Quinta-feira, 12.05.16

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.05.16

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.05.16

 

"Guitarra Portuguese por António, Paulo E Ricardo Parreira", o novo álbum do mestre da Guitarra Portuguesa, António Parreira.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.04.16

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Domingo, 01.03.15

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.02.15

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

franciscosales.jpg

 

VALEDICTION

Francisco Sales

Apresentação de Valediction, álbum de estreia do guitarrista Francisco Sales    
 
Com apenas 27 anos, o guitarrista português Francisco Sales encontra-se em grande ascensão no panorama da música internacional, tendo recentemente tocado com Incognito, Chaka Khan e Jocelyn Brown. Poucos meses depois de se mudar para Londres, o seu talento foi imediatamente reconhecido e apadrinhado por João Caetano e Jean-Paul “Bluey” Maunick, fundador da banda de acid-jazz Incognito. A convite de Maunick, Francisco Sales tocou em algumas das maiores salas de espetáculo do mundo, entre elas a Blue Note (Tokyo) e o Ronnie Scott’s (Londres).


Valediction é o nome do primeiro álbum do músico, gravado no ano de 2014 (nos Livingston Studios, em Londres), e marca o inicio da sua carreira a solo. Sendo a guitarra protagonista da sua música, com efeitos surpreendentes ao utilizar pedais em tempo real e de uma maneira muito original, este é um disco com forte cunho cinematográfico, capaz de proporcionar um concerto muito intimista. Francisco Sales apresenta-se a solo, apenas acompanhado pela sua guitarra, no palco do Novo Ciclo..
 
Concerto: 28 de fevereiro às 21:45
Auditório 2



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.03.14


publicado por olhar para o mundo às 23:06 | link do post | comentar

Domingo, 17.03.13

Conservatório de Música da Guarda organiza festival dedicado à guitarra

O Conservatório de Música de São José da Guarda vai promover, entre terça e quinta-feira, um festival dedicado à guitarra, que inclui três concertos e um curso de aperfeiçoamento musical, anunciou hoje a organização.


O festival denominado ‘O Elogio da Guitarra' é "inteiramente dedicado à celebração do repertório guitarrístico e à formação de músicos", segundo Hugo Simões, diretor artístico do evento que se realiza, naquela cidade, desde 2009.

 

De acordo com Hugo Simões, a iniciativa, que vai na quinta edição, tem contribuído "de forma sólida" para "o aperfeiçoamento musical de jovens músicos e para a apresentação de novos valores do panorama guitarrístico português".

 

O programa deste ano integra três concertos, um por cada dia, e um curso de aperfeiçoamento musical em guitarra, orientado por Paulo Vaz de Carvalho, docente da Universidade de Aveiro, a realizar nos três dias do evento, entre as 10:30 e as 19:30, nas instalações do Conservatório de Música de São José da Guarda.

 

O festival será inaugurado com um concerto pela orquestra de guitarras Guitarrafonia, a realizar pelas 21:30 de terça-feira, na Escola Secundária Afonso de Albuquerque.

 

A organização refere que a orquestra é o "resultado ambicioso" do projeto de cooperação de instituições de ensino especializado da música de Castelo Branco, Fundão, Guarda, Viseu e Covilhã, que reúne professores e alunos "numa vivência musical partilhada", num historial que já conta com mais de meia centena de concertos.

 

Os concertos dos dias seguintes, pelos músicos Ruben Bettencourt (quarta-feira) e André Madeira (quinta-feira), acontecem no edifício do Museu da Guarda, sempre pelas 21:30.

 

São dois solistas "que têm vindo a afirmar-se em Portugal e no estrangeiro e que aqui se juntam a nomes como os de António Justiça, Augusto Pacheco, Pedro Rodrigues, Duo Intermezzo, Duo Justiça/Amaral, José Mesquita Lopes e Michel Sadanowsky, intérpretes que anteriormente fizeram a música acontecer no mesmo festival", assinalam os promotores do festival de guitarra.

 

‘O Elogio da Guitarra' é dedicado "a todos os amantes de música que partilham o gosto pela beleza artística, atingida neste caso através da execução de um instrumento musical que é cada vez mais apreciado pelo público", refere a fonte.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 10:51 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.01.13


publicado por olhar para o mundo às 08:17 | link do post | comentar

Sábado, 03.11.12
«Inventus», o «disco de agradecimento» de Custódio Castelo


«InVentus» é "um disco de agradecimento às pessoas que me ajudaram a crescer e a sentir melhor este tipo de música", conta Custódio Castelo ao apresentar um álbum mais uma vez centrado no fado. Mas não há só Lisboa num disco que, a espaços, também se passeia por África e vai chegar a várias salas europeias.

A assinalar 30 anos de ligação à música e a reforçar a paixão pela guitarra portuguesa, «Inventus» percorre ambientes de um género caro ao seu autor: o fado, indissociável do seu percurso. 

Contudo, antes de tomar contato com esses domínios, Custódio Castelo e a sua guitarra passaram pela "música de entretenimento", em especial pela morna, que assinalou a sua atuação em diversos bailes. "Quando chego ao fado, venho a perceber muito melhor a morna porque ambos contam a mesma história", recorda o guitarrista ao SAPO Música.

Como esse passado não foi esquecido, um dos temas de «InVentus», «In agradecimento Miss Morna», é dedicado a Cesária Évora, que ao lado de Amália Rodrigues é uma das vozes homenageadas no disco.

Além da vénia a artistas do passado, «InVentus» convida músicos do presente como Carlos Menezes (no contrabaixo) e Carlos Garcia (na guitarra clássica), que compõem o Custódio Castelo Trio juntamente com o próprio. Entre o alinhamento escutamos ainda contribuições de músicos no acordeão, violino, clarinete ou baixo acústico, entre outros.

Depois de ter percorrido várias FNACs por todo o país, «Inventus» será apresentado dentro e fora de portas, visitando salas suecas, gregas ou francesas. Das muitas datas anunciadas, Custódio Castelo destaca o concerto na Casa da Música, no Porto, a 22 de dezembro, onde surgirá acompanhado por um sexteto:

 

retirado do Sapo Música


publicado por olhar para o mundo às 12:21 | link do post | comentar

Sábado, 05.11.11

Rui Veloso leiloa guitarra assinada para instituiçao de caridade

Leilão está a decorrer online até ao dia 12 de Novembro

 

O músico português Rui Veloso está a desenvolver uma campanha de angariação de fundos para a instituição infantil Refúgio Aboim Ascensão, em Faro. O leilão, que começou no dia 12 de Outubro, termina na próxima semana, dia 12.

 

A guitarra a ser leiloada faz parte de uma série limitada de 30 exemplares da marca Walden, certificados e autografados por Rui Veloso. O instrumento, criado para celebrar os 30 anos de carreira do músico português, foi especialmente desenhado segundo as indicações do próprio Rui Veloso. Desde o tamanho à forma, passando pelas características mais específicas do instrumento, a guitarra foi construída em total parceria com Rui Veloso.

 

Qualquer pessoa pode participar no leilão, tendo apenas que se registar no site oficial do músico, conhecido como o pai do rock'n'roll português. A uma semana do fim, a licitação mais alta é de 1200 euros. A receita do leilão reverterá totalmente para as crianças do Refúgio Aboim Ascensão.

Até ao dia 12 de Novembro, a guitarra está em exposição no Hard Rock Café, em Lisboa.

 

Retirado do Público


publicado por olhar para o mundo às 11:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 18.05.11

Norberto Lobo

 

Primeiro um disco de palha, depois um disco de madeira, agora um disco de cimento e tijolos. Ninguém deita deita abaixo "Fala Mansa", terceiro álbum de Norberto Lobo. Não é a típica chegada à maturidade séria, é antes o acesso ao maravilhamento por via de uma guitarra

Um cachimbo e uma legenda: "Isto não é um cachimbo". René Magritte, 1929. Uma guitarra e uma inscrição: "Esta máquina mata fascistas". Woody Guthrie, 1940. Olhar para uma coisa e ver para além dela. Ou, pelo menos, tentar estrafegar impiedosamente a ideia fechada que temos sobre algo. Quando um músico como Fred Frith sobe ao palco, diz-nos Norberto Lobo, "senta-se e dá um concerto em que é inacreditável o que ele faz com uma guitarra e poucos pedais". "É uma máquina de fazer sons e ele toca-a como tal", acrescenta. "Uma guitarra que não é uma guitarra". Norberto Lobo sobre Fred Frith, 2011.

O concerto a solo de Frith a que Norberto assistiu tornou-se um reservatório de inspiração a que o músico recorre frequentemente. Foi em Maio de 2010, na sala La Carène, em Brest, que passaram pelo mesmo palco do festival Sonore, e aquilo que Norberto sorveu das mãos de Frith ainda hoje lhe serve de ensinamento. Também a guitarra do português incha a cada disco, as madeiras parecem dar de si, deformam-lhe as curvas e deixam circular pelas frestas uma música que transcende cada vez mais o próprio instrumento. Cada vez mais, Norberto Lobo toca guitarra porque toca guitarra. Assim como podia tocar outra coisa qualquer. "Fala Mansa", terceiro álbum, é um murro na mesa que impõe essa verdade - se as mãos de Norberto acabassem num piano, ele seria um iluminado homem do jazz; assim, é um guitarrista sem lugar, cuja abordagem ao instrumento é comparável à de Jack Rose e de John Fahey, mas também à guitarra portuguesa de Carlos Paredes.

Norberto Lobo gosta de resgatar à algibeira uma citação de John Fahey em que este dizia que o seu objectivo era hipnotizar as pessoas. Este Lobo bom não acredita em nirvanas em cima do palco, "porque se não uma pessoa estava em transcendência permanente e isso era um bocado cansativo". Prefere a versão de que a música, praticada num contínuo, se aproxima da poesia. "Fala Mansa" é, à sua maneira, uma elevação da música ao estado poético, uma sequência de tons e cores sem palavras, aceitando unicamente um murmúrio vocal indecifrável que parece um fantasma de Chet Baker a assombrar magnificamente o tema título.

Quando se lhe tira a guitarra das mãos, as palavras também parecem atrapalhar Norberto Lobo. Como aquela velha ideia indígena de que uma fotografia pode roubar a alma. Falar, discutir a música, parece ler-se no rosto de Norberto, emagrece o mistério da criação. Luz a mais queima, fere as canções.

 

 

 

Via Ipsilon 

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:59 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.05.11

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:35 | link do post | comentar

Quinta-feira, 14.04.11
Guitarrista português Nuno Ferreira lança álbum de originais

 

 

'Viagens a preto e branco' é o nome do novo álbum de Nuno Ferreira, guitarrista português que, depois de já ter feito um pouco de tudo no mundo da música, aposta agora num trabalho de originais.
 

O álbum tem vindo a ser apresentado nas lojas Fnac de Lisboa e já está à venda em vários pontos do país. Este projecto resulta das«vivências pessoais e profissionais» do músico nos últimos anos e nele podemos encontrar diferentes estilos de música«desde o rock a sonoridades mais acústicas e com influências étnicas de world music», como se pode ler no site oficial do autor.

 

Tocou em programas televisivos, toca em bares, dá aulas de guitarra e é membro de bandas fixas de alguns cantores portugueses. Participam neste projecto nomes como Sertório Calado, Pedro Vaz, Paulo Brissos, João Sanguinheira, Tiago Machado, John Sawicki e Warren Richardson dos Stomp, entre outros.

 

«Se tivéssemos de o definir enquanto guitarrista, diríamos que Nuno Ferreira é um rocker. Mas, de facto, versatilidade e capacidade de improvisação para rapidamente conseguir atingir o que lhe é pedido em cada tipo de trabalho são as características que melhor o definem», refere a biografia oficial.

 

Via SOL

 

 

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:24 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.03.11
Ricardo Rocha no Maria Matos
 

O guitarrista actua no dia 29 de Março no teatro lisboeta, às 22.00, num espectáculo em que reúne todas as 17 composições originais da sua obra a solo.

 

Um dos grandes executantes contemporâneos da guitarra portuguesa, Ricardo Rocha, apresenta no Teatro Maria Matos (Lisboa) o espectáculo intitulado 'Luminismo', uma recapitulação da sua carreira em nome próprio, que remonta a 'Voluptuária', de 2003.

 

Nascido em 1974, o guitarrista é neto de Fontes Rocha, histórico do fado ao lado de Amália e mestre da guitarra portuguesa. Trilhando um caminho na música que já lhe valeu comparações a Carlos Paredes ou Pedro Caldeira Cabral, Ricardo Rocha, apesar de já ter manifestado a sua relutância em relação a uma carreira na música (e lamentado as "limitações" da guitarra em termos sonoros), revelou-se um dos grandes compositores e intérpretes da guitarra portuguesa.

 

No dia 28 de Março, o guitarrista vai oferecer um raro panorama sobre a sua singular carreira, às 22 horas. Os bilhetes custam 12 euros, ou 6 euros para estudantes ou crianças.

 

Retirado do DN

 

 


 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:14 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

"Fado Lopes" - Marta Pere...

"La Partida" (Valsa Venez...

António Parreira "Variaçõ...

Marta Pereira da Costa - ...

Francisco Sales - God How...

Francisco Sales - Fall

Francisco Sales - Valedic...

Acert - Apresentação de V...

Sandro Norton - Guitarra ...

Conservatório de Música d...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds