Quinta-feira, 30.03.17

 

Letra

 

Se eu for preso por cantar
Não calarei a garganta
Eu sou como o passarinho
Que até na gaiola canta

Vai sim, meu bem sarapatel
Quem quiser
Vai lá, traga bom calçado
Vai sim meu bem, sarapantado

À porta da minha sogra
Vem um silva nascendo
Todos passam não se enleiam
Só eu na silva me prendo

 

Música: Sarapateado (Música tradicional; Arranjo: Há Lobos Sem Ser Na Serra)

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Domingo, 26.03.17

 

LETRA


Eu só quero que me fales
De cantigas e de vinho
Deixa lá e não te rales
Deus perdoa o descaminho
Deixa essa gente vã
Com conversas e intrigas
Elas não interessam nada
Pois o meu maior afã
É beber minha golada
De vinho na tarde vã
Ao som de belas cantigas

 

Música: Afã [Música de Paulo Ribeiro e Pedro Frazão
Letra: versão de Adalberto Alves sobre poema de Al Mu'Tamid]

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.03.17
há lobos.jpg

 

HÁ LOBOS SEM SER NA SERRA
AFÃ
 
 
Gravado em Fevereiro de 2017 na sala A Bruxa Teatro, em Évora.
Apoio: A Bruxa Teatro |GMT

Realização/Edição: Cristina Viana
Produção: Há Lobos Sem ser na Serra / GMT
Câmara: Rui Fernandes
Fotografia de cena: Luís Branco
Música: Afã [Música de Paulo Ribeiro e Pedro Frazão
Letra: versão de Adalberto Alves sobre poema de Al Mu'Tamid]
Arranjo: Há Lobos sem ser na serra
Captação e Mistura: Carlos Menezes
Masterização: Marco Cipriano

António Bexiga: Viola Campaniça e Percussão
Buba Espinho: Voz
David Pereira: Voz
Cristina Viana: Desenho Digital

Uma edição:
AVM MUSIC EDITION
 

 


 
 
 LETRA
Eu só quero que me fales
De cantigas e de vinho
Deixa lá e não te rales
Deus perdoa o descaminho
Deixa essa gente vã
Com conversas e intrigas
Elas não interessam nada
Pois o meu maior afã
É beber minha golada
De vinho na tarde vã
Ao som de belas cantigas


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 07.03.17

cantares.jpg

 

 
Cantares do Sul e da Utopia
 Edição 03 de Março | AVM Music Editions
 
Há Lobos Sem Ser na Serra tem como título “Cantares do Sul e da Utopia”, uma boa definição do trabalho musical e artístico deste grupo, que parte das modas e canções a sul do Tejo para criar o seu repertório. Do cante polifónico do Alentejo, recentemente classificado pela Unesco como património da Humanidade, às violas campaniças, passando pela exploração contemporânea de sonoridades tradicionais, Há Lobos Sem Ser na Serra anda pelas terras do Sul com uma mão no passado e outra no futuro.
 
 
OS LOBOS SÃO:

David Pereira (Viola Campaniça e Voz)
Buba Espinho (Voz, percussões)
António Bexiga (Viola campaniça, percussões, melódica, piano, coros)
Cristina Viana (desenho digital ao vivo)
 
ALINHAMENTO

1 – Afã 3'34 - Letra: versão de Adalberto Alves sobre o poema de Al-Mu'Tamid / Música: Paulo Ribeiro, Pedro Frazão / Arranjo: Há Lobos Sem Ser na Serra
2 – Que bonito que seria 1'27 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
3 – Terra de Catarina [Baleizão Baleizão] 4'19 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
4 – Francisco Romão 3'54 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
5 – João Brandão 3'06 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
6 – Querido Alentejo 3'54 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
7 – Passarinho Prisioneiro 4'27 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra com Carlos Menezes
8 – Saias de Abril 3'16 - Letra: Trad/Há Lobos Sem Ser na Serra / Música: Trad /Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
9 – Há Lobos sem ser na serra 3'18 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
10 – Sarapateado 2'26 - Trad/Arr. Há Lobos Sem Ser na Serra
11 – Cantiga do tempo novo 3'38 - Letra e música: Paulo Ribeiro / Arranjo: Há Lobos Sem Ser na Serra


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.02.17

 

Letra

 

Há lobos sem ser na serra

Por eu ser alentejano
Alguém me chamou ladrão
Foi o que eu nunca chamei
A quem me roubava o pão

Há lobos sem ser na serra
Eu ainda não sabia
Debaixo do arvoredo
Trabalham com valentia

Trabalham com valentia
Cada um na sua arte
Eu ainda não sabia
Há lobos em toda a parte

Maldita sociedade
Estás tão mal organizada
Quem não trabalha tem tudo
Quem trabalha não tem nada

Há lobos sem ser na serra
Eu ainda não sabia
Debaixo do arvoredo
Trabalham com valentia

Trabalham com valentia
Cada um na sua arte
Eu ainda não sabia
Que há lobos em toda a parte

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 07.02.17

hálobos.jpg

 

 
Há Lobos Sem Ser na Serra tem como título “Cantares do Sul e da Utopia”, uma boa definição do trabalho musical e artístico deste grupo, que parte das modas e canções a sul do Tejo para criar o seu repertório. Do cante polifónico do Alentejo, recentemente classificado pela Unesco como património da Humanidade, às violas campaniças, passando pela exploração contemporânea de sonoridades tradicionais, Há Lobos Sem Ser na Serra anda pelas terras do Sul com uma mão no passado e outra no futuro.

Três músicos alentejanos, Buba Espinho, David Pereira e António Bexiga, juntam-se num espectáculo intimista, à volta das modas e canções que celebram a utopia e cantam este imenso território poético ao sul do Tejo.

O cante alentejano alia-se à campaniça, ora tocada de forma tradicional, ora com explorações sonoras que potenciam a descoberta de outras sonoridades e repertórios. À música, a artista visual Cristina Viana, junta o desenho de ilustração ao vivo, transformando o espectáculo num momento único, onde um repertório composto por modas tradicionais, de autor, e outras mais recentes, celebram a liberdade e o sonho ao sul de Portugal.
 

No próximo dia 17 de Fevereiro a banda vai apresentar o disco em terras Galegas no programa “Luar” da TV Galiza e no dia seguinte num espectáculo na Casa das Crechas em Santiago de Compostela.
 
Cantares do Sul e da Utopia
 AVM Music Editions
 
Edição digital 17 Fevereiro
Edição física |  03 Março
 
Disco já disponivel em  AVM Edition
 
Facebook oficial 
 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Há Lobos Sem Ser Na Serra...

Há Lobos Sem Ser Na Serra...

Há Lobos sem ser na Serra...

Há lobos sem ser na serra...

Há Lobos Sem Ser Na Serra...

HÁ LOBOS SEM SER NA SERRA...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
blogs SAPO
subscrever feeds