Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

    letra   Vejam bem Que não há Só gaivotas Em terra Quando um homem Se põe A pensar Quem lá vem Dorme à noite Ao relento Na areia Dorme à noite Ao relento Do mar E se houver Uma praça De gente Madura E uma estátua De febre A arder Anda alguém Pela noite À procura E não há Quem lhe queira Valer Vejam bem Daquele homem A fraca Figura Desbravando Os caminhos Do pão E se houver Uma praça De gente Madura Ninguém vai Levantá-lo Do chão Vejam bem Que não há S (...)
Os Fado em Si Bemol viajam em janeiro para Nova Iorque para divulgar a sua música ao público norte-americano. Durante a estadia, o quinteto natural do Porto vai gravar uma nova canção e filmar toda a digressão. A tournée começa com um showcase na conferência da APAP (Associations of Performing Arts Presenters) e passará pelo Metropolitan Room, localizado em Manhattan, com a convidada especial Nathalie Pires. O coletivo português estará ainda presente no Clube Jazz Tomi e no (...)
    letra     Vim para o fado e fiquei! Sou corda duma guitarra  A que mais geme e soluça E em vez de vestir samarra Uso a sombra duma capa  Que me tapa e me destapa Se meu corpo se debruça Se quiseres saber de mim Onde me perco encontrado Pergunta aos guardas da noite  Pergunta ás portas fechadas Pergunta ás mulheres compradas  Pelo fantasma do fado E aos fadistas também  Porque todos me conhecem Mas se vires que me entristecem  Não digas á minha mãe Já tenho (...)
    letra   A Moda Das Tranças Pretas Vicente da Câmara   Como era linda com seu ar namoradeiro 'Té lhe chamavam "menina das tranças pretas", Pelo Chiado caminhava o dia inteiro, Apregoando raminhos de violetas. E as raparigas d'alta roda que passavam Ficavam tristes a pensar no seu cabelo, Quando ela olhava, com vergonha, disfarçavam E pouco a pouco todas deixaram crescê-lo. Passaram dias e as meninas do Chiado Usavam tranças enfeitadas com violetas, Todas gostavam do (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email