Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   [Refrão: Rael] Por onde for, vivo a calçada Transmite amor, mas ninguém viu nada Que em cada calçada que eu estava, estava lá mudando o mundo Muitos não percebiam que ali havia som de conteúdo [Verso 1: Valete] Errático como o Éder, tu és maçarico Sou acrobático na batida, como o Frederico Neneh Cherry com Paula Perry A mescla daquele puro movimento anti-fashion No rap podia ser John Legend ou Chuck Berry Mas na verdade, eu quero ser Tigerman, o Legendary O (...)
  Letra   [Refrão: Rael] Aos meus amigos de verdade Seja no sol ou tempestade Só age na sinceridade Sempre por inteiro e nunca na metade Aos meus amigos de verdade Até o final, não só de passagem Sem diz me diz, triste ou feliz Irmão de raiz, essa aqui eu fiz em tua homenagem [Verso 1: Emicida] Skate no terminal, no pente, uns instrumental É quente, nóiz viu o Kamau Né, Tico? Ô, daora Chegou agora, conto 'pucêis' Imagina, eu, Rashid, Projota Rachando um dog em três Djos (...)
  Letra   [Refrão: Rael] Não tem padrão nem clichê A minha visão é livre Há quem diga que a vida Pra você não é ideal Ideal, ideal, ideal Mas vem comigo que eu te passo a visão [Verso 1: Capicua] És como sorvete, eu quero sorver-te Eu quero derreter-te e ter-te por perto Mas tu não sabes disso, que eu nunca te disse Mas também não é preciso: olha o meu sorriso É chocolate e menta, batimento aumenta Tu deitas pimenta, e a receita bate certo Mas sem compromisso que (...)
  Letra "Ela": (Capicua) Meu nome é Ana e sou viciada em música É ela quem me chama quando eu já não estou lúcida Quando o mundo desaba e o coração se quebra é ela Que o cola e sara, ela é que me devolve à terra Ella como Fitzgerald, dura como a battle Eu gosto dela negra como heavy metal Bela com som ou a capella, zuka como novela Tuga como a minha terra ou afro como o Fela Ela é como um exorcismo e eu cismo em viver dela É imprevista como um sismo e eu finjo conhecê-la Sê (...)
    Letra   Directamente da selva urbana onde a mente é insana A katana que corta o cimento chama-se grana Já não se ama, a fama chama, é só negócio Sente-se o drama, vende-se a alma sócio O indicador puxa o gatilho, da arma do Karma Já nada alarma, é Mefistófeles que encarna O marido encorna a esposa engana O caldo entorna, desaba a cabana Vidas de boémios com dividas d’empréstimos Com trigémeos, vende os electrodomésticos Jaguares, andares, brincos, anéis, colares Comportamen (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email