Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   Casa é canção Onde ecoa um refrão sem esforço Casa reluz No tilintar da chave o teu rosto   Casa é qualquer lugar Onde descansas o teu peito Casa tem dois braços que Nos recebem de qualquer jeito   Casa é de dois De cinco de sete De quantos formos nós todos Casa seduz Pé descalço Meu sossego em seu ombro   Casa é qualquer lugar Onde descansas o teu peito Casa tem dois braços que Nos recebem de qualquer jeito   Geografia onde fica a minha casa? E que (...)
  Letra   A DEMORA (radio edit) Música e Letra: JOANA BARRA VAZ A demora sobeja dos dias Como quem tenta navegar sem vento E o desejo? Alimentado a pão e água Vai beijando a fome Quando a tempestade surge É sempre sem avisar Vai e vem "vai e vem" Incessante "Incessante" E parece maior do que a curva do meu olhar Toma conta de mim E perdura " E perdura" Que é do sol que se vive querendo? "Vivo querendo" O que é este querer que só se quer lento? "Só se quer lento" E (...)
  Letra   Letra e Música: Joana Barra Vaz     A catraia diz que tem Um jeitinho de se levar À bolina no teu sopro   E a catraia diz que vai A esse cais arribar Se em ti avistar bom porto   Cada catraia tem Um adamastor para vencer No embalo da lada Na maré vaza A acalmia faz por revelar   Todas essas coisas Tombadas bem no teu fundo São doidas essas coisas Dando à costa na enseada Onde descansa o teu pescoço   O dia traz nova maré e ela acorda na fé, O dia traz nova maré e ela acorda na fé:
  Letra   Tanto dá o mar, tanto faz Tanto faz quem não vem Quem não vem não se dá Só se dá quem se tem Que se dane o mar se nos faz Se nos faz suspender Suspender o voltar Re-voltar a viver Mas se por acaso for voltar Àquilo que era: Não, não, não, não, não, não. Já não é o que foi E o que foi tanto faz Tanto fez esquecer E são tantos passos para trás Mas e se for o mar que nos faz Que nos faz reviver Reviver e voltar E voltar a querer Mas se por acaso for voltar À (...)
  Letra   O VENTO Engraçado como o vento Disfarça o sentimento De que não te volto a ver E é engraçado que depois Voltássemos os dois A um tempo curvo Tu és lenha para me queimar Se “o amor é fogo que arde sem se ver” Ficámos por saber   Sobre a graça do momento Que revelou de novo alento Pouco há a dizer Mas sobre a graça que entre os dois Se quedou, resta depois Ver além do turvo Tu és lenha para me queimar Se “o amor é fogo (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email