Terça-feira, 21.03.17

 

Letra

 

Casa é canção
Onde ecoa um refrão sem esforço
Casa reluz
No tilintar da chave o teu rosto
 
Casa é qualquer lugar
Onde descansas o teu peito
Casa tem dois braços que
Nos recebem de qualquer jeito
 
Casa é de dois
De cinco de sete
De quantos formos nós todos
Casa seduz
Pé descalço
Meu sossego em seu ombro
 
Casa é qualquer lugar
Onde descansas o teu peito
Casa tem dois braços que
Nos recebem de qualquer jeito
 
Geografia onde fica a minha casa?
E que significa não ter poiso, não ter nada?
Geografia, o que define a minha casa?
 
“Casa não tem tempo de partir ou de chegar
Casa toda é tempo para quem sabe regressar. “

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.05.16

 

Letra

 

A DEMORA (radio edit)
Música e Letra: JOANA BARRA VAZ

A demora sobeja dos dias
Como quem tenta navegar sem vento
E o desejo?
Alimentado a pão e água
Vai beijando a fome

Quando a tempestade surge
É sempre sem avisar
Vai e vem
"vai e vem"
Incessante
"Incessante"
E parece maior do que a curva do meu olhar
Toma conta de mim
E perdura
" E perdura"

Que é do sol que se vive querendo? "Vivo querendo"
O que é este querer que só se quer lento? "Só se quer lento"
E a lentidão que te vive sorvendo? "Te vive sorvendo"
Mas quem sacia esta sede que te vai bebendo?
Que é do sal que se vive lambendo." Vivo lambendo"
E em suspenso vai-se vivendo
"Vai-se vivendo"

E a leveza?
É a minha teimosia
Como quem finge que nem sequer sente
Se ninguém sabe bem o que fazer
Com a expectativa a flutuar
Nos nossos brandos dias

Mas quando a bonança surge
É sempre sem avisar
Vai e vem
"Vai e vem"
Sem cessar, sem cessar
E parece que dá p`ra viver de tanto nos espraiar
Toma conta do aqui
E perdura
"E perdura"

Que é do sol que se vive querendo. "Vivo querendo"
O que é este querer que só se quer lento? "Só se quer lento"
E a lentidão que te vive sorvendo? "Te vive sorvendo"
Mas quem sacia esta sede que te vai bebendo?
Que é do sal que se vive lambendo? "Vivo lambendo"
Num querer que te deixa sedento "Deixa sedento"
Nesse sol em que te vives estendendo "Te vives estendendo"
E em suspenso vai-se vivendo,
"Vai-se vivendo"

E perdura
E perdura
E perdura

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Domingo, 02.08.15

 

Letra

 

Letra e Música: Joana Barra Vaz

 

 

A catraia diz que tem

Um jeitinho de se levar

À bolina no teu sopro

 

E a catraia diz que vai

A esse cais arribar

Se em ti avistar bom porto

 

Cada catraia tem

Um adamastor para vencer

No embalo da lada

Na maré vaza

A acalmia faz por revelar

 

Todas essas coisas

Tombadas bem no teu fundo

São doidas essas coisas

Dando à costa na enseada

Onde descansa o teu pescoço

 

O dia traz nova maré e ela acorda na fé,

O dia traz nova maré e ela acorda na fé:

“Cada catraia tem seu moço, cada catraia tem seu moço”

 

A catraia diz que quer

Certas noites fundear

Ao largo do teu golfo

 

E a catraia há-de seguir, sim

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.07.15

 

Letra

 

Tanto dá o mar, tanto faz
Tanto faz quem não vem
Quem não vem não se dá
Só se dá quem se tem

Que se dane o mar se nos faz
Se nos faz suspender
Suspender o voltar
Re-voltar a viver

Mas se por acaso for voltar
Àquilo que era:
Não, não, não, não, não, não.

Já não é o que foi
E o que foi tanto faz
Tanto fez esquecer
E são tantos passos para trás

Mas e se for o mar que nos faz
Que nos faz reviver
Reviver e voltar
E voltar a querer

Mas se por acaso for voltar
Àquilo que era:
Não, não, não, não, não, não.

Não contem comigo não, não contem
Mas se por acaso for voltar
Àquilo que era
Não contem, não contem comigo, não.

Mas se por acaso for voltar
Não contem comigo, não
Àquilo que era
Não contem, não contem comigo, não
Não, não, não, não, não.

Conta comigo para ancorar o coração
Conta comigo para ancorar a tua mão
Conta comigo para ancorar o coração
Conta comigo para ancorar a tua mão

Mas se por acaso for voltar
Àquilo que era
Não contem comigo, não.

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Domingo, 22.12.13

 

Letra

 

O VENTO


Engraçado como o vento

Disfarça o sentimento

De que não te volto a ver


E é engraçado que depois

Voltássemos os dois

A um tempo curvo


Tu és lenha para me queimar

Se “o amor é fogo que arde sem se ver”

Ficámos por saber


 

Sobre a graça do momento

Que revelou de novo alento

Pouco há a dizer


Mas sobre a graça que entre os dois

Se quedou, resta depois

Ver além do turvo


Tu és lenha para me queimar

Se “o amor é fogo que arde sem se ver”

Ficámos por saber


Tu és

Tu és lenha para me queimar


 

W JOANA BARRA VAZ - SITE  

Joana, muito obrigado



publicado por olhar para o mundo às 08:34 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Joana Barra Vaz — Casa É ...

Joana Barra Vaz - A DEMOR...

Joana Barra Vaz - A Catra...

Joana Barra Vaz - Tanto F...

O Vento — Joana Barra Vaz

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds