Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  13 de Maio nas plataformas digitais Verdadeira embaixatriz portuguesa em terras brasileiras, Eugénia Melo e Castro conseguiu em mais de três décadas de carreira reunir duetos e parcerias autorais com os maiores nomes da música Brasileira. Eugénia Melo e Castro cantou com Milton Nascimento, Egberto Gismonti, Wagner Tiso, Tom Jobim, Ney Matogrosso, Gal Costa, Caetano Veloso, Chico Buarque, Adriana Calcanhotto e muitos outros. Esta é uma colecção digital de alguns dos grandes (...)
  Letra   Quando entrar setembro E a boa nova andar nos campos Quero ver brotar o perdão Onde a gente plantou Juntos outra vez Já sonhamos juntos Semeando as canções no vento Quero ver crescer nossa voz No que falta sonhar Já choramos muito Muitos se perderam no caminho Mesmo assim não custa inventar Uma nova canção Que venha nos trazer Sol de primavera Abre as janelas do meu peito A lição sabemos de cor Só nos resta aprender Já choramos muito Muitos se perderam no caminho Mesmo assim não custa inventar
  Letra   Alguém que vi de passagem Numa cidade estrangeira Lembrou os sonhos que eu tinha E esqueci sobre a mesa Como uma pêra se esquece Dormindo numa fruteira Como adormece um rio Sonhando na carne da pêra O sol na sombra se esquece Dormindo numa cadeira Alguém sorriu de passagem Numa cidade estrangeira Lembrou o riso que eu tinha E esqueci entre os dentes Como uma pêra se esquece Sonhando numa fruteira  
  Letra   Enquanto espero quero ir  Rir sem desespero  Sorrir  Ouvir ao longe o som  Mais perto  Certos momentos sem pensar  É bom  Ser dois ou três  Ao mesmo tempo  E regressar  Ficar aqui  Perder a vez  E não saber mais de ninguém  Saber de mim  De mais alguém  É bom  Passar a vida assim  Gritar para o mar  Ó mar  Ó mar  Vem-me buscar  E o velho mar  Rir-se de mim  Rir de mim
    Letra     Eu sei que vou te amar Por toda a minha vida eu vou te amar A cada despedida eu vou te amar  Desesperadamente Eu sei que vou te amar E cada verso meu será pra te dizer  Que eu sei que vou te amar  Por toda a minha vida Eu Sei que vou chorar  A cada ausência tua eu vou chorar, Mas cada volta Tua há de apagar O que essa ausência tua me causou Eu sei que vou sofrer  A eterna desventura de viver a espera  De viver ao lado teu  Por Toda a minha vida. 
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email