Segunda-feira, 23.10.17

elsiane.jpg

 

 
ELSIANE (Canadá) + The Black Zebra - Hard Club - 27 OUT - 21:30h
 

É com entusiasmo que anunciamos o regresso de ELSIANE a Portugal!

dupla canadiana, mundialmente projectada após a sua actuação ao vivo no espectáculo do Cirque du Soleil, Le Royaume do Tôle, em 2013, escolheu novamente a cidade do Porto para o reencontro. O Hard-Club a sala que novamente os receberá.
 
Os 4 anos, desde a apresentação de estreia, deixaram uma saudade que poderá agora ser mitigada.

Death of the Artist”, o terceiro álbum, editado em Abril deste ano, é novamente um trabalho intimista, como os dois anteriores (Hybrid - Abr/2007 + Mechanics of Emotion - Abr/2012), profun- do, cheio de véus encantadores e que trilha os árduos caminhos interiores da Elsieanne Caplette.
 
Com ímpares vocalizações, suportadas pelos prodigiosos ritmos do Stephane Sotto, envolve-nos numa fusão criativa de vaporosas e texturadas composições, emocionalmente carregadas e complexas, por vezes sombrias e devastadoras, mas sempre soberbas e viciantes.
 
Uma performance a não perder, onde com certeza se revisitarão os celestiais e enfeitiçantes êxito de 2007, “Vaporous” e “Paranoia” ou ainda “Underhelped” e “Nobody Knows” de 2012.

Para a abertura do espectáculo teremos os portugueses The Black Zebra.
 
Os irmãos Machado, reforçados pela entrada do Davide Lobão, apresentam o seu primeiro longa duração, “NONSQUARE”. O single de avanço “Children” roda já nas rádios e o seu videoclipe nas redes sociais. O álbum, com edição Gritos / Cultura Fnac, foi lançado em Fevereiro e rapidamente se sucederam os concertos de promoção.

Com início às 21:30h, a noite de 27 de Outubro na Sala 2 do Hard-Club, presentear-nos-á com mais uma fantástica visão, onde se combinarão invulgares elementos audiovisuais que evocarão uma hipnotizante e rara experiência.
 
Os Bilhetes podem ser adquiridos pelo preço de 10€ nos seguintes locais:
Bilheteira Online (BOL) | Hard-Club (bilheteira local) | Louie-Louie (loja física) | Piranha (loja física e on-line)

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 10.07.17

kindofmagic.jpg

 

 
KIND OF MAGIC &   THE FLASHING VOICES
 
Celebrando o 25º aniversário de um dos maiores eventos musicais de sempre, o concerto de homenagem a Freddie Mercury no estádio de Wembley, em 1992, os Kind of Magic & The Flashing Voices voltam à estrada em Portugal, começando as suas actuações no mítico Hard Club, no Porto, no dia 21 de Julho. O projecto português reproduz em palco a sinfonia dos clássicos da banda britânica Queen, levando o público numa viagem musical e visual pela história do icónico grupo. Com 9 músicos em palco, os eternos arranjos instrumentais e vocais que caracterizam o som de estúdio dos Queen tornaram-se possíveis de reproduzir ao vivo, constituindo uma das grandes marcas distintivas deste projecto.

Desde a sua estreia em 2014 num esgotado Armazém F, em Lisboa, a banda tem tido uma procura crescente, contando já no seu currículo com duas tournées nacionais e participação em vários festivais. Logo no primeiro ano após a sua apresentação, os Kind of Magic & The Flashing Voices actuaram para cerca de 50.000 pessoas, conquistando sucessivamente os elogios do público e da imprensa. Mantendo a tradição de Queen, a banda centra os seus espectáculos na participação do público, promovendo ainda uma grande proximidade com os fãs fora do palco, de que é exemplo a escolha nas redes sociais de temas a incluir em cada concerto.

Por tudo isto, os Kind of Magic & The Flashing Voices produzem concertos que marcam de forma indelével os seus espectadores, surpreendidos pela execução musical grandiosa e pela alegria que do palco transborda. É esta interacção - entre a banda e o público - que torna cada concerto único e uma verdadeira celebração do legado maior de Queen.
 
HARD CLUB 
21 JULHO | 22H00
12€


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.07.15

thebellareys.jpg

 

A MONSTER ROCK BOOKING e a CAVEIRA PRODUCTIONS têm o prazer de anunciar um dos mais excitantes concertos do ano.


A banda americana THE BELLRAYS estará novamente no nosso País para 3 concertos incríveis este Verão, depois do sucesso da sua passagem pelas nossas salas de espectáculo e pelo Festival Sonic Blast Moledo em 2014.

Um desses concertos será no HARD CLUB no dia 17 de Julho pelas 22h cabendo a responsabilidade da abertura desta banda fantástica aos portuenses PLUS ULTRA e aos THE LAZY FAITHFUL.

 

THE BELLRAYS:

Os Blues são a bíblia. O Punk o pregador.
The Bellrays são emoção e energia, experiência e talento cru, espírito e intelecto.
O Bob e a Lisa Kekaula criaram a banda em 1991, na Califórnia.
Eles só queriam tocar e sentir-se bem.
Foi então que decidiram levar para o palco tudo o que sabiam sobre os Beatles, Stevie Wonder, The Who, Ramones, Billie Holiday, Lou Rawls, Hank Williams, Jimmy Reed, Led Zeppelin...
Esses são os The Bellrays, uma espécie de AC/DC com Aretha Franklin na voz...ou uma Janis Joplin a berrar numa banda que mistura MC5 e os The Stooges.

 

PLUS ULTRA:

Numa noite suada de 2011 assistimos ao suicídio dos Plus Ultra. Estas 3 personagens incontornáveis da musica feita no Porto, Gon (Zen), Kinorme (Ornatos Violeta) e Azevedo (Mosh) foram durante do seu período de atividade das bandas mais arrojadas e intensas em cima de um palco. Do buraco mais escuro e sujo do Porto, ao palco secundário de Paredes de Coura, a violência e a agressividade deste trio nunca deixou nem deixará ninguém indiferente. Em 2015 regressam do reino dos mortos, aos concertos, e às edições, com uma k7 a sair em Abril pela Lovers & Lollypops. 

 

THE LAZY FAITHFUL:

Ah, o ser jovem e querer mais do que o mundo.
Da destreza ousada das cordas e do pulsar robusto da bateria dos The Lazy Faithful, desprende-se uma vontade imensa de correr, de saltar, de reclamar toda a jovialidade da vida e aproveitá-la ao máximo, de um gole.


Ao ritmo acelerado de quem quer tudo e quem quer tudo agora, somos carregados por um rock energético, alegre e com muito poucas merdas, claramente influenciado pelas bandas portentosas da cena punk britânica dos anos 70, entre os ecletismo dos The Clash e a irreverência dos Sex Pistols.
 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.10.13

Amplifest leva ao Porto 20 artistas e uma banda surpresa

A terceira edição do festival de música Amplifest, que decorre entre o próximo sábado e domingo, vai levar aos palcos do Hard Club e do “Mercedes”, no Porto, mais de 20 artistas e uma banda surpresa.


Para além de 2013 marcar a abertura de um terceiro palco do Amplifest, com a programação a abranger agora o bar O Meu Mercedes é Maior que o Teu, na ribeira da cidade, o festival passa a ter bilhetes diários, ao contrário do que aconteceu nas duas edições anteriores.

 

Uma das outras novidades é a escolha de uma banda surpresa, apresentada com um ponto de interrogação no cartaz, que vai tocar durante 45 minutos na noite de sábado na sala 2 do Hard Club, algo que um dos organizadores refere que vai passar a ser norma no festival.

 

“É uma coisa que decidimos fazer no Amplifest de ora em diante, vamos ter sempre uma banda surpresa”, explicou à Lusa André Forte, da organização, frisando que o objetivo é que “quem vá para lá não vá à espera de tudo” e se deixe surpreender.

 

De acordo com a página do evento, "o Amplifest propõe-se a recuperar um pouco desse quase esquecido sentimento de antecipação como parte de toda a 'experiência' que o festival pretende proporcionar. Como? Adicionando ao cartaz uma banda que não será revelada até ao preciso momento em que pisará o palco do Hard Club".

 

A exemplo dos anos anteriores vai existir um espaço para crianças, denominado Amplikids, de modo a que os pais possam desfrutar dos concertos enquanto os filhos estão entretidos.

 

O evento vai contar com nomes como Deafheaven, Russian Circles, duas bandas que passaram pelo Hard Club também pela mão da organizadora Amplificason durante uma digressão conjunta em maio do ano passado, para além de Aluk Todolo, do projeto Body/Head de Kim Gordon (Sonic Youth) e Bill Nace, e da cantora Chelsea Wolfe (na foto acima).

 

“Ter entre nós Chelsea Wolfe é brutal. Vamos ter uma Chelsea Wolfe, uma Kim Gordon, os Russian Circles, o Walter do [festival de música holandês] Roadburn a passear entre nós. Vamos poder interagir diretamente com os nossos artistas preferidos”, acrescentou André Forte.

 

Do lado dos nomes nacionais incluem-se a colaboração entre Black Bombaim & La La La Ressonance, HHY & The Macumbas, Katabatic e Utopium.

 

O Amplifest, com bilhetes diários a 35 euros e de dois dias a 55, começa às 15:00 de sábado com o filme “Black Mass Rising” e termina às 03:00 da madrugada de segunda-feira.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:01 | link do post | comentar

Sábado, 12.10.13

Hard Club celebra aniversário de produtora com mais de uma dezena de concertos

Singapore Sling, A Place To Bury Strangers e os portugueses Malcontent são alguns dos 11 grupos programados para o primeiro aniversário de concertos da produtora MIMO, com início no sábado, no Hard Club, no Porto.


O Indoors Fest é o primeiro evento no âmbito da celebração da produtora nortenha Muzik Is My Oster (MIMO), que até dezembro terá mais dois eventos programados.

 

No sábado, sobem ao palco da sala portuense os islandeses Singapore Sling, liderada pelo guitarrista Henrik Björnsson, que se estreia em Portugal no “Cartaxo Sessions”, sexta-feira, para apresentar o seu disco mais recente “Never Forever”, de 2011.

 

Também os alemães The Lost Rivers, liderados por Phil Wolkendorf, apresentam o seu álbum “Sin & Lostness”, de 2012 e, de Itália, apresentam-se os Sonic Jesus.

 

O cartaz do Indoors Fest conta ainda com a presença de bandas portuguesas, como os lisboetas Uni_Form - grupo de rock com influências dos anos 80 - e os portuenses Dreamweapon, que abrem o evento com o seu primeiro concerto de longa duração.

 

Já em novembro, o Hard Club vai acolher os outros dois eventos agendados pela MIMO: a 3 de novembro, as atuações de A Place To Bury Strangers (na foto), Bambara e Malcontent (Portugal), e a 7 de dezembro, Motorama (Rússia), Soviet Soviet (Itália) e Black Leather (Portugal).

 

A MIMO, produtora que se estreou com o concerto dos The Telescope, na Maia, em setembro do ano passado, aposta em bandas emergentes, procurando tendências musicais na rede social Facebook e em grupos associados.

 

“Apostamos na nossa sensibilidade enquanto apreciadores de música, sempre atentos. Vamos à procura de coisas novas e tendências, também muito baseados naquilo que é a nossa vivência no Facebook e nos grupos de música do Facebook, onde se partilham músicas e onde se conhecem novos grupos”, disse Rui Brito Jorge, da MIMO, em declarações à agência Lusa.

 

“O que temos conseguido fazer tem sido um bocado em função da nossa intuição, por ‘carolice’ e pela paixão pela música”, acrescentou.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:58 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.09.13

Hard Club comemora o 3.º aniversário «com a programação de sempre»

O Hard Club, no Porto, vai comemorar o seu 3.º aniversário com um programa concentrado da sua programação regular e uma festa final com os 20 anos dos Bizarra Locomotiva, Kalu e Tape Junk.


A marca Hard Club já tinha tido 9 anos de atividade em Gaia, quando em setembro de 2010 abriu portas no mercado Ferreira Borges, no centro histórico do Porto. É esta data que o Hard Club decidiu comemorar com um programa que vai decorrer de 24 a 29 de setembro, intitulado “Festa com a programação de sempre!”.

 

“É a primeira vez que o Hard Club está a assinalar publicamente um aniversário e numa altura em que a situação económica e financeira não está muito bem no país e na cultura também não, reunimos um evento de cada tipo de música de forma a mostrarmos o ecletismo da nossa programação”, explicou à Lusa Ana Póvoas, a responsável pela programação do Hard Club.

 

O Hard Club tem vários eventos que constituem a sua programação regular ao longo do ano e são eles que vão fazer o grosso das comemorações deste terceiro aniversário, que arrancam no dia 24, pelas 21:00, com o “Folk at the club”, baile e “jam session” de música folk, que costuma estar presente nas noites de terça-feira.

 

No dia seguinte, o Shortcutz Porto, fará uma retrospetiva de mais de 100 sessões gratuitas de exibição de curtas-metragens e, no dia 26, há Stopestra, um concerto da orquestra dos músicos que ensaiam no Centro Comercial Stop que nasceu de uma pareceria com o serviço educativo da Casa da Música.

 

O tango estará presente com a “Milonga do Mercado” (a 26), os DJ de drum’n’bass e trance com “Low cost, no loss” nas noites de 26,27 e 28 e o hip hop com “Vicious hip-hop” (a 27), com a presença de Bezegol, Jimmy P. e Dillaz, entre outros. As novas bandas têm no programa “1 banda = 1euro”, o seu espaço (a 27), o “hard-core” está reservado para 28, com Step Back, Killing Frost e Reality Slap e o “punk” no dia seguinte, pelas 17:00, com Hellshock, Misantropia e Dokuga.

 

Mas o Hard Club é também espaço para mercado com o “Urban Market”, na manhã de 29 e ponto de encontro para as corridas de bicicletas noturnas com as “Hard Alleycat Club” (a 28).

 

A festa de aniversário, a 28, inclui os músicos e os DJ do grupo de Facebook “A Igreja Universal Dos Fazedores de Bonitas Listas Musicais Dos Últimos Dias”, Kalu, Tape Junk e o 20º aniversário dos Bizarra Locomotiva.

 

“Penso que conseguimos uma amostra fiel com todos os eventos a baixo custo, de acordo com as possibilidades das pessoas e penso que vamos conseguir criar festa com a programação de sempre”, afirmou Ana Póvoas.

 

Apesar da noite do Porto ter saído da Ribeira para a baixa, Ana Póvoas chama atenção para o facto de o clube, que tem a concessão do espaço até 2029, estar “num local privilegiado, o Centro Histórico do Porto, um edifício que por si só merece muita atenção por ser um edifício Património Mundial da Humanidade”.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:49 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

ELSIANE (Canadá) + The Bl...

KIND OF MAGIC & THE FLA...

THE BELLRAYS, PLUS ULTRA ...

Amplifest leva ao Porto 2...

Hard Club celebra anivers...

Hard Club comemora o 3.º ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds