açucenas,
De muita outra cor;
Mas rosas morenas,
Só tu, linda flor.

 

E olha que foram
Morenas e bem
As moças mais lindas
De Jerusalém.


E a Virgem Maria
Não sei... mas seria
Morena também.

Moreno era Cristo.


Vê lá depois disto
Se ainda tens pena
Que as mais raparigas
Te chamem morena!





publicado por olhar para o mundo às 17:42 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.06.13

http://hardmusica.pt/noticia_detalhe.php?cd_noticia=16366


Katia Guerreiro abre Festival em Madrid

Katia Guerreiro, convidada para abrir a terceira edição do Festival de Fado de Madrid, que acontece na noite de 20 de Junho, na Sala Roja dos Teatros del Canal, irá revisitaros fados mais emblemáticos de uma carreira de doze anos e com seis trabalhos editados.

 

Tendo como tema “Palavras e Poetas do Fado”Katia Guerreiro mais uma vez irá privilegiar, grandes poetas portugueses como Sophia de Mello Breyner, António Lobo Antunes, Fernando Pessoa, nos fados que irá interpretar.

 

“Asas” e “Amor de Mel e Fel” serão alguns dos temas a apresentar neste que é o maior e mais importante evento de divulgação do Fado em Espanha.

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 10:42 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.05.13

Katia Guerreiro apresenta no CCB espetáculo idêntico ao realizado no Olympia

A fadista Katia Guerreiro atua no dia 1 de junho no grande auditório do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, num espetáculo que segue o alinhamento do apresentado em janeiro do ano passado, no Olympia, em Paris.


"O alinhamento será o do concerto do Olympia, que foi uma viagem por toda a carreira de Katia Guerreiro, onde consta um tema novo nunca gravado, chamado 'Alegoria', criado de propósito para esse espectáculo, e que é um poema que joga com diversos títulos dos mais emblemáticos temas da sua carreira, uma letra de João Veiga na música tradicional do Fado Licas, de Armando Machado", disse à Lusa fonte da produtora da fadista.

 

Do alinhamento parisiense constaram temas do repertório de Amália Rodrigues, como "Amor de mel, amor de fel" e "Havemos de ir a Viana", ou do cantor Max, "Rosinha dos limões". Entre as suas criações, Katia Guerreiro cantou "Segredos", de Paulo Valentim.

 

A mesma fonte acrescentou que "os dois temas preparados para o público francês, 'Lisboa', de Charles Aznavour, e 'Ma plus belle Histoire d'Amour', de Barbara, serão substituídos por dois momentos com convidados, especialmente preparados para o público português".

 

"Querendo surpreender o público no CCB, não revelaremos que momentos e convidados serão", rematou a mesma fonte.

 

O concerto na sala parisiense foi registado, para ser o primeiro DVD da carreira da fadista, e "sairá brevemente, primeiro no mercado nacional e, em seguida, no mercado internacional", disse a mesma fonte.

 

No palco do CCB, a fadista será acompanhada por Luís Guerreiro e Pedro de Castro, na guitarra portuguesa, João Veiga, na viola, e Francisco Gaspar, no contrabaixo.

 

"E tal como aconteceu em Paris, Pedro de Castro irá acompanhá-la também ao piano", em alguns temas, disse a mesma fonte.

 

Katia Guerreiro começou a cantar há 12 anos. Médica de profissão, divide-se entre a prática clínica, como oftalmologista, e os palcos.

 

Editou o primeiro álbum, "Fado Maior", em julho de 2007, contando já com seis discos, tendo gravado duetos com Maria Bethânia, Martinho da Vila, Simone de Oliveira e Ney Matogrosso. Em 2011 recebeu o Prémio Amália para Melhor Intérprete.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:59 | link do post | comentar

Sábado, 01.09.12

 

 

Letra

 

Ninguém consegue 
Por muito forte que seja 
Alcançar o que deseja 
Seja qual for a ambição 
Se não tiver 
Dando forma ao seu valor 
Uma promessa d'amor 
Que alimenta uma ilusão 


Uma mulher 
É como uma guitarra 
Não é qualquer 
Que a abraça e faz vibrar 
Mas quem souber 
Da forma como a agarra 
Prende-lhe a alma 
Nas mãos que a sabem tocar 
Por tal razão 
Se engana facilmente 
Um coração 
Que queria ser feliz 
Guitarra triste 
Que busca um confidente 
Nas mãos de quem não sente 
O pranto que ela diz 


Não há ninguém 
Que não peça à própria vida 
A felicidade merecida 
De quem um dia nasceu 
E de tal forma 
A vida sabe mentir 
Que a gente chega a sentir 
O Bem que ela não nos deu 


Uma mulher 
É como uma guitarra 
Não é qualquer 
Que a abraça e faz vibrar 
Mas quem souber 
Da forma como a agarra 
Prende-lhe a alma 
Nas mãos que a sabem tocar 
Por tal razão 
Se engana facilmente 
Um coração 
Que queria ser feliz 
Guitarra triste 
Que busca um confidente 
Nas mãos de quem não sente 
O pranto que ela diz



publicado por olhar para o mundo às 17:19 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20.01.12

 

Letra

 

Talvez não saibas 
Mas dormes nos meus dedos 
De onde fazem ninhos as andorinhas 
E crescem frutos ruivos e há segredos 
Das mais pequenas coisas que são minhas 

Talvez tu não conheças mas existe 
Um bosque de folhagem permanente 
aonde não te encontro e fico triste 
Mas só de te buscar fico contente 

Ao meu amor quem sabe se tu sabes 
Sequer, se em ti existe, ou só demora 
Ou são como as palavras essas aves 
Que cantam o teu nome e a toda a hora 

Ao meu amor quem sabe se tu sabes 
Sequer, se em ti existe, ou só demora 
Ou são como as palavras essas aves 
Que cantam o teu nome e a toda a hora 

Talvez não saibas mas digo que te amo 
E construir o mar em nossa casa 
Que é por ti que pergunto e por ti chamo 
Se a noite estende em mim a sua asa 

Talvez não compreendas, mas o vento 
Anda a espalhar em ti os meus recados 
E que há por do sol no pensamento 
Quando os dias são azuis e perfumados 

Oh meu amor quem sabe se tu sabes 
Sequer, se em ti existe, ou só demora 
Ou são como as palavras essas aves 
Que cantam o teu nome e a toda a hora 

Oh meu amor quem sabe se tu sabes 
Sequer, se em ti existe, ou só demora 
Ou são como as palavras essas aves 
Que cantam o teu nome e a toda a hora



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.01.12

 

Letra

 

Meu amor, quando me beija 
Vejo o mundo revirar
Vejo o céu aqui na terra 
E a terra no ar 
Os teus lábios tem o mel 
Que a abelha tira da flor 
Eu sou pobre, pobre , pobre 
mas é meu , seu amor 

Quem tem amor 
Peça a Deus 
Prá o seu bem, lhe amar de verdade
Para mais tarde 
Não ter desengano
Nem chorar de saudade

Quem foi na vida 
Que teve um amor 
E este amor sem razão lhe deixou
E até hoje 
Não guarde no peito a marca da dor



publicado por olhar para o mundo às 17:58 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Com o meu canto 
Eu quero lhe encantar 
Lhe embalar com o meu som 
Embriagar 
Fazer você ficar feliz cantarolar 
Lá, lá, lá... 
Capitando a energia 
Desse seu lalalá 
Sigo a filosofia 
Que é do receber e dar 
Eu quero dar 
Eu quero dar 
Eu quero dar 
E receber 
E receber 
E receber 
Fazer, fazer 
Me refazer fazendo amor 
Sem machucar seu coração 
Sem me envolver 
Mas se você se apaixonar 
Me quiser numa total 
Vai ter que ficar comigo 
Coladinho em meu umbigo 
De maneira visceral 
Vou expor minhas entranhas 
Lhe darei muito prazer 
E bem prazerosamente 
Vou abrir mão dos meus sonhos pra viver só por você



publicado por olhar para o mundo às 08:56 | link do post | comentar

Domingo, 15.01.12

 

Letra

 

Tenho um amor
Que não posso confessar...
Mas posso chorar
Amor pecado, amor de amor,
Amor de mel, amor de flôr,
Amor de fel, amor maior,
Amor amado!

Refrão :

Tenho un amor
Amor de dôr, amor maior,
Amor chorado em tom menor
Em tom menor, maior o Fado!
Choro a chorar
Tornando maior o mar
Não posso deixar de amar
O meu amor em pecado!

Foi andorinha
Que chegou na Primavera,
Eu era quem era!
Amor pecado, amor de amor,
Amor de mel, amor de flôr,
Amor de fel, amor maior,
Amor amado!

Refrão :

Tenho un amor
Amor de dôr, amor maior,
Amor chorado em tom menor
Em tom menor, maior o Fado!
Choro a chorar
Tornando maior o mar
Não posso deixar de amar
O meu amor em pecado!

Fado maior
Cantado em tom de menor
Chorando o amor de dôr
Dôr d'um bem e mal amado!



publicado por olhar para o mundo às 17:16 | link do post | comentar

 

Letra

 

Romper Madrugadas

Katia Guerreiro

 

 

Se o carinho que eu entrego
Fosse mais do que um segredo
Que eu tenho de guardar

Se o meu sonho descoberto
Já não fosse tão incerto
Saberia o que lhe dar (x2)

Mas vivendo esta certeza
Que sentindo a alma presa
Não poderei entender

Porque são só desencontros
Todos estes meus encontros
Que a vida vem oferecer (x2)

Ao menos tenho comigo
O sabor de um grande abrigo
Onde vivo o meu desejo


Porque esse que não é meu
Parece vindo do Céu
Só para me dar um beijo (x2)

Mas não quero que o meu medo
Seja tanto este negredo
A que esconda o meu caminho

Que eu procuro e não encontro
Aquele que li num conto
Serás tu? Principezinho (x2) 



publicado por olhar para o mundo às 08:15 | link do post | comentar

Sábado, 07.01.12

Katia Guerreiro pela primeira vez no Olympia de Paris

A fadista portuguesa estreia o ano de 2012 com o anúncio de que vai pisar o palco do Olympia, em Paris, pela primeira vez na sua carreira. O concerto está agendado para as 20:00 do dia 23 de janeiro.


Katia Guerreiro deu os primeiros passos no mundo do fado em 2001, ano em que editou «Fado Maior», que alcançou a marca de disco de prata por vendas superiores a 10 mil unidades.

Em 2010, quando celebrou uma década de carreira, a fadista realizou uma pequena digressão (10 concertos) com a Orquestra da Normandia e participou num espetáculo da Orquestra Filarmónica de Berlim.

Neste mesmo ano Katia Guerreiro recebeu o prémio de «Melhor Intérprete de Fado – 2010» atribuído pela Fundação Amália Rodrigues.

As comemorações dos dez anos de carreira culminaram com um concerto em nome próprio (o primeiro) no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no dia 13 de novembro.

A sua carreira internacional já a levou aos quatro cantos do mundo, tendo divulgado as suas canções em vários países, como Japão, Marrocos, Turquia, França, Holanda, Nova Caledónia, Suécia, Brasil, Macau, Espanha, Dinamarca, Noruega, África do Sul, Tailândia, Arábia Saudita e Egito entre outros.

Em 2012 é a vez de o Olympia, em Paris, acolher um concerto de Katia Guerreiro no próximo dia 23 de janeiro, pelas 20:00.

 

Via Sapo Música 

 



publicado por olhar para o mundo às 16:53 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Kátia Guerreiro - Vira do...

Katia Guerreiro faz "vira...

Katia Guerreiro apresenta...

Kátia Guerreiro e Anselmo...

Kátia Guerreiro: «O fado ...

Katia Guerreiro condecora...

Espetáculo dos Noidz com ...

Rodrigo Costa Félix com K...

Katia Guerreiro abre Fest...

Katia Guerreiro apresenta...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds