Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   Vi-te a trabalhar o dia inteiro construir as cidades pr'ós outros carregar pedras, desperdiçar muita força pra pouco dinheiro Vi-te a trabalhar o dia inteiro Muita força pra pouco dinheiro Que força é essa [bis] que trazes nos braços que só te serve para obedecer que só te manda obedecer Que força é essa, amigo [bis] que te põe de bem com outros e de mal contigo Que força é essa, amigo [bis 3] Não me digas que não me compr'endes quando os dias se tornam azedos não me digas que nunca sentiste
  Letra   Andava há já vinte dias ao frio, ao vento e à fome às escondidas da sorte um dia fraco, outro forte qu'o dia em que se não come é um dia a menos pr'á morte Um dia fraco, outro forte Um dia fraco, outro forte Quando um barulho de cama a voltar-se d'impaciente me fez parar de repente era noite e o casarão não tinhas lados nem frente dentro havia luz e pão Me fez parar de repente Me fez parar de repente Ó da casa, abram-m'a porta fiz as luzes se apagarem cheguei- (...)
  Letra   Paula, vem cá, os teus olhos verdes  Guarda-os na viola com quem vou partir  Rugas a mais te percorrem quando  Pões a memória no que está pra vir  Sentas-te e à volta as laranjas abrem  Portas que dão para a tua boca  E a vida é minha e a tristeza é tua  cantas comigo e a canção sai rouca   Trazes em ti mais do que te dei  Trazes em ti mais do que te dei  Paula até já  Paula até já   Paula, vem cá, os teus olhos verdes  Guarda-os na viola (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email