Quinta-feira, 26.07.12

 

 

letra

 

Anjinho da Guarda

 Humanos

 

Eu tenho um Anjo
Anjo da Guarda
Que me protege de noite e de dia

Eu tenho um Anjo
Anjo da Guarda
Que me protege de noite e de dia

Eu nao o Vejo
Eu nao o Oiço
Mas sinto sempre a sua companhia

Eu tenho um Guarda
Que é um Anjo
Que me protege de noite e de dia

A Toda a hora
E a todo o lado
posso contar com a sua vigia

Não Usa arma
Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Ele não, Não Usa arma
Ele não, Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Eu tenho um Guarda
Que é um Anjo
Que me protege de noite e de dia

A Toda a hora
E a todo o lado
posso contar com a sua vigia

Não Usa arma
Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Ele não, Não Usa arma
Ele não, Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Ele não, Não Usa arma
Ou a Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Eu tenho um Anjo
Anjo da Guarda
Que me protege de noite e de dia 


publicado por olhar para o mundo às 17:43 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Rugas

 Humanos

 

Rugas

Rugas
ja começo a ter as primeiras rugas
Rugas
começam-me a nascer as primeiras rugas
Rugas de chorar
Rugas de sorrir
Rugas de cantar, começo a franzir
Rugas de chorar
Rugas de sorrir
Rugas de cantar 
Rugas de sentir
Rugas....

Rugas
ja começo a ter as primeiras rugas
Rugas
começam-me a nascer algumas rugas
Rugas de chorar
Rugas de sorrir
Rugas de cantar, começo a franzir
Rugas de chorar
Rugas de sorrir
Rugas de cantar 
Rugas de sentir
Rugas.... 


publicado por olhar para o mundo às 08:39 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.07.12

 

 

Letra

 

Maria Albertina

 Humanos

 

Maria Albertina

Maria Albertina deixa que eu te diga.... 
Maria Albertina deixa que eu te diga....

Esse teu nome eu sei que não é um espanto mas 
é cá da terra e tem
tem muito encanto
Esse teu nome eu sei que não é um espanto mas 
é cá da terra e tem
tem muito encanto

Maria Albertina como foste nessa 
de chamar Vanessa à tua menina
Maria Albertina como foste nessa 
de chamar Vanessa à tua menina

Maria Albertina deixa que eu te diga.... 
Maria Albertina deixa que eu te diga....

Esse teu nome eu sei que não é um espanto mas 
é cá da terra e tem
tem muito encanto
Esse teu nome eu sei que não é um espanto mas 
é cá da terra e tem
tem muito encanto

Maria Albertina como foste nessa 
de chamar Vanessa à tua menina
Maria Albertina como foste nessa 
de chamar Vanessa à tua menina

Maria Albertina deixa que eu te diga.... 
Maria Albertina deixa que eu te diga....

Esse teu nome eu sei que não é um espanto mas 
é cá da terra e tem
tem muito encanto
Esse teu nome eu sei que não é um espanto mas 
é cá da terra e tem
tem muito encanto

Maria Albertina como foste nessa 
de chamar Vanessa à tua menina
Maria Albertina como foste nessa 
de chamar Vanessa à tua menina

que é bem cheiinha e muito moreninha (muitas vezes) 


publicado por olhar para o mundo às 12:37 | link do post | comentar

Domingo, 19.06.11
Letra
Muda de vida se tu não viveres satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será de ti ou pensas que tens... que ser assim

Muda de vida se tu não viveres satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será de ti ou pensas que tens... que ser assim

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não viveres satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida se há vida em ti a latejar

Muda de vida se tu não viveres satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida se há vida em ti a latejar


publicado por olhar para o mundo às 17:22 | link do post | comentar

Sábado, 18.06.11
Letra
Vou viver 
até quando eu não sei 
que me importa o que serei 
quero é viver 

Amanhã, espero sempre um amanhã 
e acredito que será 
mais um prazer 

e a vida é sempre uma curiosidade 
que me desperta com a idade 
interessa-me o que está para vir 
a vida em mim é sempre uma certeza 
que nasce da minha riqueza 
do meu prazer em descobrir 

encontrar, renovar, vou fugir ou repetir 

vou viver, 
até quando, eu não sei 
que me importa o que serei 
quero é viver 
amanhã, espero sempre um amanhã 
eacredito que será mais um prazer 

a vida é sempre uma curiosidade 
que me desperta com idade 
interessa-me o que está para vir 
a vida, em mim é sempre uma certeza 
que nasce da minha riqueza 
do meu prazer em descobrir 

encontrar, renovar vou fugir ou repetir 

vou viver 
até quando eu não sei 
que me importa o que serei 
quero é viver, 
amanhã, espero sempre um amanhã 
e acredito que será mais um prazer


publicado por olhar para o mundo às 17:20 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.06.11
Letra
A culpa não, não é do Sol
Se o meu corpo se queimar
A culpa não, não é do Sol
Se o meu corpo se queimar
A culpa é da vontade
Que eu tenho de te abraçar

A culpa não, não é da praia
Se o meu corpo se ferir
A culpa não, não é da praia
Se o meu corpo se ferir
A culpa é da vontade
Que tenho de te sentir

A culpa é da vontade
Que vive dentro de mim
E só morre com a idade
Com a idade do meu fim
A culpa é da vontade

A culpa não, não é do mar
Se o meu olhar se perder
A culpa não, não é do mar
Se o meu olhar se perder
A culpa é da vontade 
Que eu tenho de te ver

A culpa não, não é do vento 
Se a minha voz se calar
A culpa não, não é do vento 
Se a minha voz se calar
A culpa é do lamento
Que sufoca o meu cantar

A culpa é da vontade
Que vive dentro de mim
E só morre com a idade
Com a idade do meu fim
A culpa é da vontade


publicado por olhar para o mundo às 17:17 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.02.11

 

 

 

 

Letra

 

A culpa não, não é do Sol
Se o meu corpo se queimar
A culpa não, não é do Sol
Se o meu corpo se queimar
A culpa é da vontade
Que eu tenho de te abraçar

A culpa não, não é da praia
Se o meu corpo se ferir
A culpa não, não é da praia
Se o meu corpo se ferir
A culpa é da vontade
Que tenho de te sentir

A culpa é da vontade
Que vive dentro de mim
E só morre com a idade
Com a idade do meu fim
A culpa é da vontade

A culpa não, não é do mar
Se o meu olhar se perder
A culpa não, não é do mar
Se o meu olhar se perder
A culpa é da vontade 
Que eu tenho de te ver

A culpa não, não é do vento 
Se a minha voz se calar
A culpa não, não é do vento 
Se a minha voz se calar
A culpa é do lamento
Que sufoca o meu cantar

A culpa é da vontade
Que vive dentro de mim
E só morre com a idade
Com a idade do meu fim
A culpa é da vontade

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:02 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.02.11

 

 

Letra

 

A culpa não, não é do sol, se o meu corpo se queimar
A culpa não, não é do sol, se o meu corpo se queimar

A culpa é da vontade, que eu tenho de te abraçar

A culpa não, não é da praia, se o meu corpo se ferir
A culpa não, não é da praia, se o meu corpo se ferir

A culpa é da vontade, que tenho de te sentir

A culpa é da vontade, que vive dentro de mim, 
e só morre com a idade, com a idade do meu fim..
A culpa é da vontade..

A culpa não, não é do mar, se o meu olhar se perder
A culpa não, não é do mar, se o meu olhar se perder

A culpa é da vontade, que tenho de te ver,

A culpa não, não é do vento, se a minha voz se calar
A culpa não, não é do vento, se a minha voz se calar
A culpa é do lamento que sufoca o meu cantar

A culpa é da vontade, que vive dentro de mim, 
e só morre com a idade, com a idade do meu fim..

A culpa é da vontade, que vive dentro de mim,
 e só morre com a idade, com a idade do meu fim..

A culpa é da vontade
A culpa é da vontade
A culpa é da vontade
A culpa é da vontade


publicado por olhar para o mundo às 13:59 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Anjinho da Guarda - Human...

Humanos - Rugas

Humanos - Maria Albertina

Humanos - Muda de Vida

HUMANOS - QUERO É VIVER

Manuela Azevedo - A culpa...

A culpa é da vontade - Hu...

Humanos - A Culpa é da Vo...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds