Quarta-feira, 14.06.17

fimuv.jpg

Dia 18 Junho | 18:30h
Missa da Coroação 
Igreja dos Passionistas 
Stª Maria da Feira
 


Encerrando a 40ª edição do FIMUV teremos um concerto único, apresentando a "Missa da Coroação" de Mozart.

Numa dinâmica colaborativa, levaremos a palco o Coro do CiRAC, o Coro dos ex-coralistas do Orfeão Universitário do Porto e do Orfeão Universitário do Porto, a Orquestra de Jovens de Santa Maria da Feira, dirigidos pelo Maestro Paulo Martins.

Contará ainda com a presença dos solistas: Catarina Godinho (soprano); Rafaela Veiga (Mezzo-Soprano); Pedro Rodrigues (Tenor); Miguel Maduro-Dias (Barítono)

Foi no mês de março de 1779 que Mozart escreveu a Missa da Coroação. A origem e o sentido do título não são claros. A hipótese mais versátil é a de que ela faria alusão a uma imagem da virgem conservada num santuário nas redondezas de Salzburg, a "Maria am Plaine". Sua coroação acontecera em 1751, e era comemorada com muita pompa a cada ano. Não se encontra na obra todo o poder do texto litúrgico, nem a aplicação absoluta da música sacra tradicional em latim, pelo menos num grau de perfeição mais poderoso que no gregoriano e na música litúrgica da Renascença. Mozart pensa nelas dentro de formas que lhe são naturais e é nestas formas que ele aplica o texto, rompendo mais de uma vez com sua estrutura interna.

 

Coro do Cirac | Coros da área metropolitana do Porto| Orquestra de Jovens Stª Maria da Feira | Maestro Paulo Martins 
 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 06.06.17

fimuv.jpg

 

 
FIMUV
Dia 11 de Junho | 17:30h 
Grande Auditório Europarque
 
Orquestra Filarmónica Portuguesa
Maestro – Osvaldo Ferreira
Violoncelo Alexander Ramm
 
 
 

A Orquestra Filarmónica Portuguesa nasce por iniciativa do Maestro Osvaldo Ferreira e do violinista Augusto Trindade que decidiram juntar alguns dos mais representativos músicos da nova geração, muitos deles vencedores de prémios nacionais e internacionais e que fizeram parte da orquestra de jovens da União Europeia, Orquestra Mundial, Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, entre outras.

No dia 11 de Junho a OFP sobe ao palco dirigida pelo maestro Osvaldo Ferreira com o solista Alexander Ramm um dos mais talentosos e aclamados violoncelistas da sua geração. 
 
www.fimuv.cirac.pt


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.05.17

fimuv.jpg

 

 

Para o seu novo álbum Roby Lakatos apostou num Ensemble rejuvenescido, completamente renovado conta com a participação de um leque de jovens músicos Húngaros de faixa etária compreendida entre os 19 e 25 anos. Constituem uma oportunidade única de se imergir num mundo caracterizado pela liberdade musical, ambiente caloroso, virtuosidade incomparável e um surpreendente reportório composto por melodias esquecidas no tempo transformadas em novos e originais arranjos.

O violinista cigano Roby Lakatos não é apenas um virtuoso ardente, mas um músico que possui uma versatilidade estilística extraordinária. Igualmente confortável a tocar música erudita, jazz ou folk (húngaro), Lakatos é um músico ímpar que desafia a própria "definição". Ele é referido como violinista cigano ou “violinista diabólico”, um clássico virtuoso, um improvisador do jazz, compositor e arranjador, e recuperador do século XIX, na verdade consegue apresentar todas estas características simultaneamente. Roby é o género de músico universal que raramente encontramos nos tempos correntes – um artista que encontra a sua força como intérprete em atividades de improviso e composição. Tocou em grandes salas e festivais pela Europa, Ásia e América.

Nascido em 1965 no seio da lendária família de violinistas ciganos descendendo de Janos Bihari, «Rei dos Violinistas Ciganos», Roby Lakatos foi introduzido na música em criança e aos nove anos de idade teve a sua primeira estreia em público como primeiro violinista numa banda cigana. A sua musicalidade desenvolveu-se não só na sua família mas também no Conservatório Bela Bartók de Budapeste, onde ganhou o primeiro prémio na vertente de violino clássico em 1984. Entre 1986 e 1996, Roby e o seu Ensemble deliciou plateias em «Les Atéliers de la Grande Ille» em Bruxelas, a sua residência musical durante este período. Colaborou com Vadim Repin e Stéphane Grappeli, e a sua maneira de tocar foi extremamente apreciada pelo Sir Yehudi Menuhin, que fez sempre questão de visitar o clube em Bruxelas para ouvir Lakatos. Em março de 2004, Lakatos apareceu para grande regozijo na Orquestra Sinfónica de Londres, no festival «Génio do Violino» ao lado de Maxim Vengerov.

Quando Roby Lakatos mistura a conhecida “música clássica” com a magia da vitalidade Húngaro-cigana, não cria um desrespeito pela herança da cultura nacional, mas reflete a profunda tradição enraizada na herança cultural do Povo Cigano e oferece prazeres novos e refrescantes ao ouvinte e apreciadores de música. O público aprecia a sinergia entre o erudito e as raízes ciganas, à semelhança do que Liszt e Brahms fizeram através da utilização de temas húngaros em algumas das suas composições.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sábado, 29.04.17

fimuv.jpg

 

 
O Festival Internacional de Música de Verão de Paços de Brandão (FIMUV) é um projeto cultural, que visa promover uma cultura de qualidade, que potencializa a capacidade criativa local e nacional, e diversifica a oferta cultural, alargando-a aos diversos tipos de público. Aposta na difusão de projetos em diversas vertentes musicais, tais como a música erudita, ligeira, étnica, o jazz e o fado.

O 40º Festival Internacional de Música de Verão, em 2017 será realizado entre 6 de maio e 18 de junho. Contará com 9 iniciativas, envolvendo concertos, recitais com solistas internacionais, projetos educativos e outros, com propostas de elevada qualidade artística e cultural, na sua maioria gratuitas, a terem lugar em diversos espaços da vila de Paços de Brandão e do concelho de Santa Maria da Feira.
 

Para 2017 a programação contempla uma programação diversificada que vai desde um concerto sinfónico com a recém-criada Orquestra Filarmónica Portuguesa, dirigida pelo Maestro Osvaldo Ferreira, tendo como solista Alexander Ramm, violoncelista premiado em vários concursos internacionais, passando por um recital de piano com o pianista russo Miroslav Kultishev, laureado no 13º International Tchaikovsky Competition (Casa da Música de S. Petersburgo).

Um concerto de Música de Câmara com a participação do prestigiado violinista Yang Liu, acompanhado por Solistas da Orquestra Filarmónica Portuguesa, e ainda a apresentação de projetos pedagógicos e de música coral com a interpretação da Missa da Coroação de Mozart, por um misto de diversos grupos corais, envolvendo o Coro do CiRAC, o Coro do Orfeão Universitário do Porto e o Coro da Sé Catedral do Porto com o acompanhamento musical da Orquestra de Jovens de Santa Maria da Feira, dirigida pelo Maestro Paulo Martins.
 

De salientar ainda a inclusão na programação de dois concertos com nomes atuais, de referência no panorama musical, nomeadamente: Roby Lakatos, conceituado violinista na vertente World Music, ou os L´Rolling Clarinet Band, grupo de excelência na vertente de sopros.
 
www.fimuv.cirac.pt


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 22.04.17

fimuv.jpg

 

 
O 40º Festival Internacional de Música de Verão, em 2017 será realizado entre 06 de maio e 18 de junho. Contará com 9 iniciativas, envolvendo concertos, recitais por solistas internacionais, projetos educativos e outros, com propostas de elevada qualidade artística e cultural, na sua maioria gratuitas, a terem lugar em diversos espaços da vila de Paços de Brandão e do concelho de Santa Maria da Feira.
 

Mais informações brevemente!


www.fimuv.cirac.pt


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.06.16

cuca.jpg

 

 
CUCA ROSETA & QUARTETO DE CORDAS TRINDADE

Encerram o festival Internacional Verão de Paços de Brandão
Este ano dedicado aos Grandes Intérpretes
 
Cuca Roseta é uma das mais marcantes e reconhecidas vozes do Fado da atualidade. Quis o destino que o seu primeiro disco fosse produzido por um dos mais célebres e aclamados produtores do mundo - Gustavo Santaolalla - detentor de vários Óscares e Grammy's. A entrada no fado e na música não podia ter sido feita de melhor forma. Cuca viria assim a afirmar-se e destacar-se no panorama da canção nacional. O sucesso foi tanto que viria a ser largamente referida nos media nacionais e internacionais. No mesmo ano, também Cuca Roseta foi a artista de destaque no prestigiado filme de Carlos Saura – “Fados”. E como sobreviver num segundo disco a tanto reconhecimento? Quis Cuca Roseta ir mais longe e fazer algo diferente, mostrando mais do seu “outro lado”, o lado da composição. Assume assim o risco de escrever e assinar a maior parte das letras e músicas em “Raiz”,risco esse que foi tão bem-vindo! A fadista viria a destacar-se através da interpretação de repertório próprio. O risco passou a ser uma afirmação e o talento artístico de Cuca Roseta viria a ser reconhecido para além do seu canto. Com “Raíz” percorre o país e o mundo mostrando a sua voz e toda a sua arte, tendo atuado nos principais palcos nacionais e internacionais. Em Maio deste ano edita “Riû”, com mais um “trunfo na manga”: a produção de um disco pela mão do célebre Nelson Motta, intitulado no Brasil como o “Papa” da música. O talento de Cuca Roseta viria a despertar em Motta a vontade de regressar a estúdio, após um interregno de mais de 10 anos, onde, segundo o próprio, nunca admitiria voltar a gravar. Cuca consegui-o. O talento de Cuca falaria mais alto. Jornalista, compositor, produtor, Nelson Motta produziu e fez carreiras de nomes como Elis Regina, Marisa Monte, Djavan, Gal Costa, Daniela Mercury entre muitos outros. Em “Riû” Cuca Roseta dá mais um importante salto na sua carreira, faz parcerias e canta temas originais de Djavan, Ivan Lins, Jorge Drexler, Sara Tavares, Jorge Palma, Sara Tavares, Pedro Jóia e Mario Pacheco. Em muitos dos temas de “Riû”, Cuca Roseta cruza a sua escrita com grandes compositores, chegando também a cantar um dueto com Djavan. Com “Riû” cuca faz mais de 50 espetáculos nos últimos três meses em Portugal e no mundo e recebe as melhores críticas dos media. E o seu “Riû” não pára de correr. Cuca Roseta é uma artista que na melhor definição da palavra revela um talento, uma voz e uma coragem invulgar. Cuca vê no fado a sua maior paixão e é essa mesma paixão que quer mostrar ao mundo. Com Cuca Roseta, tudo flui, tudo é encantador e o fado, esse, parecer ter mais vida.
 
CUCA ROSETA & QUARTETO DE CORDAS TRINDADE
24 DE JUNHO | 21:30H
 
GRANDE AUDITÓRIO DO EUROPARQUE
TIPO: FADO 
 
BILHETES: 8€
 
BILHETES À VENDA: BOL, FNAC, CiRAC, Europarque, Posto de Turismo de Santa Maria da Feira


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.06.16

fimuv2.jpg

 

 

FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICA DE VERÃO DE PAÇOS DE BRANDÃO |39ª EDIÇÃO
GRANDES INTÉRPRETES

 

O seu som, aliado ao humor e à boa disposição, são as principais características do quinteto Vozes da Rádio, um dos mais originais projetos musicais portugueses que, em 2016, apresenta um novo disco.
O grupo subirá ao palco do grande auditório do Europarque, juntamente com a Orquestra de Jovens de Santa Maria da Feira, sob a direção do maestro Paulo Martins, para um concerto único e memorável.

As “Vozes da Rádio” são um quinteto vocal formado em 1991 na cidade do Porto. Desde essa altura cantam acappella os mais variados estilos musicais.

Em 1994 gravaram pela primeira vez no álbum de homenagem a Zeca Afonso “Filhos da Madrugada” onde interpretaram “Índios da meia praia”.
No seu curriculum, além de centenas de concertos por todo o país, ilhas e Macau, têm igualmente várias participações em discos e espectáculos de outros artistas portugueses: Gaiteiros de Lisboa, Ala dos Namorados, Rui Veloso, Delfins, Clã, Sara Tavares, Rui Reininho ou Mafalda Arnauth são alguns dos exemplos de colaboração.

FICHA ARTÍSTICA
Vozes da Rádio
Orquestra Sinfónica de Jovens de Santa Maria da Feira
Maestro Paulo Martins

 

DIA 18 DE JUNHO | 21:30H
GRANDE AUDITORIO DO EUROPARQUE


TIPO : MÚSICA LIGEIRA

BILHETES: 5€ e 8€

BILHETES À VENDA: BOL, FNAC, CiRAC, Europarque, Posto de Turismo de Santa Maria da Feira



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.05.16

fimuv.jpg

 

 

ORQUESTRA SINFÓNICA DA ESCOLA SUPERIOR DE ARTES APLICADAS (ESART)



A Orquestra Sinfónica da ESART é um projeto bem alicerçado no contexto do Curso Superior de Música, e tem merecido o apreço e reconhecimento do público um pouco por todo o país.


Apresentou-se em Festivais Nacionais e Internacionais, destacando-se a “Oficina de Música de Curitiba” (Brasil), Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, Festival Primavera (Castelo Branco), Festival Internacional de Música de Paços de Brandão e Festival Internacional de Música de Santa Maria da Feira. A Orquestra tem atuado sob a direção de notáveis maestros, tais como Marc Tardue, Osvaldo Ferreira, Pedro Neves, Luís Carvalho, Omri Hadari, Martin Andre, Rui Pinheiro, Rui Massena, Pedro Carneiro, Alberto Roque, Vasco Pearce de Azevedo, entre outros. Apresentou-se com solistas como Alex Klein, António Rosado, Pedro Burmester, Teresa Menezes, Daniel Rowland, Carlos Alves, Augusto Trindade, Abel Pereira e Carolino Carreira.


O Curso de Música da ESART detém alunos premiados em Concursos Nacionais e Internacionais, nomeadamente no Prémio Jovens Músicos, Orquestra de Jovens da União Europeia, Orquestra Mundial de Jovens Músicos, Orquestra Sinfónica do Youtube, Orquestra Mundial East and West, Estágio Gulbenkian para Orquestra, Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, Orquestra da Academia Penderecki, Orquestra J. Futura (Itália), Folefest, Paços' Premium, Concurso Santa Cecília, entre outros.

 

SERGEY REDKIN

 

Sergey Redkin nasceu em Krasnoyarsk em 1991. Iniciou os seus estudos de piano aos seis anos de idade na Music Lyceum School de Krasnoyarsk, prosseguindo os mesmos na Escola Especial de Música do Conservatório de São Petersburgo.

 

Sergey Redkin é laureado de vários concursos tais como o III Festival para Jovens Pianistas Moscow Genrikh Neigauz (2008), 3º prémio no VIII Concurso Internacional para Jovens Pianistas Paderewski na Polónia (2010), 1º prémio no III Concurso Internacional em Helsínquia (2012), 1º lugar no VI Concurso Internacional de Piano de Prokofiev em São Petersburgo (2013) e o 3º prémio no XV Concurso Internacional de Tchaikowsky (2015).

 

MAESTRO RUI PINHEIRO

Em janeiro de 2015, Rui Pinheiro assumiu o cargo de Maestro Titular da Orquestra Clássica do Sul. Entre 2010 e 2012, foi Maestro Associado da Orquestra Sinfónica de Bournemouth (Reino Unido) onde dirigiu mais de uma vintena de programas de concerto.


Depois de realizar os seus estudos musicais em Portugal (piano e artes musicais) e na Academia Ferenc Liszt, em Budapeste (piano e música de câmara), concluiu o Mestrado em Direção de Orquestra no Royal College of Music, em Londres. Como maestro assistente, trabalhou com Roger Norrington, Esa-Pekka Salonen, Vladimir Jurowski e John Wilson entre outros.


Dirige regularmente as principais orquestras portuguesas, incluindo a Orquestra Gulbenkian, a Sinfónica Portuguesa e a Metropolitana de Lisboa. A temporada passada marcou a sua estreia operática no Teatro Nacional de São Carlos , com a produção de La fille du régiment de Donizetti. Internacionalmente destacam-se concertos com a Orquestra da Ópera Nacional do País Gales, a Orquestra Ion Dumitrescu (Roménia) e apresentações nos BBC-PromsPlus, no festival Vienna - City of Dreams (Philarmonia Orchestra) e no Barbican Centre, em Londres.

 

DIA 04 DE JUNHO | 21:30H |

GRANDE AUDITORIO DO EUROPARQUE


ORQUESTRA ESART E O PIANISTA SERGEY REDKIN E O MAESTRO RUI PINHEIRO

 

 TIPO SINFÓNICO

 

BILHETES: 5€

 

BILHETES À VENDA: BOL, FNAC, CiRAC, Europarque, Posto de Turismo de Santa Maria da Feira



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.05.16

fimuv.jpg

 

FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICA DE VERÃO DE PAÇOS DE BRANDÃO 39ª EDIÇÃO
GRANDES INTÉRPRETES

Andrey Baranov, violinista premiado no prestigiado Concurso Queen Elisabeth, juntamente com a pianista Inga Dzektser, professora no Conservatório Estatal de S. Petersburgo, apresentar-se-ão num recital de elevadíssimo nível artístico. Serão interpretadas obras de Tchaikovsky (Valse Scherzo, Memory of a dear place, Sérénade Mélancolique) Chausson (Poème), Ravel (Tzigane) e Schubert (Fantasie).

 

ANDREY BARANOV


Andrey Baranov iniciou os seus estudos aos cinco anos no Conservatório Rimsky-Korsakov em São Petersburgo, ingressando mais tarde no Conservatório de Lausanne. Estudou com os professores Lev Ivaschenko, Vladimir Ovcharek e Pierre Amoyal. Durante a sua formação realizou masterclasses com B. Kushnir, L. Isakadze, K. Kashkashian, entre outros.


Andrey Baranov é vencedor do Queen Elisabeth International Violin Competition em 2012, do Concurso para violino de Benjamin Britten e do Concurso para violino Henri Marteau. É também laureado em mais de vinte competições internacionais das quais se destacam Indianapolis, Seoul, Sendai, Liana Isakadze, David Oistrakh e Paganini (Moscovo). É Primeiro violino do David Oistrakh Quartet, um exuberante grupo formado em 2012.


Atuou em vários palcos, tais como Concergebouw (Amesterdão), Grober Saal Mozarteum, Cadogan Hall (Londres), Gewandhaus (Leipzig), Konzerthaus (Berlim) e Tchaikowsky Hall (Moscovo).


Tocou com várias orquestras internacionais tais como Luxemburg Philharmonic, Brussels Philharmonic, Orquestra Nacional da Bélgica, MusicAeterna orchestra, St. Petersburg Philharmonic, Sendai Philharmonic, Poyal Philharmonic (Londres) e SWR (Orquestra Sinfónica de Estugarda) e já atuou ao lado de grandes músicos como Martha Argerich, Eliso Virsaladze, Julian Rachlin, Boris Andrianov, Pierre Amoyal e Liane Isakadze.


Apenas com 23 anos foi convidado para ser assistente de Pierre Amoyal no Conservatório de Lausanne e, desde então, tem realizado masterclasses e concertos por todo o mundo.

 

INGA DZEKTSER


Inga Dzektser iniciou os seus estudos musicais aos cinco anos de idade no Conservatório de S. Petersburgo e, mesmo enquanto estudante, apresentou-se em diversos concertos por toda a Europa. Em 1989 formou-se com distinção no referido Conservatório e, desde então, assume a posição de professora de piano desta instituição.


Inga Dzektser é vencedora do Concurso Internacional de Música de Câmara em Trapani, Itália (1994) e do Concurso de Piano Duo Internacional em Tóquio, Japão (2003).


Tocou com várias orquestras sinfónicas e grupos de música de Câmara. Tem participado em festivais de música na Finlândia, França, Holanda, Portugal e Espanha. Apresentou-se também no Kissinger Sommer Festival em Bad Kissingen (Alemanha), no Festival Internacional de Música de Câmara (Itália) e num festival organizado pelo Yuiri Bashmet, na ilha de Elba. Tocou com músicos como Philip Hirshhorn, Dora Schwarzberg, Alexander Knyazev, Zachar Bron.


Inga Dzektser é membro do júri do "Prémio Europeu de Música para a Juventude" Competição Internacional em Linz (Áustria). Realizou masterclasses e concertos no Japão, Coreia do Sul e Portugal. Já foi pianista acompanhadora na masterclasse realizada pelo quarteto da Orquestra Filarmónica de Berlim e é pianista oficial da Competição Internacional Lilpizer para violino em Gorizia (Itália) e do Concurso Internacional David Oistrakh para violino em Odessa (Rússia).

 

DIA 27 MAIO | 21:30H

 

AUDITORIO DA ACADEMIA DE MÚSICA DE PAÇOS DE BRANDÃO

 

TIPO: RECITAL 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 30.04.16

fimuv.jpg

 

 

A 7 de maio, o Grande Auditório do Europarque recebe o maestro Osvaldo Ferreira e Pavel Milyukov, violinista laureado no XV Concurso Internacional Tchaikovsky , que tocará a solo na estreia da Orquestra Euro-Atlântica, orquestra criada com raízes no Concelho, espelhando o que de melhor se tem formado musicalmente na região e no nosso país ao longo das últimas décadas.


                                        Osvaldo Ferreira (maestro)



Osvaldo Ferreira é atualmente Diretor Artístico da Sociedade de Concertos de Brasília. Com uma sólida carreira internacional, tem dirigido grandes Orquestras Europeias e Sul Americanas. Na presente temporada irá dirigir em Nuremberga, Filarmónica de St. Petersburgo, entre outras.
Em Portugal, foi diretor artístico da Orquestra do Algarve, diretor artístico do Festival Internacional de Música do Algarve, diretor e administrador do Teatro Municipal do Faro. Gravou vários CDs com obras de autores portugueses para a Editora Numérica e um CD duplo com Sinfonias de Mozart. 

 

                                         Pavel Milyukov ( violinista)


Laureado em vários concursos internacionais destaca-se o Concurso Internacional Paganini, Concurso Internacional David Oistrakh, Concurso Internacional Khatchaturian e XV Concurso Internacional Tchaikovsky. É solista da St. Petersburg Music House e está em tournée pela Rússia, Áustria, Alemanha, Hungria, Grécia, Coreia e China. Pavel Milyukov estudou no Conservatório Estatal de Moscovo Piotr Tchaikovsky. Atualmente é estudante no Conservatório de Viena na classe de Boris Kushnir e tem-se apresentado a solo com grandes orquestras internacionais.

 

07 Maio | 21:30H 

Grande Auditório do Europarque


Orquestra Sinfónica Euro-Atlântica, Osvaldo Ferreira (maestro), Pavel Milyukov (violino)

 

Tipo: Sinfónico


Bilhetes: 5€

 

Bilheteira online



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.04.16

fimuv.jpg

 

 
A 39ª edição decorre de 7 de Maio a 24 de Junho e é dedicado aos Grandes Intérpretes.

Santa Maria da Feira vai receber diversos concertos com solistas internacionais premiados nos concursos Tchaikovsky e Queen Elisabeth acompanhados por orquestras e maestros portugueses.

O Concerto inaugural vai ter a estreia da Orquestra Euro-Atlântica no Europarque e espectáculo de encerramento com a fadista Cuca Roseta.

O Festival Internacional de Música de Verão de Paços de Brandão (FIMUV) é um projeto cultural, que visa promover uma cultura de qualidade, que potencializa a capacidade criativa local e nacional, e diversifica a oferta cultural, alargando-a aos diversos tipos de público. Aposta na difusão de projetos em diversas vertentes musicais, tais como a música erudita, ligeira, étnica, o jazz e o fado.

                                
NOTA DO DIRETOR ARTISTICO DO FIMUV
(descarregue aqui )
 
  
www.fimuv.cirac.pt


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 12.04.16

fimuv.jpg

 

 
A 39ª edição decorre de 7 de Maio a 24 de Junho e é dedicado aos Grandes Intérpretes.

Santa Maria da Feira vai receber diversos concertos com solistas internacionais premiados nos concursos Tchaikovsky e Queen Elisabeth acompanhados por orquestras e maestros portugueses.

O Concerto inaugural vai ter a estreia da Orquestra Euro-Atlântica no Europarque  e espectáculo de encerramento com a fadista Cuca Roseta.

O Festival Internacional de Música de Verão de Paços de Brandão (FIMUV) é um projeto cultural, que visa promover uma cultura de qualidade, que potencializa a capacidade criativa local e nacional, e diversifica a oferta cultural, alargando-a aos diversos tipos de público. Aposta na difusão de projetos em diversas vertentes musicais, tais como a música erudita, ligeira, étnica, o jazz e o fado.

Mais informações do cartaz brevemente!
 

www.fimuv.cirac.pt


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

FIMUV - Concerto de encer...

FIMUV | Dia 11 de Junho ...

FIMUV arranca com Roby La...

Cartaz da 40ª Edição do F...

FIMUV - Festival Internac...

FIMUV | Encerra no dia 24...

FIMUV Dia 18 de Junho co...

FIMUV com a Orquestra ESA...

FESTIVAL INTERNACIONAL DE...

FIMUV arranca já no dia 7...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
OUÇA A NOSSA RADIO EM https://goo.gl/ouzpk3
Eu queria a letra dessa música
YK é Noizz Kappa, Halloween a grande Alma, melhor ...
blogs SAPO
subscrever feeds