Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 SÁB 04 NOV 21H30MÚSICA GISELA JOÃOHÁ FADOS E FADOS  AUDITÓRIO| 12,5€ | 10€ (CARTÃO AMIGO, CARTÃO SÉNIOR E JOVEM MUNICIPAL) FADO|75 MIN| M/6 Três anos depois do álbum de estreia, Gisela João edita agora o seu muito aguardado segundo disco. Chama-se “Nua” e são fados, tal como ela os sente e gosta de cantar. Uma das vozes arrebatadoras do panorama do fado, Gisela João é já uma figura central e uma das mais importantes intérpretes da música portuguesa da (...)
  Letra   Vou contar-vos um história que não me sai da memória, foi pra mim uma vitória nesta era espacial. Noutro dia estremeci quando abri a porta e vi um grandessíssimo Ovni pousado no meu quintal. Fui logo bater a porta, veio uma figura torta, eu disse: "Se não se importa poderia ir-se embora. Tenho esta roupa a secar e ainda se vai sujar se essa coisa aí ficar a deitar fumo pra fora." E o senhor extraterrestre viu-se um pouco atrapalhado. Quis falar mas disse (...)
  Letra   Todos me dicen el negro, llorona Negro pero cariñoso Todos me dicen el negro, llorona Negro pero cariñoso Yo soy como el chile verde, llorona Picante pero sabroso Yo soy como el chile verde, llorona Picante pero sabroso Ay de mí, llorona Llorona, tú eres mi chunca Ay de mí, llorona Llorona, tú eres mi chunca Me quitarán de quererte, llorona pero de olvidarte nunca Salías del templo un día, llorona Cuando al pasar yo te ví Salías del templo un día, llorona Cua (...)
    Há fados e fados Três anos depois do álbum de estreia, Gisela João edita agora o seu muito aguardado segundo disco. Chama-se “Nua” e são fados, tal como ela os sente e gosta de cantar. Tal como o primeiro disco, foi gravado fora do ambiente normal dos estúdios, entre o Palácio de Santa Catarina, em Lisboa, e a Cidadela de Cascais. Consigo estiveram Ricardo Parreira na Guitarra Portuguesa, Nelson Aleixo na Viola de Fado, Francisco Gaspar na Viola Baixo e Frederico (...)
  Letra   Talvez houvesse uma flor Aberta na tua mão Talvez houvesse uma flor Aberta na tua mão Podia ter sido amor Mas foi apenas traição Podia ter sido amor Mas foi apenas traição É tão negro o labirinto Que vai dar à tua rua É tão negro o labirinto Que vai dar à tua rua Ai de mim que nem persinto A cor dos ombros da Lua Ai de mim que nem persinto A cor dos ombros da Lua Talvez houvesse a passagem De uma estrela no teu rosto Talvez houvesse a passagem De uma (...)
  Letra   Que destino, ou maldição Manda em nós, meu coração? Um do outro assim perdido, Somos dois gritos calados, Dois fados desencontrados, Dois amantes desunidos. Por ti sofro e vou morrendo, Não te encontro, nem te entendo, Amo e odeio sem razão: Coração... quando te cansas Das nossas mortas esperanças, Quando paras, coração? Nesta luta, esta agonia, Canto e choro de alegria, Sou feliz e desgraçada. Que sina a tua, meu peito, Que nunca estás satisfeito, Que dás (...)
    Letra   Quem dorme à noite comigo É meu segredo, Mas se insistirem, lhes digo, O medo mora comigo, Mas só o medo, mas só o medo. E cedo porque me embala Num vai-vem de solidão, É com silêncio que fala, Com voz de móvel que estala E nos perturba a razão. Gritar quem pode salvar-me Do que está dentro de mim Gostava até de matar-me, Mas eu sei que ele há-de esperar-me Ao pé da ponte do fim.  
    Letra   Meu corpo em movimento Minha voz à procura Do seu próprio lamento Meu limão de amargura Meu punhal a crescer; Nós parámos o tempo Não sabemos morrer E nascemos nascemos Do nosso entristecer. Meu amor meu amor Meu pássaro cinzento A chorar a lonjura Do nosso afastamento. Meu amor meu amor Meu nó de sofrimento Minha mó de ternura Minha nau de tormento: Este mar não tem cura Este céu não tem ar Nós parámos o vento Não sabemos nadar E morremos morremos Dev (...)
Gisela João e Jorge Fernando estão entre as mais recentes confirmações no cartaz do Festival Caixa Alfama’14.   Além destes, foram também agora confirmados no certame, que apresenta 40 fadistas em dez espaços no coração de Alfama, nos dias 19 e 20 de setembro, Anita Guerreiro, Maria da Nazaré, Cláudia Picado e Carmo Moniz Pereira.   Estes nomes juntam-se aos anteriormente anunciados Ana Bacalhau, Ana Moura & António Zambujo, Pedro Moutinho, Ricardo Ribeiro, Sara (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email