Quarta-feira, 14.06.17

hip hop.jpg

 

 

HIP-HOP VOANDO NA NOITE
+ Plus | Libero | Adjoint | Umano
Concerto

Local:  Bar ACERT
Data/Hora:  Sáb. 17 de junho de 2017 às 22:00



Noite para “Hipopar” ao som de projetos musicais regionais que têm a música como forma de exaltar uma poética social
 
HIP HOP NA ACERT

É com muito entusiasmo que a Acert acolhe estes projetos, todos fundados no hip hop e na sua mistura de culturas e referências, sempre marcado pela consciência social, pela intervenção cidadã, pela denúncia do que deve ser mudado. Quer esses gestos se façam ao som do rap ou nos loops misturados pelos DJ’s, o resultado é sempre uma festa dançável e capaz de pôr cada um dos nossos cérebros a pensar e a discutir em conjunto.


+PLUS

+Plus é o novo projeto de Diogo Figueiredo, que entra num mundo mais electrónico, com sonoridades melódicas que incidem na mistura do Jazz com Hip hop, R&B e Grime para criar um mundo sonoro distintivo.

LIBERO
Boaventura Malenga, conhecido pelo nome artístico Libero, é um rapper e produtor musical Angolano. Passou a infância em Luanda.
Aos 12 anos muda-se para o Huambo, onde desperta para o Rap influenciado por Valete, Kid MC, Kendrick Lamar, Halloween J. Cole e pelo seu irmão mais velho, Salomão Malenga, também ele rapper com nome artístico Marley Jackson.

Aos 16 anos decide concretizar os seus sonhos e junta-se a Mauro Dallas e a Poetic Life. Em 2013 lança o seu primeiro trabalho a solo, a mixtape intitulada Jinchurick do Rap com a participação de toda a Poetic Life. Em 2014 vem para Portugal. É em Viseu que passa a trabalhar com a editora Power Hits Production, estando já o próximo trabalho em fase de preparação.

ADJOINT

Vlad Dulyansky faz uma viagem exploratória entre as sonoridades do hip-hop dos anos 90 até à energia contida em beats tensos e até agressivos, mas sempre melódicos, das novas vertentes de hip-hop, que acompanham letras que, em conjunto, criam um ambiente obscuro onde são retratadas histórias que abordam a sua visão social.

UMANO
Umano (David Silva) tem 23 anos e reside em Viseu. A sua música ganhou forma na Amadora. Influenciado pela amargura e as vivências do dia a dia da capital, e pelo rap de intervenção, criou o seu estilo com palavras ajustadas ao seu modo de vida “desajustado”.
Usando a sua voz grave e melódica, moveu hinos aos injustiçados e soldados sofredores, que ainda hoje ecoam nos ouvidos de bairros sociais problemáticos.

Entrada Gratuita



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14.10.13
J-K revela outra faceta do hip-hop em português

 

rapper português J-K, da família Monster Jinx, tem novo álbum e vai apresentá-lo este sábado.

 

Podia-se falar das origens congolesas, da infância na Sertã ou da ligação com a editora nortenha Monster Jinx, mas o rapper J-K cresceu com o advento da Internet e esse facto é ainda mais relevante. Foi isso que o fez descolar das tendências impostas inicialmente no hip-hop português, optando por embrenhar-se na cultura geek e batidas virtuosas.

 

“No início tinha muito aquelas influências dos anos 1990 e inícios de 2000”, diz ele, confessando que entre salas de hip-hop, chats como o miRC ou através do canal MTV, o hip-hop acabou por entranhar-se nos seus genes juntamente com a vontade de criá-lo.

 

Sorriso Parvo, que considera ser o seu primeiro álbum após alguns menos relevantes, foi lançado o mês passado mas esteve em construção quatro anos. Nesse disco deixou os samples e uma das derivações do hip-hop, o boom-bap, por uma produção mais meticulosa que realça o registo introvertido das histórias que acaba por contar.

 

As suas letras narram relações trágicas com raparigas fictícias – cujos resultados poderiam inspirar um episódio de Seinfeld ou uma faixa do rapperDrake – e complexos de desajustamento em relação ao que o rodeia, mas também há faixas com sentido de humor que fogem a esta regra, como Ninjas, onde J-K se transforma num ninja.

 

“As pessoas vão achar que a capa é irónica mas falo sobre sorrir – mesmo que seja um sorriso parvo – quando tudo parece mal à tua volta” afirma, mostrando que domina com à vontade as transições quase imperceptíveis entre ser sério e divertido. Letras como "num mundo ideal talvez eu não existia", “estou sem metas / vou viver nas décadas da decadência” ou “eu só quero que ela goste de mim”, reflectem a insegurança que J-K celebra tão bem.

 

A produção ficou a cabo de DarkSunn, companheiro de editora com quem tem colaborado há muito – “foi fácil escolher os instrumentais, até porque [o DarkSunn] deu-me os seus melhores”, afirma – e também de Raez e Taseh, responsáveis por um par de faixas. Ainda como convidados participam osrappers Maze, dos Dealema, e Stray.

 

O álbum encontra-se disponível para descarregar gratuitamente no bandcamp do artista. Uma opção de distribuição partilhada pela editora Monster Jinx. Enquanto as digressões oficiais não começam, J-K vai actuar hoje, sábado, no Armazém do Chá ao lado de Stray na digressão do DJ Slimcutz, um dos membros fundadores da editora. A entrada é livre.

 

TIAGO DA BERNARDA 

 

Retirado do Público



publicado por olhar para o mundo às 12:58 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

HIP HOP NA ACERT

J-K revela outra faceta d...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds